Pós-jogo Colts vs Jaguars РSemana 10

Sendo dois times completamente diferentes no mesmo jogo, o Indianapolis Colts conseguiu uma suada vitória contra o Jacksonville Jaguars por 29-26. Mesmo abrindo treze pontos de vantagem no primeiro tempo o ataque parou na etapa final. A defesa apareceu novamente no momento certo para conseguir um sonhado e precioso turnover e dar a quarta vitória à franquia na temporada. Vamos aos pontos positivos e negativos deste importante triunfo.

 

PONTOS POSITIVOS

Eric Ebron pegando fogo!

Que temporada fant√°stica do #85. Neste jogo ele teve 3 TDs (dois recebidos e um corrido), al√©m de 71 jardas totais. O TE veterano chega a 10 TDs na temporada, ficando a dois de igualar sua marca nas quatro primeiras temporadas em Detroit (12). Andrew Luck conseguiu explorar os¬†matchups favor√°veis ao Ebron contra os linebackers advers√°rios. Os dois parecem que est√£o jogando junto h√° anos. O #85 se junta a Rob Gronkowski como os √ļnicos TEs da hist√≥ria e ter 2 TD a√©reos e 1 TD terrestre no mesmo jogo. Al√©m de ser o primeiro TE da hist√≥ria dos Colts a correr para um¬†touchdown. Voa voa, Ebron!!!

 

Kenny Moore II

Melhor partida na carreira do #23. O segundanista terminou o jogo com 6 tackles solo (um para perda de jardas), 2 passes desviados e o fumble for√ßado que selou a vit√≥ria. Al√©m disso, esteve presente na cobertura em cima dos WRs advers√°rios, anulando cada um deles. Moore √© nosso cornerback mais produtivo na temporada e neste √ļltimo jogo foi o √ļnico ponto de destaque na secund√°ria.

Moore comemora o fumble forçado.

 

Linha Ofensiva

Mais uma partida sem ceder sack! Já são quatro consecutivas e ao todo 187 tentativas de passe, a maior da carreira de Andrew Luck. A quinta maior sequência na história da NFL. Só isso já diz o quanto a produção ofensiva dos Colts melhorou e ficou mais equilibrada. Mesmo contra a forte DL dos Jaguars, Jordan Wilkins contou com ótimos bloqueios e achou um espaço para correr 53 jardas, jogada mais longa na temporada para o time (o maior ganho desde uma corrida de 80 jardas de Donald Brown em 2011). Fora isso, o bloqueio sensacional do Quenton Nelson para abrir espaço na corrida do Marlon Mack foi algo surreal. Parabéns aos envolvidos na montagem e execução do plano de jogo, que foi ótimo novamente, salvo algumas chamadas de corrida questionáveis no segundo tempo de jogo.

https://twitter.com/Colts/status/1061802262521991168

Andrew Luck

Nosso QB teve um primeiro tempo espetacular. Explorando a desorganização da secundária dos Jaguars conseguiu big plays para abrir vantagem na etapa inicial. Já no segundo tempo, a defesa conseguiu se acertar e incomodou o #12. Foram apenas cinco passes completos para 58 jardas na segunda etapa, péssimo desempenho comparado ao primeiro tempo. Além disso, dois drops foram cruciais e impediram maiores avanços do ataque, que não pontuou no segundo tempo. Nyheim Hines não segurou a bola em situação de campo aberto para o first down. O TE Mo Alie-Cox, que vinha fazendo boa partida, não agarrou a bola que bateu em seu peito. Como nunca contamos com a sorte, ela caiu no colo de Telvin Smith para a interceptação.

Andrew terminou o jogo com 21 passes completos de 29 tentados, 285 jardas, 3 TD e 1 INT. N√ļmeros s√≥lidos, mas que poderiam ser melhores caso a produ√ß√£o ofensiva mantivesse o mesmo n√≠vel do primeiro tempo. J√° s√£o 32 jogos seguidos com pelo menos um TD e o sexto jogo consecutivo, em uma mesma temporada, com 3 ou mais TDs, apenas atr√°s de Tom Brady (10 jogos, 2007) e Peyton Manning (8 jogos, 2004). Imagina se ele fosse bom, n√£o √© Jalen Ramsey?

 

Anthony Walker Jr.

Se nos jogos anteriores Darius Leonard chamava a aten√ß√£o no miolo defensivo, dessa vez Walker assumiu os holofotes. Liderou o time em tackles com 10 (7 solo), sendo um para perda de jardas. Al√©m disso, Anthony recuperou um¬†extra point bloqueado por Denico Autry, o retornando para 2 pontos. Seria uma pena se algu√©m cometesse uma falta desnecess√°ria da jogada, n√£o √©? E Corey Moore conseguiu essa proeza! O resultado foi a pontua√ß√£o anulada. O camisa #50 vem numa crescente ap√≥s uma temporada de calouro marcada por les√Ķes. Vem se firmando como titular e fazendo por merecer tal posi√ß√£o no time.

 

Defesa contra o jogo corrido

Apesar de mais um jogo sem sacks, conseguimos limitar Leornard Fournette a apenas 53 jardas em 24 corridas, al√©m de conseguir 8 tackles para perda de jardas. Com a volta do RB, anular essa pe√ßa seria essencial para pressionar Blake Bortles a lan√ßar a bola. A estreia de Tyquan Lewis foi boa para quem acabou de voltar de uma les√£o. O calouro teve 2 tackles, um passe desviado e um QB hit, √ļnico do time na partida. Jabaal Sheard esteve muito bem, com 4 tackles, 2 para perda de jardas e um passe desviado.

 

PONTOS NEGATIVOS

O resto da secund√°ria

Mais uma vez Blake Bortles teve tarde de MVP. Com 320 jardas, 26/38 passes e 2 TDs, o camisa #5 incomodou demais com passes curtos que permitiram longos avanços. Além disso, o primeiro TD dos Jaguars veio de uma falha absurda de Arthur Maulet e Malik Hooker, que não detiveram Donte Moncrief (Lei do Ex) num TD de 80 jardas. Pierre Desir e Quincy Wilson estiveram apagados, mas não comprometeram. O setor deveria ter ajustado o plano de jogo quando Bortles começou a realizar checkdowns, minando a defesa com ganhos curtos. A sorte foi a big play do Kenny Moore II, que selou a vitória.

 

Má administração de relógio no segundo tempo

Se no primeiro tempo os Colts tiveram 16:23 minutos de posse, no segundo tempo foram apenas 8:27. Destes, 1:30 foram protocolares ap√≥s o fumble for√ßado. Isso se reflete no campo, j√° que n√£o conseguimos pontuar o suficiente para aumentar a vantagem e deixar o jogo menos sofrido. √Č preciso se atentar a este detalhe, j√° que s√≥ os Jaguars voltaram para o jogo no segundo tempo.

 

Essa √ļltima partida mostra que se deve estar preparado para os ajustes do advers√°rio. Os Jaguars se mexeram para deixar Luck & Cia desconfort√°veis no segundo tempo, e quase conseguiram ganhar o jogo. Mesmo cedendo 415 jardas para o advers√°rio, a defesa mais uma vez apareceu no momento certo e roubou a bola do advers√°rio para finalizar o jogo. Mas n√£o d√° para ficar ref√©m de big plays defensivas todo jogo para assegurar vit√≥rias, uma hora n√£o vai acontecer e a defesa precisar√° atrapalhar os advers√°rios de outra forma. Um ponto a ser destacado √© o fato de a defesa ter for√ßado pelo menos um turnover em cada jogo da temporada. Uma derrota praticamente sepultaria as chances de playoffs do Indianapolis Colts na temporada. A vit√≥ria na bye week dos Texans foi fundamental para diminuir a vantagem do l√≠der da AFC South.

Em 18 de Novembro √†s 16h, novamente em casa, enfrentaremos o Tennessee Titans, que amassou o New England Patriots nesta √ļltima semana por 34-10. Os Titans mant√©m o mesmo record de 5-4 e vem crescendo de produ√ß√£o nos dois lados da bola. Mais um jogo decisivo para as pretens√Ķes dos Colts e √© necess√°ria a vit√≥ria para nos mantermos vivos pelos playoffs. Mantendo a consist√™ncia ofensiva do primeiro tempo contra os Jaguars d√° para sonharmos com uma boa vit√≥ria. GO COLTS!!! (4-5).

 

Para ver os melhores momentos, mais estat√≠sticas e n√ļmeros do jogo, acesse o Gamebook oficial da NFL.

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio! https://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

E no Twitter: as notícias e cornetadas no @potrosbr, @horseshoeBR, @CarolVago12 e @pj1992.

Todos os conte√ļdos publicados neste site s√£o de responsabilidade de seus autores e n√£o necessariamente refletem as opini√Ķes e posicionamentos da FN Network.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOT√ćCIAS RELACIONADAS

gyvtetc7xwwzdnco2rxm
O Indianapolis Colts e a cultura do conformismo
n1zksekmas958fslreob
Pós-jogo: Wk.2 Colts 24-27 Rams
iyadfea2y4kt88ulbdzu
Pós-jogo: Wk.1 Colts 16-28 Seahawks
INDIANAPOLIS, IN - FEBRUARY 13:  General manager Chris Ballard of the Indianapolis Colts addresses the media following a press conference introducing head coach Frank Reich at Lucas Oil Stadium on February 13, 2018 in Indianapolis, Indiana.  (Photo by Michael Reaves/Getty Images)
As necessidades dos Colts para 2021
Philip Rivers vs Bills
Pós-jogo: o bom, o ruim e o fim da temporada
Jonathan Taylor
Pós-jogo: o bom, o ruim e a classificação aos playoffs
prhcdp6h1gv0uiyfkn3y
Pós-jogo: o bom, o ruim e Jonathan Taylor
33281f41-99a0-4818-bbbd-772eb1c90bc4-GH_12202020_055
Pós-jogo: o bom, o ruim e DeForest Buckner
y23mm00vmyp6qgvlcew8
Pós-jogo: o bom, o ruim e Kenny Moore II