Late Night LaMonte!” – Wade Jr e as viradas decisivas de fim de jogo do San Francisco Giants

Victor Ferreira Silva ¹

 

Já não é nenhuma novidade que a temporada 2021 tem sido mágica e surpreendente para o San Francisco Giants. De time sem expectativas de se classificar para os Playoffs a líder de uma das divisões mais difíceis do beisebol (NL West) e primeiros a se classificar para a PostSeason os Giants tem encontrado em seu momento fabuloso um componente recorrente, LaMonte Wade Jr., ou melhor “Late LaMonte” ou “LaMonte de fim de jogo” em livre tradução. Revisaremos aqui como esse calouro tem aparecido nos momentos mais decisivos para impulsionar o time na temporada até aqui.

Chegado ao começo fevereiro de 2021, negociado com o Minnesota Twins, time que o draftou em 2015, em troca pelo Relief Pitcher Shaun Anderson, LaMonte Wade Jr foi considerado por diversos torcedores como uma contratação muito fraca. Vale aqui destacar um tweet em resposta à aquisição do Outfielder que comentava que os rivais Dodgers tinham adquirido Trevor Bauer enquanto os Giants tinham trazido…quem?

Fonte: Twitter SFGiants

 

Mal sabiam eles. O resto está sendo história, de fato. Até o início da temporada, Wade tinha feito aparições discretas durante o Spring Training e até mesmo quando a temporada regular começou passando pelo departamento médico em Abril acabou sendo optado para o Triple A – Sacramento River Cats e fazendo o caminho para as Majors e voltando para as Minors entre Abril e Junho para substituir jogadores afastados por lesão. Desde então firmou-se na equipe do Manager Gabe Kapler que tem observado e explorado bem todo o potencial do jogador de 27 anos.

Com o AVG .264, 18 Home runs (empatado até aqui com Buster Posey) e 54 RBI, estamos um tanto longe de números de MVP, Silver Slugger ou Rookie Of The Year (não chegando a liderar nem dentro do time), no entanto, as aparições frequentes de Wade tem surtido efeito tanto com ataque eficiente e poucos erros defensivos, mas também nos momentos mais críticos dessa ótima temporada. Estamos aqui falando do AVG .600 (15-25), após a 8ª entrada (3-5 em entradas extras!) o que representa segundo o ESPN Stats&Info o segundo melhor Batting Average nos últimos 40 anos, nesse tipo de situação, ficando somente atrás de Joe Crede em 2002 AVG .700 (14-20). Números históricos à parte, todo o desempenho garantiu a primeira colocação para os Giants na NL West por diversas vezes. Principalmente em jogos em que o time está atrás no placar por uma ou duas corridas ou empatados, Wade aparece para decidir a partida, seja como Pinch Hitter ou garantindo a rebatida no fim de jogo. Isso ocorreu com Arizona, Oakland, Rockies e San Diego.

Diante disso, Wade tem sido bastante reconhecido dentro e fora da equipe por seu grande desempenho. Os companheiros mais famosos como Brandon Belt (responsável pelo apelido) e Brandon Crawford já comentaram em diversas oportunidades o quanto ele tem sido decisivo não somente nos momentos finais da partida, mas também quando estão com na ultima contagem de strikes e de eliminados. No dia 14 de setembro o jogador chegou a ser homenageado (merecidamente) em um “T-shirt day” em que camisas foram distribuídas aos fãs na entrada do Oracle Park.

Fonte: Giants Social

Naturalmente que o jogador já expressou o desejo que esse tipo de performance ocorresse durante o decorrer do jogo inteiro, mas que é bom que venha ocorrendo em algum momento, tardio que seja.

I wish I could get some better at-bats earlier in the game, but I guess it’s good they’re coming late,” Wade Jr. Para KNBR

Fica aqui toda a torcida para que LaMonte Jr e os Giants não percam o seu brilho dos finais de jogo, já que agora eles irão encarar a missão dura e incerta que são os Playoffs, trazendo cada vez mais emoção aos torcedores que acompanham do estádio ou de casa.

¹ Victor Ferreira Silva – Administrador, Pai da Madá, apaixonado pelo San Francisco Giants, estagiário do Lance-a-lance no @SFGiantsBra e Bullpen no Gigantes do Beisebol.

DEIXE UMA RESPOSTA