Finalizada a segunda série do ano, o resultado é o mesmo, vitória. Assim como contra os Marlins, a série foi garantida por 2-1 e com emoção – muita emoção – no final. A peleja conta os Padres foi além do campo, fizemos história com Alyssa Nakken, e Gabe Kapler mostrou mais uma vez uma das razões de ter sido nomeado técnico do ano na última temporada.

 

Jogo 1: A displicência no bastão 

O primeiro jogo da série contra os Padres marcou a estréia de Alex Wood na temporada e a ineficiência do time da baía de San Francisco em impulsionar corridas. No final do dia, Giants e Padres tiveram a mesma quantidade de rebatidas – 10 para cada lado – com uma diferença de 2 corridas para o time de San Diego. Fato é, ambas as equipes tiveram um aproveitamento ruim em impulsionar os homens em base. O destaque positivo do dia foi a performance de Alex Wood, com 4.1 entradas, 6 strikeouts e 2 corridas cedidas.

A primeira partida do confronto foi marcada também pela entrega do prêmio de Manager of the Year a Gabe Kapler, referente a temporada passada.

 

Jogo 2: San Francisco atropela, mas isso fica em segundo plano.

O segundo jogo da série decerto foi o mais especial para San Francisco. Alex Cobb deu o melhor cartão de boas vindas possível, com 10 strikeouts em 5 entradas. O ataque foi avassalador, anotando 10 corridas em duas entradas e forçando a substituição de Yu Darvish logo na segunda entrada da partida. Apesar da acachapante vitória por 13-2, o destaque da partida não poderia ser outro além de Alyssa Nakken.

A treinadora que já havia se tornado a primeira mulher a ser treinadora de campo em uma partida da MLB no Spring Training da temporada passada, colocou de vez seu nome na história da liga ao se tornar a primeira mulher a ser treinadora de campo em uma partida oficial. Alyssa assumiu o posto após a ejeção de Antoan Richardson, o titular na função de técnico da primeira base. “Nunca senti nenhum tipo de falta de apoio dessa franquia”, comentou a treinadora sobre as palavras de incentivo que sempre recebeu do dogout.

Para saber um pouco mais sobre a história da Alyssa Nakken e as mulheres no Beisebol, confira o texto de Patrícia Farias do Gigantes do Beisebol. Clique aqui para ir para o texto. 

Jogo 3: Saúdem Logan Webb, há um verdadeiro Ace entre nós. 

 

Em seu segundo start na temporada, Logan Webb mais uma vez ratificou a escolha de Gabe Kapler para a posição de principal arremessador da franquia. Em uma atuação irrepreensível, o Poderoso Chefinho, como é apelidado, foi inquestionável durante toda a partida. Foram 8 entradas, 7 strikeouts, 4 hits e apenas uma corrida cedida. Em dois starts na temporada, Webb tem: 14 entradas, 9 hits, 10 strikeouts e apenas 2 corridas cedidas.

Novamente o ataque falhou em aparecer na partida, com uma solitária rebatida de Luke Williams para impulsionar duas corridas a partida foi vencida. Porém, o bastão do time segue longe de convencer.

 

Duas séries, duas vitórias:


Um novo ano e uma tortura já conhecida pelos fãs do Giants. A exceção do segundo jogo contra os Padres, não houve um sossego sequer ainda para o torcedor, por mais que a equipe tenha triunfado na maioria das ocasiões até agora. Por fim, o saldo é positivo após as duas primeiras séries do ano. Os arremessadores se provaram a principal força da equipe até aqui e um sinal amarelo começa a se desenhar no horizonte quanto ao bastão, mas ainda é muito cedo para postular algo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA