Por mais que a temporada passada tenha sido, pelo menos nos últimos sete jogos, surpreendentemente positiva para a equipe de Seattle; quase ninguém esperava que a centésima edição da NFL as colocaria novamente entre postulantes ao título. Sendo assim, a pergunta que cerca todos os fãs do futebol americano é simples, porém muito enigmática: Até onde Russell Wilson e companhia poderão levar o Seattle Seahawks nesta temporada?

As expectativas

Antes do início da temporada, muito se falava sobre o quão promissor poderia ser esta equipe, afinal, o ciclo campeão formado em 2013 praticamente chegou ao fim neste ano, e caberia a Pete Carroll, Bobby Wagner e Russell Wilson comandarem este novo núcleo de jogadores. No entanto, imaginar que as atuações individuais e coletivas da equipe seriam tão avassaladoras e magnificas era impossível.

Por mais que o equilíbrio entre ataque e defesa não seja 100% efetivo e ainda seja possível enxergar algumas falhas na Linha Ofensiva do Seahawks para proteger seu quarterback, e algumas pequenas falhas defensivas, seja na secundária ou no pass rusher; as boas atuações ofensivas de Chris Carson, Tyler Lockett e DK Metcalf, as sólidas participações defensivas de Bobby Wagner, K.J Wright, Tre Flowers e companhia; além da temporada de MVP que faz Russel Wilson; tem sido mais do que o suficiente para fazer da equipe de Pete Carroll uma das mais competitivas da NFL.

É possível sonhar com o Super Bowl?

Foto: Dougal Brownlie/Getty Images

Após vencer a última equipe invicta na temporada e sensação do momento na última segunda, em San Francisco, o time liderado por Russel Wilson provou que pode chegar longe na temporada, assim como outras equipes.

No momento, Seattle tem oito vitórias e duas derrotas; apenas uma derrota a mais do que o 49ers de Jimmy Garoppolo; e com toda certeza estarão nos PlayOffs. No entanto, não são a única equipe com potencial para chegar ao tão sonhado Super Bowl, ainda mais quando se trata da equilibrada e qualificada Conferência Nacional.

Para alcançar seu objetivo, o Seahawks terão de superar equipes extremamente competitivas e com um enorme potencial, como o próprio 49ers, que com certeza contarão com o reforço de George Kittle, Emmanuel Sanders e outros desfalques da partida da última segunda.

Além de San Francisco; o Green Bay Packers, de Aaron Rodgers, também vem surpreendendo numa temporada quase que impecável, e promete não largar o osso até o último momento. Assim como o New Orleans Saints, de Dreew Bress; que mesmo após a inesperada derrota em casa para o fragilizado Atlanta Falcons, ainda é um dos fortes candidatos na NFC.

Ou seja, Russell Wilson e companhia não estão sozinhos nesta busca pelo Super Bowl, que promete não ser nada fácil. Mas, assim como as demais equipes citadas acima e outras que já mostraram potencial, como o Minnesota Vikings; a expectativa para a pós temporada do Hawks é das melhores possíveis, ainda mais após a chegada de Josh Gordon; que irá qualificar ainda mais o ataque. O que torna uma possível chegada ao Super Bowl nada surpreendente para mais ninguém.

DEIXE UMA RESPOSTA