Vikings de 1998: O Caminho para a Glória Interrompido

Vikings de 1998: O Caminho para a Glória Interrompido

A temporada de 1998 para o Minnesota Vikings foi muito marcante, foi um dos melhores times naquele ano, com um excelente ataque, um ótimo QB e uma defesa sólida, além de ter um dos WR que seria considerado uma lenda depois. 

Venha saber mais sobre esse incrível ano de Minnesota, e como era o time, como foi o seu desempenho e qual foi a pedra no sapato deles na temporada. Vamos lá? 

Os Heróis Defensivos dos Vikings de 1998

Na temporada de 1998, a defesa do Minnesota Vikings foi liderada por alguns jogadores talentosos e que conseguiram desempenhar um papel sólido no sucesso do time, abaixo, vamos destacar os 5 principais pontos dessa defesa:

  1. Destaque para a Linha Defensiva: A linha defensiva dos Vikings em 1998 contava com jogadores como John Randle, Chris Doleman e outros que eram especialistas em pressionar o Quarterback adversário e na contenção de jogadas terrestres. 
  2. Força no Centro da Defesa: Os linebackers dos Vikings nessa época foram muito vitais para o sucesso do time, nomes como Ed McDaniel e Jeff Brady contribuíram para a solidez defensiva dos Vikings.
  3. Secundária Competente: A secundária dos Vikings em 1998 também teve desempenho decente, com jogadores como Corey Fuller, Robert Griffith e Orlando Thomas, proporcionando cobertura sólida e fazendo jogadas importantes ao longo da temporada.4.
  4. Capacidade de Forçar Turnovers: A defesa dos Vikings em 1998 teve a capacidade de forçar turnovers em momentos importantes, contribuindo para a vantagem da equipe em jogos-chave e ajudando a garantir vitórias cruciais ao longo da temporada.
  1. Adaptação ao Estilo de Jogo Ofensivo da Equipe: Com um ataque tão potente liderado por Randall Cunningham, Cris Carter e Randy Moss, a defesa dos Vikings muitas vezes se beneficiava de leads confortáveis, permitindo que se concentrasse em pressionar o quarterback adversário e forçar erros.

A Ofensiva Poderosa dos Vikings de 1998

O ataque do Minnesota Vikings em 1998 foi verdadeiramente lendário e é frequentemente considerado um dos mais potentes da história da NFL. Sob a liderança do treinador ofensivo Brian Billick e do coordenador ofensivo Gary Kubiak, e impulsionado por jogadores excepcionais, o ataque dos Vikings deixou uma marca indelével na temporada de 1998. Aqui estão alguns pontos-chave sobre o ataque dos Vikings naquele ano:

  1. Randall Cunningham, O Quarterback Ressurgente: Após uma pausa na carreira, Randall Cunningham voltou em ótima forma em Minnesota e teve uma temporada espetacular em 1998. Ele foi essencial para o sucesso do ataque dos Vikings, mostrando precisão no passe, habilidades de corrida e liderança inspiradora.
  2. O Duo de Recebedores, Cris Carter e Randy Moss: Cris Carter, um veterano confiável e consistente, uniu-se a um novato fenomenal, Randy Moss, para formar um dos duos de recebedores mais letais da história da NFL. Carter trouxe experiência e habilidade técnica, enquanto Moss trouxe velocidade, altura e habilidade atlética excepcional.
  3. A Explosão de Randy Moss: A entrada de Randy Moss na NFL em 1998 foi verdadeiramente espetacular. Ele estabeleceu novos recordes de recepção de touchdowns por um novato e imediatamente se tornou uma arma ofensiva muito temida por todas as defesas adversárias. 
  4. O Jogo Terrestre Eficiente: Embora o ataque aéreo fosse a principal atração, os Vikings também tiveram sucesso correndo a bola. Com corredores como Robert Smith e Leroy Hoard, o jogo terrestre dos Vikings foi uma ameaça legítima, complementando o ataque aéreo e mantendo as defesas adversárias honestas.
  5. A Linha Ofensiva Sólida: A linha ofensiva dos Vikings em 1998 forneceu uma proteção robusta para Randall Cunningham e abriu caminhos para os corredores. Jogadores como Randall McDaniel e Todd Steussie lideraram uma unidade coesa que permitiu ao ataque dos Vikings operar com eficiência.
  6. Pontua√ß√£o Prol√≠fica: O ataque dos Vikings em 1998 foi capaz de marcar pontos em abund√Ęncia. Eles lideraram a liga em pontos marcados durante a temporada regular, estabelecendo um recorde not√°vel de 556 pontos, o que permaneceu como o recorde da franquia por muitos anos.

5 Jogadores em Destaque dos Vikings em 1998

Abaixo vamos destacar 5 jogadores que foram destaque nesta temporada de 98: 

1.Randall Cunningham (Quarterback): Cunningham teve uma temporada incrível, liderando o ataque dos Vikings com precisão nos passes e habilidade atlética excepcional. Sua liderança foi fundamental para o sucesso da equipe.

  1. Randy Moss (Wide Receiver): Moss teve uma estreia espetacular na NFL em 1998, estabelecendo recordes de recepção de touchdowns para calouros. Sua velocidade, altura e habilidades atléticas o tornaram uma ameaça constante para as defesas adversárias.

  1. Cris Carter (Wide Receiver): Carter, um veterano confiável, continuou a ser uma força dominante no ataque dos Vikings em 1998. Sua habilidade de recepção precisa e seu conhecimento do jogo foram inestimáveis para a equipe.

  1. Robert Smith (Running Back): Smith teve uma temporada sólida como o principal corredor dos Vikings em 1998. Sua habilidade de corrida elusiva ajudou a equilibrar o ataque e foi uma verdadeira dor de cabeça para os adversários.

5.John Randle (Defensive Tackle): Randle foi uma força dominante na linha defensiva dos Vikings em 1998. Seu talento como pass rusher e sua capacidade de perturbar o jogo ofensivo adversário foram aspectos-chave da defesa dos Vikings.

A Campanha na temporada regular dos Vikings em 1998

Durante a temporada regular de 1998, o Minnesota Vikings teve uma atuação espetacular, estabelecendo-se como uma das equipes mais dominantes da NFL na época. Aqui estão os detalhes mais relevantes sobre a temporada regular dos Vikings em 1998:

Desempenho Geral: O Minnesota Vikings teve um desempenho impressionante ao longo da temporada regular de 1998, terminando com um recorde de 15 vitórias e apenas uma derrota. Essa marca excepcional os colocou como a melhor equipe da NFL naquele ano.

Ofensiva Explosiva: O ataque dos Vikings foi a principal força da equipe durante a temporada regular. Eles lideraram a liga em pontos marcados, estabelecendo um recorde de 556 pontos, uma média de 34.8 pontos por jogo.

Destaque para o Ataque Aéreo: Com Randall Cunningham no comando, Cris Carter e o novato Randy Moss como alvos, o ataque aéreo dos Vikings foi implacável. Eles lideraram a liga em jardas aéreas e touchdowns de passes.

Equilíbrio com o Jogo Terrestre: Apesar do foco no ataque aéreo, o jogo terrestre dos Vikings também foi eficaz. Corredores como Robert Smith contribuíram para um ataque balanceado, mantendo as defesas adversárias honestas.

Vitórias Memoráveis: Os Vikings tiveram várias vitórias marcantes ao longo da temporada regular de 1998, incluindo uma vitória por 46-36 sobre o St. Louis Rams em novembro, na qual Randy Moss teve três touchdowns.

A √önica Derrota: A √ļnica derrota dos Vikings na temporada regular ocorreu na semana 9 contra o Tampa Bay Buccaneers. Foi um jogo disputado, com os Buccaneers vencendo por 27-24.

Liderança na NFC Central: Como resultado de seu desempenho excepcional, os Vikings conquistaram o título da NFC Central e garantiram uma folga na primeira rodada dos playoffs.

Confira neste vídeo os destaques da temporada regular de 1998 do Minnesota Vikings. 

Os playoffs do Vikings: Cardinals x Vikings

O time de Minnesota chegou como franco favorito nos playoffs de 98, pegaram folga na primeira semana de jogos, devido ter a melhor campanha da NFC. No Divisional Round, enfrentam o Arizona Cardinals, os vikings venceram com folga o time de Arizona por 41-21, avançando assim para a famosa final de conferência de 98 contra o Atlanta Falcons. 

Confira os melhores momentos desse jogo aqui. 

A famosa Final da NFC de 1998: Falcons x Vikings

A final da NFC em 1998, o time de Minnesota enfrentou o Atlanta Falcons, a partida ocorreu em 17 de janeiro de 1999, no Hubert H. Humphrey Metrodome, em Minneapolis. O clima para os torcedores do Vikings era de muita confiança para chegar até o Super Bowl.

O jogo foi muito marcante, ou melhor dizendo, muito traumático para os torcedores de roxo. 

Os Vikings começaram o jogo com força, assumindo uma liderança confortável no primeiro tempo. Randall Cunningham e o ataque dos Vikings conseguiram mover a bola eficientemente, marcando touchdowns e construindo uma vantagem de 20-7 no intervalo. Parecia que os Vikings estavam a caminho de uma vitória convincente em casa, e de chegar ao Super Bowl novamente.

No entanto, no segundo tempo os ventos começaram a soprar a favor do time de Atlanta. Os Falcons, liderados pelo quarterback Chris Chandler e pelo treinador Dan Reeves, começaram a montar uma recuperação. Chandler encontrou seus recebedores com precisão e os Falcons conseguiram marcar pontos rapidamente.No final do quarto período, conseguiram empatar o jogo em 27-27, forçando-o para a prorrogação.

 A prorrogação foi um período tenso, com ambas as equipes lutando por cada jarda. O clímax do jogo veio quando o kicker dos Vikings, Gary Anderson, que não havia errado um chute até então, errou um dos chutes mais importantes e dolorosos da história da franquia. 

 Isso deu aos Falcons a chance de avançar para o Super Bowl com um chute de campo de Morten Andersen. Seu chute de campo certeiro de 38 jardas selou a vitória dos Falcons por 30-27 e encerrou as esperanças dos Vikings de chegar ao Super Bowl.

Para os torcedores dos Falcons, uma das viradas mais memor√°veis da franquia. Falcons seria derrotado para o Denver Broncos no Super Bowl XXXIII, pelo placar de 34-19.

Para os torcedores de Minneapolis, é um trauma que se arrasta por anos. Essa derrota para o Atlanta Falcons foi uma decepção tão grande para os Vikings, especialmente após a dominante temporada regular que tiveram. Essa temporada é frequentemente lembrada pelo potencial não realizado e pela maneira como terminou de forma inesperada.

√Č t√£o memor√°vel pelo lado negativo que a s√©rie ‚ÄúHow I met Your mother‚ÄĚ, no epis√≥dio 11 da quarta temporada aparece uma faixa no bar onde Marshall e Robin est√£o, que diz ‚Äú I will drinking till i forget the 1999 NFC Championship‚ÄĚ, em tradu√ß√£o livre ‚Äú Eu vou beber at√© esquecer a final de confer√™ncia da NFC de 1999‚ÄĚ.¬†

Confira um resumo do jogo nesse vídeo no YouTube. E o jogo completo nesse vídeo aqui. 

 

Maldição ou azar mesmo? Vikings e Playoffs

Outro fator é que muitos torcedores acreditam que o time está amaldiçoado devido ao histórico nos playoffs e a derrotas que são inexplicáveis. Um bom exemplo foi nos playoffs de 2014, quando o Kicker Blair Walsh erra um field goal no final que poderia dar a vitória para os Vikings. 

Outra derrota doída foi na final da NFC de 2018, quando os Vikings foram atropelados pelo Eagles. Isso um jogo após o milagre de Minneapolis, onde o time vira o placar nos minutos finais contra o Saints. 

E aí torcedor roxo, gostou de saber mais sobre esse fantástico time de 98? E nosso histórico nos playoffs vai melhorar algum dia para podermos chegar a um super bowl novamente? 

Continue vendo mais sobre:

Minnesota Vikings Brasil: MVP 181 ‚Äď Free agency e adeus Cousins e Hunter

Cr√īnica: Sam Darnold n√£o tem a menor condi√ß√£o de ser um quarterback titular da NFL

Kirk Cousins: renovar ou n√£o com o quarterback, eis a quest√£o

Minnesota Vikings e as suas 4 apari√ß√Ķes ao Super Bowl

Todos os conte√ļdos publicados neste site s√£o de responsabilidade de seus autores e n√£o necessariamente refletem as opini√Ķes e posicionamentos da FN Network.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOT√ćCIAS RELACIONADAS

como-assistir-futebol-americano
Como assistir futebol americano no Brasil
mock-draft-fnn-2024
Mock Draft by Creators FNN: Lista completa de Trades
gkqaclqd7xyje7bzqkds
Mock Draft Steelers 2024 3.0
4bc89fb1-Kirk-Cousins
Faz sentido para o Vikings escolher um QB na segunda rodada do draft?
o-que-e-free-agency-nfl
Free agency da NFL: o que é e como funciona?
Kirk Cousins deveria renovar seu contrato e permanecer no Minnesota Vikings?
Kirk Cousins: renovar ou n√£o com o quarterback, eis a quest√£o
porque-usar-vpn
Por que usar VPN? 5 raz√Ķes para quem ama esportes
d444fe99-f12b-40d0-b370-b4062d76963c-large16x9_Steelers2021draft
Mock Draft Steelers 2024 1.0
como-funciona-draft-nfl
Como funciona o Draft da NFL?