A NFL, junto da NFLPA, anunciou em 24 de julho que qualquer jogador da liga poderia optar por não jogar a temporada 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus, deixando o dia 6 de agosto como prazo final para os anúncios de opt out. Portanto, ao todo, 66 jogadores optaram por não jogar e o New England Patriots e o Cleveland Browns foram os times mais afetados.

Sendo assim, os Patriots viram oito jogadores optarem por não disputar a temporada 2020, muitos deles titulares e importantes para o time. Os principais foram o safety Patrick Chung e o linebacker Dont’a Hightower, ambos campeões dos Super Bowls 49, 51 e 53. Além disso, Matt LaCosse (TE), Marqise Lee (WR), Marcus Cannon (OL), Dan Vitale (FB), Brandon Bolden (RB) e Najee Toran (OL) também deram opt out e desfalcam a equipe neste ano.

Os Browns foram o segundo time com mais opt outs, com cinco jogadores ficando fora da temporada. Portanto, Drew Forbes (G), Drake Dorbeck (OT), Andrew Billings (DT), Malcolm Pridgeon (G) e Colby Gossett (OL) são os atletas que não estarão em campo pela equipe de Cleveland em 2020.

Dos 32 times da liga, apenas três não tiveram jogador algum optando por não jogar: Atlanta Falcons, Los Angeles Chargers e Pittsburgh Steelers. Entre os que terão desfalques, Cardinals (Marcus Gilbert, OL); Packers (Devin Funchess, WR); Texans ( Eddie Vanderdoes, DT); Vikings (Michael Pierce, DT); Eagles (Marquise Goodwin, WR); Seahawks (Chance Warmack, OL); Buccaneers (Brad Seaton, OL); Titans (Anthony McKinney, OL) foram os times que menos perderam jogadores, com apenas um atleta dando opt out em cada equipe.

Ainda podem haver mais opt outs

Além disso, é importante ressaltar que mesmo com o prazo para a “desistência” da temporada encerrado, ainda é possível que os jogadores decidam não jogar. De acordo com a NFL, um jogador pode adotar o opt out se apresentar algum problema de saúde que o deixe vulnerável à COVID-19, se receber um diagnóstico positivo para o vírus ou se tiver algum membro da família hospitalizado ou falecido em virtude da doença.

Para isso, portanto, o atleta deve estar sob contrato com alguma equipe e receberá uma bolsa de 150 mil dólares como adiantamento salarial.

DEIXE UMA RESPOSTA