O Draft da NFL está próximo. Com isso, a ansiedade dos torcedores aumenta e junto com ela crescem as dúvidas: Quem meu time deve draftar? E se pegarmos um bust? Vale a pena trocar escolhas? A equipe do Fumble na Net segue com sua cobertura pré evento e hoje falaremos um pouco sobre os principais prospectos de Running Backs neste ano.

D’Andre Swift

Carmen Mandato/Getty Images

Jogador do Georgia Bulldogs, Swift tem 1,75m e 97kg, e completou o tiro de 40 jardas em 4.48 segundos. O atleta tem números expressivos em sua carreira universitária, sendo apenas o quinto running back da história do colégio a ter temporadas consecutivas para mais de 1.000 jardas terrestres; na última, conquistou 1.218 e ainda recebeu mais 216 áreas. Swift é inteligente e paciente atrás da linha ofensiva, procurando sempre os melhores espaços para corridas. Mas ainda precisa evoluir na hora de proteger o passe e ter mais cuidado para evitar fumbles.

Jonathan Taylor

AJ Mast/Associated Press

O atleta de Wisconsin Badgers alcançou a excelente marca de 4.39 segundos no tiro de 40 jardas, com seu 1,80m e 97kg. Taylor é difícil de ser derrubado e seus cortes rápidos aliados a grande explosão e porte físico o tornam um prospecto muito promissor para esse draft da NFL. Além disso, o jovem vem de 2 temporadas para mais de 2.000 jardas terrestres e uma com 1.917, em 2017. Contudo, Taylor não é uma grande opção na hora do passe, recebeu apenas 42 passes em 41 jogos em sua carreira no College; ainda sofreu 15 fumbles, ou seja, mais de um a cada 3 partidas.

J.K. Dobbins

Jack Westerheide | Former Managing

Dobbins pesa 98kg, medindo 1,78m e foi um dos jogadores que não quis correr as 40 jardas no Combine. Mas, na verdade, isso o beneficia, já que um de seus pontos fracos é a baixa aceleração inicial. Fato que não o rebaixa frente a seus concorrentes, Dobbins correu para 2.003 jardas na última temporada, além de ser ótima arma no jogo aéreo; teve mais de 20 recepções em todas as suas temporadas na universidade. Todavia, ainda necessita trabalhar mais a calma e visão para encontrar os gaps deixado pelas defesas.

Clyde Edwards-Helaire

Photo/Vasha Hunt

Companheiro de Joe Burrow em LSU, Clyde correu as 40 jardas do Combine em 4.6 segundos, o pior tempo entre os nossos prospectos. Com 1,73m de altura e 94kg, suas duas maiores qualidades são a incrível capacidade de cortes laterais muito ágeis e o grande volume de participação no jogo aéreo. Não atoa, era um alvo frequente de Burrow, recebendo 55 passes na última temporada e correndo 1.414 jardas para 16 touchdowns. Em contrapartida, sua baixa estatura pode ser um fator negativo para esse draft da NFL, além da baixa velocidade final.

Cam Akers

Melina Myers-USA TODAY Sports

Com uma marca boa de 4.47 segundos nas 40 jardas e demostrando grande força física, Cam Akers, com seu 1,80m e 96kg, começou sua carreira no College impressionando. Bateu o recorde de jardas terrestres em uma temporada como calouro (que pertencia a Dalvin Cook) mas em 2018 teve uma vertiginosa queda de produção.

Ano passado reencontrou o alto nível, marcou 14 touchdowns e correu 1.144 jardas, além de receber 30 passes. Akers tem sempre um folego guardado para um sprint final, o que faz com que ele consiga muitas big-plays e tem uma impressionante habilidade para executar jukes. Todavia, as vezes parece esquecer sua capacidade e simplesmente abaixa cabeça e corre para onde há mais trafego.

DEIXE UMA RESPOSTA