A cada dia que se passa parece mais possível a chance de Tom Brady, o Quarterback mais vitorioso da história da NFL, deixar a única franquia pela qual ele já jogou; o New England Patriots.

Nos últimos foram vazadas algumas informações relatando que o empresário do Brady conversou com alguns times no Combine; que os Patriots ainda não conversaram com Tom; e até que haveria interesse de New England em QBs como Andy Dalton, caso a saída realmente ocorra. O ponto é que hoje, dia 2 de março de 2020, até o mais cético torcedor dos Patriots acredita na possibilidade, embora remota, de Tom Brady vestir outro uniforme na próxima temporada.

Olhando para essa situação nos últimos dias, o pensamento vem sendo esse. Por mais difícil que seja imaginá-lo em outra franquia, a esta altura seria teimosia descartar tal possibilidade. No entanto, mesmo acreditando nela, o choque de possivelmente ouvir para onde Brady irá será grande.

Existem múltiplos times que teriam interesse nos serviços do QB seis vezes campeão do Super Bowl. Raiders, Chargers e Titans você já deve ter ouvido ou visto falar extensivamente sobre cada um. Mas por mais que não seja novidade, o fato é que se você escutasse hoje, Tom Brady assinou com os Chargers ou Tom Brady vai jogar em Tennessee, te surpreenderia bastante.

Do mesmo jeito que a possibilidade de saída é real, o retorno de Brady aos Patriots não deixa de ser o resultado mais provável. Porém a surpresa caso não retorne existirá; afinal, uma coisa é saber que Brady pode sair dos Pats, outra coisa é saber para que time ele vai.

A decisão está nas mãos de Tom Brady

É quase garantia que Kraft quer ver Brady terminando a carreira em Foxborough. Além disso, até Belichick, conhecido por sua frieza e que supostamente foi forçado a trocar Jimmy G, quando ele estava pronto pra seguir em frente com o agora QB dos Niners como seu titular; não só quer Brady de volta, mas como está disposto a trazer armas ofensivas pra aumentar o arsenal do ataque

Ou seja, toda essa narrativa de que o Head Coach e GM dos Pats não gasta no ataque está sendo um pouco exagerada. Sim, a maneira como New England faz negócios nesta era é diferente e o time evita certos contratos; mas desde a troca de Randy Moss, grande sucesso, até às adições recentes de Antônio Brown, Josh Gordon e Mohamed Sanu, grandes fracassos; Bill Belichick tem se mostrado mais do que disposto a ir ao mercado em busca de Wide Receivers. Até mesmo aqueles atletas que são notórios por causar distrações os Pats já foram atrás.

Afinal, alguém realmente acha que se houvesse a oportunidade, Belichick não faria alguma troca por Stefon Diggs ou Odell Beckham? Ou que ele fará isso se fosse forçado por Brady?

Enfim, o treinador dos Pats sabe mais do que ninguém o que ele precisa pra ganhar e sabe que se não cercar o seu QB com no mínimo um ou dois playmakers, uma linha ofensiva e um jogo terrestre confiável, o seu time não tem chance.

Belichick também sabe que a não ser que seja forçado a pagar muito mais do que gostaria por Brady, não encontrará opção melhor no mercado; e mesmo se draftar um QB na primeira rodada, não será pra ser titular no primeiro ano. Ou seja, o melhor cenário pros Patriots é trazer Brady de volta e tentar escolher o seu QB do futuro no Draft. Agora é esperar e ver o que acontece.

DEIXE UMA RESPOSTA