Resumo da temporada 22-23 do New England Patriots

Confira a seguir um resumo da temporada 22-23 do New England Patriots, na qual a equipe terminou o ano com 8 vitórias e 9 derrotas e não conseguiu se classificar para os playoffs da NFL.

Se existia um torcedor acostumado a sempre ver seu time nos playoffs, esse era o torcedor dos Patriots. Neste século, New England só não tinha ido à pós-temporada no ano de 2008, temporada em que Tom Brady, ex-quarterback e maior ídolo da franquia, se machucou na partida de abertura.

Mesmo em sua primeira temporada sem Tom, que anunciou a saída da equipe de Foxborough em 2021, New England havia conseguido a vaga nos playoffs na temporada 2021-2022. Na atual temporada, porém, a equipe ficou de fora da fase decisiva da NFL pela segunda vez no século.

Neste resumo de temporada, vamos abordar os pontos negativos que precisam ser mudados para a equipe obter um resultado melhor na próxima temporada. Além disso, os aspectos que se mostraram positivos durante esta temporada de certa forma decepcionante para o torcedor.

Pontos negativos da temporada 22-23 do New England Patriots: o que precisa mudar para a próxima temporada

O grande tiro no pé

Após 11 anos e duas passagens na franquia como Offensive Coordinator, Josh McDaniels resolveu se juntar ao Las Vegas Raiders, para sua segunda investida como Head Coach na NFL.

Com isso, Bill Belichick, histórico treinador e maior campeão da liga como técnico, resolveu não nomear nenhum outro coordenador ofensivo, dando a responsabilidade de comandar o ataque a dois nomes:

  • Matt Patricia, que se destacou no passado no próprio New England coordenador defensivo, mas que fracassou como Head Coach no Detroit Lions;
  • Joe Judge, ex Head-Coach dos Giants, que também já tinha trabalhado com Bill nos Patriots.

Entretanto, coube a Patricia a responsabilidade de chamar as jogadas ofensivas da equipe. E as dúvidas que muitos torcedores e jornalistas tinham sobre esta decisão se mostraram pertinentes no decorrer dos jogos. Provavelmente, esta decisão foi o maior erro da franquia na temporada.

Recentemente, os Patriots entrevistaram Nick Caley, técnico de Tight Ends do próprio time, e Keenan McCardell, treinador de Wide Receivers do Vikings, para o cargo de Offensive Coodinador.

Porém, o favorito para assumir o cargo segue sendo Bill O’Brien, ex-técnico do Houston Texans, que trabalhou como coordenador ofensivo da Universidade de Alabama durante as duas últimas temporadas.

O’Brien já atuou em diversas funções no ataque de New England, entre 2007 e 2011.

O que podemos concluir é que os Patriots terão alguém novo ocupando o cargo de coordenador ofensivo na próxima temporada. Resta ver como Bill Belichick vai alocar Patrícia e Judge na comissão, caso eles não deixem a equipe.

*Nota: Após a conclusão deste artigo, O’Brien foi confirmado como coordenador ofensivo dos Patriots para a próxima temporada.

A evolução de Mac, e seu elenco de apoio

Mac Jones, segundanista da universidade de Alabama, que havia levado os Patriots aos playoffs na sua temporada de calouro. Não mostrou evolução no seu segundo ano, tendo muitos problemas, principalmente enfrentando blitzes adversárias. Sofreu 11 interceptações e 3 fumbles.

Mac Jones não conseguiu executar o plano de jogo chamado por Patrícia da forma como se esperava, após um bom ano como calouro. Porém, vale ressaltar que o elenco de apoio ofensivo de New England está longe de ser o ideal para uma equipe que almeja bons resultados na NFL.

Entre os Wide Receivers, o melhor em jardas recebidas (804), e Touchdowns (6) foi Jakobi Mayers, jogador que chegou aos Pats após não ser draftado em 2019.

O calouro Tyquan Thornton, escolhido na segunda rodada, gerou boas expectativas para os torcedores por conta de sua velocidade, mas sofreu com lesões que reduziram seu tempo em campo.

O Tight end Hunter Henry ultrapassou as 500 jardas, mas também sofreu com lesões, e teve uma temporada abaixo da anterior. Já o TE 2 da equipe, Jonnu Smith, segue sendo uma decepção, e deve ter seu contrato reestruturado durante a offseason.

É evidente que New England precisa melhorar a qualidade dos alvos para Mac Jones. Os torcedores se encheram de esperanças quando Jordan Schultz, jornalista do TheScore, trouxe a informação qde ue os Cardinals planejam trocar DeAndre Hopkins, jogador já elogiado muitas vezes por Bill Belichick.

O trabalho decepcionante dos Special Teams

Os Patriots de Bill sempre foram notoriamente elogiados pelo bom trabalho de seus Special Teams. Porém, ao final da temporada regular 22-23, não podemos considerar que tal setor teve um desempenho aceitável.

Comandados por Cameron Achord desde 2020, os especialistas patriotas tiveram uma de suas piores temporadas na história recente da franquia, comprometendo o resultado de alguns jogos.

Um exemplo é a derrota para o Buffalo Bills na última rodada da temporada regular, jogo no qual New England só precisava de uma vitória para se garantir na pós temporada. Neste jogo, os Special Teams conseguiram a façanha de tomar dois TDs de retornos de kick-off, e o jogo terminou 35×23 para a equipe de Buffalo.

Sem dúvidas, BB e seu coaching staff terão que fazer ajustes no setor, pois um trabalho decente dos Special Teams é fundamental para não deixar partidas acirradas escaparem por poucos pontos de diferença.

Vale destacar ainda a lesão do punter titular Jake Bailey após a semana 9, sendo substituído por Michael Palardy, nome que os torcedores do Patriots esperam não ouvir nunca mais.

Palardy demonstrou muita insegurança e até mesmo pouca habilidade para realizar sua função, complicando ainda mais o trabalho dos especialistas.

Pontos positivos e o que deve ser mantido

A ascensão de Stevenson e o trabalho da Linha Ofensiva

Vamos começar falando de Rhamondre Stevenson, running back escolhido na quarta rodada do draft de 2021. Após ter boas aparições na sua temporada de calouro, era de se esperar que Stevenson tivesse mais espaço na temporada 22-23.

Tido como RB1, Damien Harris sofreu com lesões na temporada, e Rhamondre aproveitou muito bem o espaço deixado por Harris, terminando a temporada com mais de 1000 jardas corridas, além de se mostrar um recebedor confiável, fechando a temporada com 8 TDs totais e status de novo RB1 da franquia.

Não se esperava muito da linha ofensiva dos Patriots antes da temporada começar, com saídas importantes como a de Shaq Mason para os Buccaneers e Ted Karras para os Bengals, além da promoção do calouro Cole Strange a titular.

Porém, podemos considerar que o trabalho da OL foi aceitável, abrindo bons espaços para corridas dos RBs principalmente pelo miolo da linha, e permitindo ao todo 41 sacks aos QBs, incluindo nesta lista Mac, Bailey Zappe, e Brian Hoyer.

Contudo, é evidente que há muita margem de melhoria do setor para a próxima temporada.

Defesa, a unidade que quase conseguiu salvar a temporada

Todo torcedor da NFL já ouviu falar em algum momento sobre o quão BB é capacitado para montar defesas, e ano após ano ele consegue reinventar o setor defensivo dos Patriots, muitas vezes com jogadores pouco badalados.

Este ano, precisou lidar com a saída de J.C. Jackson para os Chargers, e a aposentadoria do Liner Back Dont’a Hightower, um dos pilares da defesa.

Muitos estavam curiosos para saber como a defesa de New England ia performar, e para a surpresa de poucos, o setor foi sem dúvidas, o que de melhor rendeu durante a temporada.

Com destaque para o pass rush, principalmente para Matthew Judon, que fechou a temporada com 15,5 sacks, além de Josh Uche com 11,5 sacks e Wise Jr. com 7,5 sacks.

Os Patriots terminaram a temporada regular como o segundo time que mais forçou turnovers, 30 no total, sendo 19 interceptações e 11 fumbles forçados, atrás apenas dos Cowboys com 33.

Destaque também para os setores Cornerbacks e Safeties, que apesar de sofrerem com lesões, conseguiram um desempenho que não deixou a desejar quando comparado às outras equipes da liga.

Por fim, falando sobre Linebackers, Ja’whuan Bentley teve uma boa temporada e merece destaque. Entretanto, provavelmente este é o setor onde a equipe precisará de algum reforço para subir de patamar na próxima temporada.

Por Jeison Ribeiro

Todos os conteúdos publicados neste site são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem as opiniões e posicionamentos da FN Network.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DoYourJobPodcast-094
Do Your Job #094 – O Retorno!
WhatsApp Image 2021-12-10 at 21.03.10
Do Your Job Podcast #093 РPatriots correm para a lideran̤a
WhatsApp Image 2021-11-05 at 08.29.32
Do Your Job Podcast #091 – Review semana 8
WhatsApp Image 2021-10-27 at 14.08.40
Do Your Job Podcast #090 – Review semana 7 + Patriots vs Chargers
WhatsApp Image 2021-10-21 at 15.33.17
Do Your Job Podcast #089 – Patriots recebem o Jets no Gillette Stadium
WhatsApp Image 2021-10-13 at 14.13.14
Do Your Job Podcast #088 – Patriots vencem o Texans
WhatsApp Image 2021-10-07 at 10.30.34
Do Your Job Podcast #087 – Patriots sofre mais uma derrota e foca no Texans
WhatsApp Image 2021-10-01 at 10.21.20
Do Your Job Podcast #086 – Analisando a semana do Patriots
WhatsApp Image 2021-09-22 at 17.48.53
Do Your Job Podcast #085 – Patriots vs Jets + Semana 3