As faculdades da Ivy League não vão jogar futebol americano e outros esportes no outono de 2020 nos Estados Unidos. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (8) por Jon Rothstein, repórter da CBS. Contudo, o jornalista ainda disse que o calendário pode ser iniciado em janeiro de 2021, quando a Ivy League vai reavaliar as condições sanitárias dos Estados Unidos.

Essa decisão da Ivy League em não jogar futebol americano pode provocar um efeito dominó em outras conferências do College Football. Com casos de coronavírus ainda aumentando em alguns estados e muitas universidades reportando casos nos departamentos atlético, o medo da não realização da temporada 2020 no futebol americano é real.

Leia mais no All College

Podcast: Análise da SEC, MWC e Notre Dame

Quem será o titular de Tennessee na temporada

Brock Purdy é capaz de guiar Iowa State ao título da Big12?

Nos últimos dias, alguns jornalistas afirmaram que a NCAA consultou a NFL sobre a possibilidade de adiar o draft de 2021. O que foi prontamente rechaçado pela liga profissional de futebol americano. A intenção da NCAA com essa consulta era ter jogos no início de 2021, com o draft ocorrendo no meio do ano.

Uma decisão a respeito da realização dos jogos de futebol americano universitário deve ocorrer no meio de julho, de acordo com declarações recentes de comissários de outras conferências. Nós, do All College, estaremos atentos a toda movimentação e vamos trazer todas informações pra vocês.

Vale ressaltar aqui que o dinheiro gerado através dos direitos de transmissão, ingressos e outras receitas são fundamentais para algumas universidades nos Estados Unidos. A decisão de suspender ou cancelar a realização dos jogos na temporada, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, também levará este aspecto econômico em conta.

Fazem parte da Ivy League as seguintes instituições: Dartmouth, Brown, Harvard, Princeton, Yale, Columbia, Cornell e Penn.

DEIXE UMA RESPOSTA