Jogadores do Toronto Maple Leafs comemorando. Fonte: Canadian Press

Desde a era dos Seis Originais, a segunda maior detentora de Stanley Cups não conquistou o título de novo. Um tabu que já dura 53 anos pode estar com seus dias contados, visto que o Toronto Maple Leafs está com um elenco bastante competitivo.

Muito consistente na temporada, a equipe canadense não está atrás dos chamados “times de elite”. Em terceiro na divisão metropolitana, tem a melhor quantidade de gols na temporada, com 235, empatados com o Tampa Bay Lightning, rival de divisão. Porém, apresenta uma defesa fraca, que permitiu 224 gols contra a sua meta.

Com uma equipe relativamente jovem, o futuro da equipe está garantido. Auston Matthews, terceiro na artilharia da liga, com 46 gols, e Mitchell Marner, décimo na lista de assistências, com 49, já são duas estrelas na equipe, ambos com apenas 22 anos de idade. Além disso, a equipe conta com mais dois novatos, Pierre Engvall e Ilya Mikheyev, empatados em nono na artilharia dos calouros, com 8 gols cada.

O maior problema da equipe, é as lesões, que vitimou três dos quatro melhores defensores do time por um tempo significativo. Morgan Rielly perdeu 21 jogos (pé fraturado, ainda não recuperado), Jake Muzzin perdeu 3 jogos (mão fraturada) e Cody Ceci perdeu 13 jogos (tornozelo machucado, ainda não recuperado). Portanto, assim que esses jogadores voltarem do departamento médico, o time poderá ser um grande favorito para a Stanley Cup desse ano.

DEIXE UMA RESPOSTA