Mock Draft Giants 2019

Fala gigantes, estamos cada dia mais perto do draft, ansiedade só cresce para o dia 25/04. Esse draft o Giants tem 12 escolhas, sendo duas no primeiro round, a 6º e a 17º. Chegamos aqui hoje com um mock draft Giants 2019 com todas as sete rodadas. Fizemos esse mock de forma mais realista, juntando com nossas preferências, logicamente. Vamos ao mock então?

1º rodada:

Escolha 6: (DL) Ed Oliver, Houston

Em uma simulação que conta com as saídas de Murray, Bosa, Willians, Allen e White antes da escolha número 6, cai no colo o Ed Oliver. Primeiro prospecto 5 estrelas a não ir para uma escola power 10, Ed dominou em Houston. Jogador muito rápido para sua posição, Oliver consegue juntar a técnica com força e velocidade. Em 3 anos de College teve 13,5 e 192 tackles. Tem tudo pra ser gigante na liga, precisa ganhar um pouco de peso, mas é um excelente valor na escolha 6. Com todas as notícias atuais, não vejo o Giants ir de QB na 6, Oliver seria um BPA (Best Player available) aqui.

Escolha 17: (OT) Jawaan Taylor, Florida

O Giants reforçou bastante a linha ofensiva desde a offseason passada, trouxe o LT Nate Solder, draftou o LG Will Hernandez e esse ano trocou pelo RG Kevin Zeitler. Mas ainda falta uma peça muito importante para a linha se tornar elite: Um Right Tackle. Jawaan Taylor chegaria aqui pra acabar com esse problema, e tornar a linha do Giants muito boa. Taylor é um produto de Florida que tem um excelente trabalho de pés que ajuda o cara a ser um exímio bloqueador para o passe. Tem altura e pesos ideias para a NFL, pode ser titular por bastante tempo na liga. Seria a peça final para uma linha muito boa que o Giants está montando.

2º rodada:

Escolha 37: (LB) Mack Wilson, Alabama

Sem um Linebacker de respeito desde Antonio Pierce em 2009, o Giants precisa de um capitão para sua defesa. Com apenas BJ Goodson e Alec Ogletree, LB é uma posição carente no elenco Nova iorquino. Pra mim, junto com Devin White, Wilson é o melhor LB do draft, á frente de Devin Bush. Produto de Alabama, a melhor defesa do college, é um jogador com pedigree. É o que chamamos de General, está em todo lugar, tem tamanho e peso ideal para a NFL. Qualquer time ficaria feliz de ter Mack Wilson no elenco, pode marcar passe e a corrida, e faz os doid muito bem. Seria um baita steal aqui na 37.

3º Rodada:

Escolha 95: (WR) JJ Arcega-Whiteside, Stanford

O Giants acaba de reassinar com Sterling Shepard e deu um contrato de 4b anos nessa offseason para o Golden tate, isso tudo após trocar a estrela do seu ataque Odell Beckham Jr para o Cleveland Browns. Com essas movimentações, podemos perceber que essa posição foi bem movimentada nesta offseason. Apesar disso, a pick do JJ Arcega-Whiteside, o nome mas legal desse draft, faz muito sentido aqui. José Joaquin, vulgo JJ, é um recebedor de 1,91 de altura e com uma bela envergadura. Sua velocidade não impressiona muito, mas consegue usar seu físico muito bem a favor, dificilmente perdendo no mano a mano. É uma excelente arma na Red-zone, algo que falta aos Giants, que tem um corpo de recebedores baixos, e o seu TE titular mais baixo que o Whiteside. Seria uma ótima adição para o ataque nova iorquino.

4º Rodada:

Escolha 108: (CB) Michael Jackson, Miami

Cornerback é uma necessidade nesse elenco dos Giants. Janoris Jenkins, Sam Beal (draftado no draft supplemental, valendo uma escolha de 3 rodada) são as únicas certezas dessa posição no elenco. Michael Jackson tem um bom trabalho de pés, assim como rei do pop. Tem tamanho ideal para a NFL. Sua leitura de jogo é muito bem desenvolvida, conseguido antecipações muito interessantes, bom tackleador, é um jogador completo. Seu jogo de cintura e mudança de direção deixam um pouco a desejar. Mas tem tudo para contribuir de forma imediata na NFL.

Escolha 132: (EDGE) Sutton Smith, Northern Illinois

 

EDGE é uma posição com nomes não muito badalados no elenco dos Giants. Lorenzo Carter, Kareem Martin e Markus Golden são os principais nomes hoje. Smith liderou o país em sacks no ano de 2017, é um jogador muito explosivo e apesar do seu tamanho inferior à média dos defensores de sua posição, seu motor dificilmente apaga. Por ter jogado em escola pequena, sua produtividade é um pouco mascarada, mas aqui, é uma aposta válida. Se bem trabalhado, Sutton pode ser um jogador interessante na rotação dos Giants.

5º rodada

Escolha 142: (DL) Trysten Hill, UCF

Essa escolha é a cara do Dave Gentleman, um verdadeiro brutamontes no meio da defesa. Hill jogou dois anos como titular na universidade de Central Florida, e sempre muito sólido no meio da linha, jogando com um 3tech. Hill adcionaria profundidade e talento numa linha defensiva jovem e explosiva dos Giants. Seria uma escolha interessantíssima.

Escolha 143: (OG) Ryan Bates, Penn State

Bates jogou como left tackle, como center e como right guard em sua carreira em Penn State. Jogador com bom QI e excelente trabalho de pés é uma adição interessante para uma linha ofensiva que começa a se ajeitar. É depth que encaixa em diferentes posições da linha.

Escolha 171: (S) Marvell Tell, USC

Bom, aqui escolhemos mais de uma posição, Tell jogou como strong, free e pode ser um bom cornerback saindo do slot. É rápido, tem excelente impulsão, é bastante forte, resumindo, um bom atleta. Tem problemas com tackles, mas que pode ser ensinado. É uma escolha ao meu ver intrigante, seria um coringa na secundária.

6º rodada:

Escolha 180: (OC) Ross Pierschbacher, Alabama

Mais um prospecto de Alabama. Ross tem um bom entendimento de seu role dentro da jogada, seus pés e mãos são ágeis. Experiente, vem pra brigar por uma posição ainda não definida no meio da linha. Pode surpreender.

7º Rodada

Escolha 232: (CB) Mark Fields, Clemson

Profundidade na posição nunca é demais, Mark é um muito rápido, sua marcação homem a homem é muito boa. Jogou pouco na gigante Clemson, mas pode ser uma adição interessante para depth.

Escolha 245: (RB) LJ Scott, Michigan St

A posição que temos nosso melhor jogador no elenco, ganha uma nova peça. LJ é um RB forte, com um controle de corpo muito bom, é um jogador muito difícil de ser tackleado. Teve lesões que atrapalharam seu melhor rendimento no último ano com os Spartans. Tem tudo pra ser um bom RB na liga, melhor do que foi no College, seria um complemento bem interessante para a estrela Saquon Barkley.

DEIXE UMA RESPOSTA