Photo by Mark Goldman/Icon Sportswire via Getty Images)

Neste domingo (20), os Ravens viajam até Houston para enfrentar os Texans no NRG Stadium, em jogo válido pela semana 2 da NFL. Será o primeiro jogo de Houston em seus domínios nesta temporada e o time buscará se recuperar da derrota sofrida no kickoff contra o Kansas City Chiefs.

Por outro lado, Baltimore buscará sua segunda vitória na temporada, depois do triunfo acachapante contra o Cleveland Browns na semana 1. Neste artigo, falaremos sobre as expectativas e os principais confrontos desse duelo que acontecerá às 17:25 no horário de Brasília.

Como os Ravens vêm para o confronto?

Em mais um duelo de grandes quarterbacks, os Ravens viajam até Houston para enfrentar os Texans. Confira o nosso pré-jogo:
Reprodução: Twitter oficial @Ravens

Baltimore chega motivado depois de confirmar o favoritismo e conquistar uma vitória sem sustos diante de Cleveland pelo placar de 38-6. O time jogou bem nos dois lados da bola e mostrou a razão de ser considerado um dos principais candidatos ao Super Bowl.

– Parte ofensiva 

O grande destaque da equipe na partida foi, sem nenhuma surpresa, Lamar Jackson. O MVP da última temporada teve um excelente jogo, principalmente passando a bola. Jackson somou 275 jardas aéreas e 3 touchdowns passados, errando apenas cinco passes no jogo. Ao final, o Quarterback teve um rating espetacular de 152.1. Além disso, outros destaques ofensivos da equipe foram o Wide Receiver Marquise Brown, que somou 101 jardas em cinco recepções e o Tight End Mark Andrews, que anotou dois TDs.

– Parte defensiva

Já pelo lado defensivo da bola, o destaque foi a secundária. A unidade permitiu apenas 168 jardas em 39 tentativas de passe de Baker Mayfield, além de ter conseguido uma interceptação. Calais Campbell e Patrick Queen também tiveram boas atuações em suas estreias pela equipe de Baltimore.

– Baixas

No entanto, para o jogo contra os Texans, os Ravens podem ter alguns desfalques importantes. O Offensive Tackle All Pro em 2019, Ronnie Stanley tem sua participação questionável para domingo. Além dele, Callais Campbell também vem treinando com restrições e seu status para o jogo ainda não foi listado. Por fim, Jimmy Smith e Brandon Willians também podem desfalcar a equipe em Houston.

Como os Texans vêm para o confronto?

Em mais um duelo de grandes quarterbacks, os Ravens viajam até Houston para enfrentar os Texans. Confira o nosso pré-jogo:
Reprodução: Twitter oficial @HoustonTexans

Ao contrário de Baltimore, Houston chega pressionado depois de ter sido dominado pelos Chiefs no jogo de abertura da temporada. Por mais que a derrota fosse esperada, a expectativa era que os Texans demonstrassem mais resistência, principalmente pelo fato da equipe ser liderada pelo ótimo QB Deshaun Watson. No entanto, o QB passou longe de ter apresentado um nível próximo de suas melhores atuações, somando 253 jardas; um TD; um interceptação; e um rating de 84.5.

– Parte ofensiva

Mas, é preciso ressaltar a alta quantidade de drops dos recebedores de Houston na partida. Ou seja, isso mostra que a falta de Deandre Hopkins vai ser muito sentida pelo QB dos Texans na temporada (quem diria, né Bill O’Brien?). O que é possível destacar como positivo no ataque da equipe na última partida foi a boa produção de David Johnson quando acionado. O Running Back teve 77 jardas em 11 carregadas, média de sete jardas por corrida, e um um TD. Além disso, Will Fuller também teve um bom jogo, passando das 100 jardas recebidas.

– Parte defensiva

Por outro lado, na defesa Houston sofreu por boa parte do jogo, o que não surpreende, visto que estavam enfrentando muito provavelmente o melhor ataque da liga. Entretanto, se o esperado era uma produção espetacular de Patrick Mahomes, o que vimos foi o rookie RB Clyde Edwards Helaire roubar a cena. Helaire correu 25 vezes para 138 jardas (média de 5.5 jardas por carregada) e um TD, deixando a defesa terrestre dos Texans sem respostas por boa parte do jogo. A secundária também apresentou problemas durante a partida, e viu Mahomes passar para três TDs na partida, nenhuma interceptação e terminar com um rating de 123.3.

– Baixas

No entanto, para o jogo da semana 2, Houston também pode ter baixas importantes. Brandin Cooks, Tytus Howard e Duke Johnson têm suas participações como questionáveis para domingo. JJ Watt e Will Fuller treinaram com limitações durante a semana e suas presenças também não foram confirmadas ainda.

Expectativas para o jogo e principais matchups

É de conhecimento geral que o esquema ofensivo de Baltimore é baseado no jogo terrestre. Com muito volume de carregadas de seus RBs e tendo em Lamar Jackson uma ameaça gigante com as pernas, seja em corridas desenhadas para ele ou em situações de read option, os Ravens castigam seus adversários pelo chão. E, visto que Houston sofreu muito para parar Helaire na semana 1, esse é um matchup muito desfavorável para os Texans.

– Jogo aéreo

Além disso, Houston também apresentou problemas contra o jogo aéreo e, caso isso não seja ajustado, pode custar caro contra um QB que vem em constante evolução como passador. Com run pass options sendo muito eficientes, Jackson vem mantendo uma sintonia espetacular com Mark Andrews, principalmente na endzone. Marquise Brown, que apareceu bem na semana 1, também é um jogador que os Texans vão precisar ficar bem atentos no fundo do campo

– Parte ofensiva

Na parte ofensiva, Houston precisará contar com uma atuação bem acima do jogo da passado por parte de Deshaun Watson para poder competir. Enfrentando uma ótima secundária e uma defesa que aposta em muitas blitzes para gerar pressão, o QB vai ter que jogar no nível que está acostumado a apresentar e que fez ele receber um contrato de $39 milhões anuais dos Texans. Os recebedores também precisarão aparecer com mais consistência, e a presença de Will Fuller será essencial.

– Jogo terrestre

Ademais, será fundamental para Houston estabelecer o jogo terrestre. Por mais que Baltimore tenha ganhado com autoridade a última partida, Nick Chubb e Kareem Hunt tiveram médias de 5.5 e 6 jardas por carregada, respectivamente. David Johnson teve uma estreia promissora com os Texans e uma boa partida do RB será fundamental para aliviar a pressão dos braços de Deshaun Watson e dar a oportunidade do QB trabalhar em play action.

– Baltimore favorito

Assim, dá para concluir que os Ravens largam como favoritos para o duelo da semana 2. A franquia de Baltimore vem de uma grande demonstração de força e leva vantagem em grande parte dos matchups frente aos Texans.

Entretanto, Deshaun Watson já mostrou do que é capaz e que, se estiver em um bom dia, Houston pode bater de frente contra qualquer equipe. Portanto, isso, aliado com uma boa partida do ataque terrestre dos Texans, pode fazer com que o jogo se torne muito mais interessante que o esperado. Jogo com vários ingredientes e que vale a pena assistir.

DEIXE UMA RESPOSTA