Pós-jogo: o bom, o ruim e Julian Blackmon

Ap√≥s um come√ßo lento e desanimador, o Indianapolis Colts conseguiu sua maior virada em casa na hist√≥ria da temporada regular. Philip Rivers, enfim, fez excelente exibi√ß√£o, p√īs o time nas costas e conduziu a uma virada espetacular contra o Cincinnati Bengals. O placar de 31-27 selado por Julian Blackmon levou o time √† quarta vit√≥ria na temporada e mant√©m vivo o sonho dos playoffs.

O BOM

Criticamos quando temos que criticar, mas elogiamos na mesma propor√ß√£o quando temos que elogiar. Philip Rivers teve um jogo muito s√≥lido e mostrou capacidade de conduzir o time a uma virada mesmo estando 21 pontos atr√°s no placar. O veterano acumulou bons n√ļmeros no jogo: 371 jardas, 29 passes completos de 44 tentativas, tr√™s touchdowns e uma intercepta√ß√£o. N√£o fosse a intercepta√ß√£o em um breve momento de c√Ęimbra mental ao lan√ßar uma bola com marca√ß√£o dupla em seu recebedor, Rivers teria feito um jogo quase perfeito. Al√©m disso, distribuiu bem os passes entre 10 dos seus recebedores.

Como resultado da boa partida de Rivers, podemos destacar tamb√©m a excelente partida do WR Marcus Johnson e o TE Trey Burton. Johnson, que h√° duas semanas estava no practice squad do time, conseguiu 108 jardas em cinco recep√ß√Ķes. Por pouco n√£o anotou um TD num belo passe em profundidade do Rivers. J√° o TE contribuiu com 58 jardas recebidas e, al√©m da bela recep√ß√£o para touchdown, tamb√©m correu para anotar seis pontos num wildcat muito bem desenhado pela comiss√£o t√©cnica.

Apesar do apag√£o total que a defesa sofreu nos tr√™s primeiros drives ofensivos dos Bengals, ainda conseguimos ver boas atua√ß√Ķes no restante do jogo. E a√≠, temos destaques na secund√°ria: Rhodes e Blackmon. O calouro merece um item especial no texto e falaremos dele depois. J√° o veterano teve a ingrata miss√£o de marcar A.J. Green por boa parte do jogo. √Č sabido que, quando saud√°vel o jogador de Cincinnati √© um dos melhores WRs da NFL, o que era o caso desse jogo.

O #27 conseguiu tr√™s tackles e tr√™s passes desviados nesse jogo, mostrando que ainda √© capaz de produzir numa boa defesa. Ap√≥s o jogo contra os Bengals podemos destacar um n√ļmero interessante de passes completos quando Rhodes √© um alvo do ataque advers√°rio. Na temporada passada, onde foi um dos piores (sen√£o o pior) CBs da liga, Rhodes cedeu 83,5% de passes completos em sua dire√ß√£o. J√° nessa temporada, a melhora nos n√ļmeros √© assustadora: apenas 41,4% de passes completados em sua dire√ß√£o, fora as intercepta√ß√Ķes que j√° conseguiu.

O RUIM

Não se pode começar tão mal uma partida assim. Jack Doyle, que consideramos um dos alvos mais confiáveis do time, sofreu um fumble sozinho no começo do jogo e deu aos Bengals uma boa posição de campo para abrir o placar. Além disso, a defesa cedeu 221 jardas a dupla A.J. Green e Tee Higgins. O calouro ainda se destacou por conseguir uma bela recepção para 67 jardas num erro de marcação do CB Rock Ya-Sin.

Ap√≥s praticamente metade da temporada, podemos oficializar a preocupa√ß√£o com nossa linha ofensiva. Apesar da prote√ß√£o do passe estar boa, os Colts n√£o conseguem mais correr com a bola com efici√™ncia. Foram 15 tentativas de corrida para 59 jardas se somarmos todos os corredores que tocaram na bola. Jonathan Taylor liderou o time com 60 jardas em 12 corridas. Esses problemas tem se refletido tamb√©m na efici√™ncia do time em campo para cada forma de atacar. Naturalmente o playcalling tamb√©m influencia nessa efici√™ncia, mas √© importante destacar os n√ļmeros e saber como isso √© influenciado pela linha ofensiva. Hoje os Colts tem a quinta melhor marca no jogo a√©reo na liga, com 52% de efici√™ncia em jogadas de passe. J√° no jogo corrido somos a pior equipe, com vexat√≥rios 40% de efici√™ncia no jogo terrestre (dados do Sharp Football Stats).

JULIAN BLACKMON

J√° falamos de Xavier Rhodes como um dos pontos positivos e agora √© a vez de Julian Blackmon ser elogiado por aqui. J√° estamos cansados de falar que o calouro vindo de Utah vem enchendo os olhos da torcida e da comiss√£o t√©cnica. Contra os Bengals, conseguiu dois tackles, um passe desviado e leu muito bem os olhos de Joe Burrow para conseguir a intercepta√ß√£o que selou a vit√≥ria dos Colts. Nas m√©tricas de avalia√ß√£o de jogadores do PFF, o safety lidera o ranking entre calouros e √© o 10¬ļ melhor entre todos os 83 safeties avaliados na Liga. Outros dados interessantes sobre Julian: cedeu recep√ß√Ķes em apenas 44,4% dos passes onde foi alvo do ataque, interceptou duas bolas, soma seis passes desviados e o rating dos QBs advers√°rios em sua dire√ß√£o √© de apenas 38,4 (link).

Nada mal para quem veio de uma lesão gravíssima de ruptura do ligamento cruzado anterior. No tweet, vocês podem conferir a jogada da interceptação que selou a quarta vitória dos Colts na temporada.

PR√ďXIMA SEMANA: BYE WEEK

A semana de descanso veio em excelente hora para os Colts. O DE Kemoko Turay e o WR Michael Pittman Jr. estarão disponíveis para jogo após a pausa. Além disso, nosso linebacker All-Pro Darius Leonard deve retornar também na Semana 8. Com um recorde de 4-2, os Colts seguem firmes na busca pelos playoffs da AFC. A situação poderia ser mais fácil caso o time não tivesse perdido para os Jaguars na Semana 1. Enquanto isso os Titans seguem invictos na temporada e puxam a fila junto com os Steelers na AFC. Com Chiefs, Ravens, Bills, Raiders e Browns na briga, os Colts ainda precisam melhorar se quiserem alçar voos mais altos na temporada.

Depois da bye week, a segunda parte da temporada ter√° cinco confrontos divisionais e partidas dific√≠limas contra Packers e Ravens. Nossa torcida √© que o time consiga melhorar o desempenho do ataque, dando condi√ß√Ķes para os RBs correrem bem com a bola para n√£o sobrecarregar Philip Rivers. Apesar de a defesa ser Top 5 da NFL no Defensive EPA/play, n√£o podemos sofrer tantos pontos em t√£o pouco tempo como contra Bengals e Browns. Mesmo que o setor se sobressaia no restante do jogo, o equil√≠brio durante o jogo sempre √© bem-vindo.


Fiquem ligados nas notícias sobre os Colts no @HorseshoeBr, @potrosbr  e @fumblenanet, além dos pitacos da @CarolVago12, do @pj1992 e do @William_Borella!

Assine o Colts Brasil no Spotify!

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio do podcast ou texto! https://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

Todos os conte√ļdos publicados neste site s√£o de responsabilidade de seus autores e n√£o necessariamente refletem as opini√Ķes e posicionamentos da FN Network.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOT√ćCIAS RELACIONADAS

COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 138 РVergonha na Flórida
gyvtetc7xwwzdnco2rxm
O Indianapolis Colts e a cultura do conformismo
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 137 – MVP despacha New England
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 136 – √Č playoff em Indianapolis!
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 135 – Cinco vezes Jonathan Taylor
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 134 – Sete confrontos para o fim
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 133 РEsperança em Indianapolis
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 132 – Colts 27-17 Dolphins
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 131 ‚Äď Colts 0-3