Pós-jogo: o bom, o ruim e Xavier Rhodes

Faaaala Colts Nation! Nesta temporada abordaremos os artigos de pós-jogo de forma diferente: mais curtos e objetivos destacando os principais pontos de discussão dos jogos. As análises mais aprofundadas serão guardadas para o nosso podcast semanal.

Depois do primeiro jogo e da primeira vit√≥ria dentro do Lucas Oil Stadium em 2020, os Colts conseguiram se impor em campo e venceram os Jets com folga. Outra semana com mais tr√™s intercepta√ß√Ķes e um safety, que nos ajudaram a estabelecer o placar de 36-7.

O BOM

Mais um bom jogo do ataque dos Colts quando estiveram em situa√ß√Ķes de primeira e segunda descidas. Rivers mostrou-se novamente capaz de comandar o ataque do time quando necess√°rio, encontrando diversos recebedores. Ao fim do jogo at√© pode descansar depois de completar 17 dos 21 passes tentados, 217 jardas, um touchdown e obter um rating de 125,6. Mo Alie-Cox, que fez o jogo da vida contra os Vikings, novamente se destacou. O TE tomou conta do campo, somando mais um touchdown para suas estat√≠sticas e ainda foi o segundo recebedor com mais jardas pelo time (50). Dessa vez, T.Y. Hilton n√£o teve problema com drops e liderou a equipe com 52 jardas a√©reas, sendo importante em alguns momentos de press√£o para o ataque.

Mas não poderíamos deixar de elogiar a atuação da defesa, que fez valer no placar o favoritismo dos Colts nas casas de apostas. Logo no primeiro drive do jogo, Rhodes interceptou Sam Darnold e retornou para a end zone adversária colocando os Colts à frente no placar. T.J. Carrie ainda conseguiu outra pick-6, além da terceira interceptação da tarde também nas mãos de Rhodes. Quem também apareceu para somar dois pontos no placar foi Justin Houston, forçando o segundo safety dos Colts na temporada. Jogo com marcas históricas para os Colts:

  • Primeira vez desde as semanas 10 e 11 da temporada de 1960 que os Colts marcam dois safeties em semanas seguidas;
  • Primeira vez desde as semanas 15 e 16 da temporada de 1992 que os Colts conseguem tr√™s intercepta√ß√Ķes em jogos seguidos.

O RUIM

Provavelmente o principal problema dos Colts est√£o vinculados ao setor que menos t√≠nhamos d√ļvidas no in√≠cio da temporada: a linha ofensiva. Esperava-se que o principal ponto forte do time fosse o jogo corrido apoiado por boas atua√ß√Ķes da OL, dado o talento dispon√≠vel e a continuidade dos titulares. J√° acumulamos mais de 30 jogos com a forma√ß√£o titular e, apesar dos in√≠cios lentos de temporada do setor, imagin√°vamos um desempenho melhor. A linha ofensiva dos Colts √©, discutivelmente, a melhor da liga, por√©m ainda n√£o tem demonstrado isso em campo em 2020.

Outro ponto em que os Colts pecam neste in√≠cio de temporada √© na convers√£o de terceiras descidas. Contra os Jets tivemos apenas 30,3% de convers√£o, com chamadas bastante contest√°veis. Hoje, os Colts tem a pior marca na Liga nesse quesito, ficando muito atr√°s da √ļltima temporada, onde tivemos 41,55% de convers√£o no geral. Sa√≠mos de 12¬ļ melhor time para o pior entre os 32. Vale lembrar ainda que na temporada de 2018 os Colts lideraram a NFL com 47,68% de convers√Ķes de terceiras descidas. Ainda que no in√≠cio da temporada, o dado √© preocupante.

XAVIER RHODES

O jogo de Rhodes contra os Jaguars foi um daqueles para ser esquecido. Depois de uma p√©ssima primeira semana de temporada, Xavier fez boas jogadas contra o seu ex-time, o Minnesota Vikings. Contra os Jets foi respons√°vel por duas das tr√™s intercepta√ß√Ķes dos Colts, com uma delas logo no primeiro drive dos Jets. Al√©m das duas intercepta√ß√Ķes, Rhodes ainda desviou dois passes e contribuiu com um tackle. Nessa mesma ocasi√£o, anotou um touchdown defensivo, o primeiro de sua carreira desde 2016. Duas semanas seguidas com tr√™s intercepta√ß√Ķes para os Colts, fato que n√£o acontecia desde as semanas 15 e 16 da temporada de 1992.

PR√ďXIMO CONFRONTO: Chicago Bears

No próximo domingo às 14h o Indianapolis Colts irá ao Soldier Field enfrentar o Chicago Bears. Invictos até o momento, os Bears terão Nick Foles como QB titular pela primeira vez na temporada após o mesmo entrar durante a partida contra o Atlanta Falcons, substituindo Mitchell Trubisky. Acreditamos que será o primeiro jogo em que o ataque dos Colts será posto à prova, já que a defesa de Chicago possui excelentes nomes como Khalil Mack, Roquan Smith e Eddie Jackson.

Para as pretens√Ķes dos Colts na temporada, essa partida √© chave para mostrar o que este time √© capaz de oferecer enfrentando uma defesa forte. E √© essencial para nossa defesa manter o excelente n√≠vel de atua√ß√£o dos √ļltimos dois jogos e deixar o novo QB de Chicago desconfort√°vel em sua estreia.


Fiquem ligados nas notícias sobre o Colts no @HorseshoeBr, @potrosbr  e @fumblenanet, além dos pitacos da @CarolVago12, do @pj1992 e do @William_Borella!

Assine o Colts Brasil no Spotify!

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio do podcast ou texto! https://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

Fotos: disponíveis no site oficial dos Colts.

Todos os conte√ļdos publicados neste site s√£o de responsabilidade de seus autores e n√£o necessariamente refletem as opini√Ķes e posicionamentos da FN Network.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOT√ćCIAS RELACIONADAS

COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 138 РVergonha na Flórida
gyvtetc7xwwzdnco2rxm
O Indianapolis Colts e a cultura do conformismo
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 137 – MVP despacha New England
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 136 – √Č playoff em Indianapolis!
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 135 – Cinco vezes Jonathan Taylor
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 134 – Sete confrontos para o fim
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 133 РEsperança em Indianapolis
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 132 – Colts 27-17 Dolphins
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 131 ‚Äď Colts 0-3