Falta menos de um mês para o retorno da temporada da NBA; então, para lembrar um pouco como andava o basquete antes da pandemia global, irei falar do melhor elenco que eu já vi nas quadras; que, por acaso, é da temporada atual. Como eu acompanho temporadas completas da NBA somente desde 2017, não tive tantas opções para colocar. Diante disso, irei falar de Los Angeles Clippers 2019-2020.

Clippers 2018-2019

Antes de se tornar um dos favoritos para o título da NBA, o Clippers viveu tempos obscuros, no quais o máximo que conseguia era lutar pelas últimas vagas de playoffs. A temporada de 2018-2019 não foi tão diferente, já que com as saídas de CP3 e Blake Griffin alguns anos antes, o time que fazia algum barulho não chamava atenção. Justamente por isso, a temporada passada foi tão importante para que, posteriormente, nomes como Kawhi Leonard e Paul George quisessem jogar na franquia.

Sob o comando de Doc Rivers, era claro o tamanho da liderança e a tranquilidade que ele tinha sobre aquele time. Sem nenhuma grande estrela, eles jogavam um basquete simples, contando sempre com a energia de Pat Berveley, as bolas de três de Danilo Gallinari e o banco mortal composto pelo Lou Williams e Montrezl Harrell.

Uma partida muito simbólica foi aquele jogo 2 dos playoffs, em que o Clippers chegou estar perdendo por 31 PONTOS fora de casa contra o atual campeão, Warriors, e conseguiram a virada. Ou seja, mostrando o ambiente estável do time naquele momento. Diante disso, mesmo tendo perdido a série, todos nós víamos que faltavam estrelas naquele time para transformar um ambiente saudável em vencedor.

Kawhi e George effect 

Qual foi o efeito real do Kawhi Leonard e Paul George no elenco do Clippers? A resposta dessa pergunta é bem óbvia: além de ter deixado o time em “otô patamá” com a adição de dois dos melhores two-way (ótimo jogador tanto ofensivamente quanto defensivamente) da liga, deixou a equipe com todos os holofotes apontados para si; fazendo com que outros bons jogadores quisessem ficar ou serem contratados pelo time, que com toda certeza do mundo iria brigar pelo título da NBA.

Por que eu acho o elenco do Clippers tão bom?

Essa é resposta é fácil, já que em hipótese nenhuma o Los Angeles Clippers se demonstrou dependente de Kawhi e George. Isso porque, nessa temporada vimos os dois jogadores perdendo muitos jogos por causa do load management (basicamente um processo que faz que o jogador faltem jogos para preservá-lo); e, mesmo assim, o time não se intimidou, mesmo em grandes jogos, lembrando muito o time da temporada passada.

Jogadores como Lou e Harrell seriam titulares em qualquer outra franquia na NBA, e em jogos em que a dupla Kawhi-George não joga, eles podem facilmente atuar de titulares e ter um protagonismo semelhante. Além disso, quando a dupla joga, eles começam no banco e entram com o jogo em andamento, fazendo que o time adversário mude a minutagem de seus jogadores para não deixar o banco fraco e tomar um saldo grande.

Outra coisa a se notar é a mentalidade coletiva de outro nível; vemos Kawhi e George, estrelas consagradas na liga, em momentos do jogo parados na linha de três, espaçando a quadra para a jogada acontecer em outro setor. Ou seja, a vontade de vencer é muito maior do que a vontade de ser protagonista. Tais aspectos são vistos em poucas estrelas da NBA.

Por fim, sem falar da habilidade deste time de criar jogadas ofensivas favoráveis e ter uma defesa muito eficiente. Para mim esse é o melhor elenco que eu já vi, muito versátil e um dos favoritos ao título na Disney.

Infelizmente torcedor do Minnesota Vikings e Minnesota Timberwolves, LeBronzete, Hardenzete, e estudante de jornalismo pela Estácio de Sá.

DEIXE UMA RESPOSTA