Numa partida onde os erros se acumularam em todos os setores, o Indianapolis Colts perdeu para o Pittsburgh Steelers por 26-24. A derrota custou a liderança da divisão e fez os Colts caírem para a 6ª posição na AFC na briga pelos playoffs. Além disso, os Colts não sabem o que é vencer os Steelers desde a temporada 2008/2009. Vamos ver os pontos positivos e negativos desta partida.

 

PONTOS POSITIVOS

Marlon Mack e Zach Pascal
Boa partida do #25

O RB se mostra uma das melhores armas ofensivas do time. Num jogo onde a linha ofensiva não fez um bom trabalho, Mack mostrou o porquê tem tudo pra ser um dos melhores RBs da Liga. Liderou o time com 89 jardas terrestres em 21 corridas (4,2 de média). Mostrando excelentes leituras dos gaps o jogador teve paciência e agilidade para conseguir boas jardas para os Colts. Mack está com 679 jardas na temporada e caminha a passos largos para sua primeira temporada de 1000 jardas terrestres.

O WR Zach Pascal mostrou a razão pela qual foi mantido no time para a temporada. Com a lesão de T.Y. Hilton, que ficará cerca de três semanas fora, o #14 vem evoluindo a cada jogo e isso é notório em campo. Obteve 76 jardas em cinco recepções e marcou um belo touchdown. Ao contrário dos seus pares, Pascal ainda não mostrou problemas com fumbles ou drops graves nesta temporada. Com isso, podemos afirmar que o jogador é um dos mais importantes da equipe no momento.

Marvell Tell III e Kenny Moore II

A dupla de cornerbacks fez um excelente jogo. Na ausência do lesionado Pierre Desir, Tell assumiu a titularidade. O calouro vindo da Califórnia permitiu apenas três recepções para 26 jardas. Além disso, forçou um fumble num momento crucial da partida, que permitiu aos Colts virarem o placar naquele momento. Adicionam-se também quatro tackles solo e um passe desviado para o camisa #39. Cometeu uma falta, mas nada que pudesse comprometer seu jogo.

Já o #23 mostrou o motivo de ser essencial para a defesa. Moore liderou os defensive backs do time em tackles com oito (sete solo), além de conseguir um passe desviado e uma interceptação na primeira campanha de Pittsburgh na partida. Além disso, Kenny Moore II foi eleito para o time da Semana 9 do Pro Football Focus.

Justin Houston e Anthony Walker Jr.
Houston com strip sack e safety

Nada mal para um “velho”. Houston conseguiu o único sack dos Colts no jogo. Contra a forte linha ofensiva dos Steelers, o veterano conseguiu também um tackle para perda de jardas além de três tackles (dois solo). Chegou ao quarto jogo seguido com pelo menos um sack, sendo este o quinto na temporada.

Já o camisa #50, quase sempre ofuscado por Darius Leonard, foi um dos melhores da defesa. Liderou o time com 10 tackles (sete solo) e um tackle para perda de jardas. Se não foi brilhante, ao menos conseguiu conter o jogo terrestre.

 

PONTOS NEGATIVOS

Adam Vinatieri e Special Teams

Infelizmente não dá mais. Erros seguem se acumulando e novamente os pontos perdidos fizeram diferença no placar. Vinatieri errou um extra point e o chute decisivo para vencer o jogo. Chegou a incríveis dez chutes desperdiçados (14/19 em XPs e 12/17 em FGs) na temporada. Fosse outro kicker já estaria na rua, mas o peso do nome do camisa #4 ainda faz diferença. É preciso reconhecer tudo o que Adam Vinatieri fez pela franquia, sendo um dos que mais vestiram a camisa do Indianapolis Colts. Mas a hora chega para todos e que, ao menos, na sequência da temporada, o jogador não cometa mais tantos erros a ponto de perdermos jogos por conta disso.

Além de Vinatieri, Rigoberto Sanchez não vem fazendo uma boa temporada. Seus punts não estão sendo tão bons assim. Esperava-se que o camisa #8 evoluísse cada vez mais em sua terceira temporada, mas parece que chegou ao teto dele. Sem falar na tristeza que é ver Chester Rogers retornando punts. Chegou uma hora que Zach Pascal pegou para si a bola e retornou, quando claramente a bola ia na direção do #80.

Darius Leonard

A pior partida do #53 com os Colts, de longe. Mesmo com nove tackles (oito solo), Leonard cometeu erros de cobertura, principalmente no touchdown do TE Vance McDonald no 3º quarto. Mas esta não foi a pior jogada dele na partida.

Antes do intervalo os Steelers tiveram 42 segundos para tentar diminuir a vantagem, que estava 16-10 para os Colts. Tudo ia bem, com Pittsburgh queimando seus timeouts e a defesa aparecendo bem com os tackles. Até que, restando sete segundos no relógio, Mason Rudolph fez um passe de cinco jardas para Vance McDonald, a cobertura chegou bem a tempo para derrubar o TE. Mas um late hit de Leonard quando o adversário estava sob pleno domínio dos outros defensores fez a arbitragem marcar falta. Quinze jardas de graça para os Steelers, bola em alcance de FG para Chris Boswell e a diferença caiu de seis para três pontos.

Mesmo com os erros de Vinatieri, não fosse também essa falta de inteligência de Darius Leonard, fatalmente a vida dos Colts seria mais fácil na partida. É preciso corrigir os erros, saber que errou e assumir, pois a carreira ainda está começando. Mesmo tendo partidas fantásticas com a franquia e sendo um pilar defensivo da equipe, Leonard não pode comprometer um bom desempenho do setor com decisões equivocadas.

Chester Rogers, Parris Campbell e Deon Cain

Se T.Y. Hilton e Zach Pascal estão com boas temporadas, o mesmo não pode ser dito sobre os outros recebedores dos Colts. Chester Rogers, além de cometer drops seguidos, é um péssimo jogador no Special Teams. Sofreu um fumble vergonhoso após os Colts conseguirem forçar um safety. Mesmo com um touchdown, Rogers é um dos piores jogadores do time, de longe, senão o pior.

Parris Campbell é um caso estranho. O jogador é incrivelmente rápido, mas não tem a menor segurança guardando a bola. Foram dois fumbles na partida, a sorte foi que a posse de bola continuou com os Colts. Para piorar, no segundo fumble, o jogador provavelmente marcaria o touchdown, mas caiu completamente sozinho, deixando a bola escapar. Ainda acabou quebrando a mão em outro lance, perdendo talvez o restante da temporada.

Deon Cain é a personificação da decepção na temporada. O #11 foi alvo em dois snaps e dropou os dois passes. Fraquíssimo desempenho do jogador até o momento. Sabemos que esta é a primeira temporada dele em campo, já que a lesão ano passado o deixou de fora, mas não conseguir fazer uma recepção é demais.

Linha Ofensiva em jogadas de passe

Este foi, por muito, o pior jogo da unidade na temporada. Foram cinco sacks permitidos ao adversário e inúmeras pressões por todos os lados. Anthony Castonzo sofreu com Bud Dupree e Mark Glowinski com T.J. Watt. O C Ryan Kelly ainda sofreu uma lesão no pescoço, mas não deve preocupar para a sequência da temporada. Seu reserva Josh Andrews não comprometeu.

Excesso de faltas

Pela segunda semana seguida os Colts cometem um número alto de faltas, sete no total. O time era um dos mais disciplinados da NFL, mas começou a inflar este número por excessos e/ou marcações controversas da arbitragem. Inclusive a falta marcada contra Bobby Okereke foi vergonhosa. O retornador Ryan Switzer não pediu fair-catch no punt e Okereke chegou para fazer o tackle, mas a arbitragem viu não se sabe o que e assinalou falta contra o #58.

 

Hoyer em campo contra os Steelers

Brian Hoyer merece um parágrafo à parte. Entrou no fogo após lesão de Jacoby Brissett e ainda conseguiu fazer um jogo ok. Foram 17/28 passes completados, 168 jardas, três touchdowns e uma interceptação (pick six). É inegável que a interceptação fez diferença no resultado final, mas o #2 mostrou boas leituras e excelentes passes, como o passe para Zach Pascal na campanha derradeira dos Colts. Consegue ser um bom reserva para Jacoby Brissett ao longo da temporada.

 

PRÓXIMO CONFRONTO

Na Semana 10 o Indianapolis Colts recebe o Miami Dolphins às 18h05 (horário de Brasília). A partida não terá transmissão da TV, apenas pelo NFL Game Pass. Jacoby Brissett é dúvida, já que sofreu uma lesão no ligamento medial do joelho. Apesar disso o jogador afirmou que está bem, mas seria uma boa hora para manter Brian Hoyer para titular desta partida. Sabemos que Miami é um time muito fraco e é mais do que normal esperar uma vitória, mesmo com o QB reserva. Seria até bom deixar Hoyer no time titular para preservar Brissett de possíveis agravamentos na lesão.

É importantíssimo que os Colts não se coloquem em posição de dificuldade na partida, tal como foi nesta derrota contra os Steelers. Os Dolphins não tem nada a perder, por isso devem jogar sem preocupação. O HC Brian Flores tem conseguido evoluir o desempenho da equipe, por isso é necessário atenção máxima em campo para que não sejamos surpreendidos em casa. Uma derrota seria catastrófica para as pretensões do Indianapolis Colts na temporada. Então nada melhor que uma boa vitória para a sequência da temporada. GO COLTS!!! (5-3)

 


Para ver os melhores momentos, mais estatísticas e números do jogo, acesse o Game Center da NFL.

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio! http://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

E no Twitter: as notícias e cornetadas no @potrosbr, @horseshoeBR, @CarolVago12 e @pj1992.

DEIXE UMA RESPOSTA