A penúltima temporada acabou melancólica para Tom Brady, com o Patriots eliminado e seu ultimo passe pela equipe sendo uma pick six. Muitos davam a vida útil do QB como encerrada, mas Brady estava totalmente focado em provar o contrário. O fez, acabando de vez com qualquer discussão e cravando seu nome como o maior quarterback da história.

Redenção

Contratado pelo Buccaneears, Brady tinha a missão de levar a equipe de volta aos playoffs depois de 18 anos, o que já teria sido satisfatório. Entretanto, ele nunca se conformou apenas com isso. Depois de passar por Washington no wild card, os Bucs eliminaram os Saints de Drew Brees e os Packers, do MVP da temporada Aaron Rodgers. Ambas vitórias fora de casa. E assim chegou, dessa vez de forma inesperada, ao Super Bowl.

No duelo de gerações contra o mágico Patrick Mahomes, Tom Brady trabalhou de forma muito segura, lançou três touchdowns e viu sua defesa atuar de forma brilhante, anulando o adversário. Dessa forma, pela inacreditável sétima vez, sendo campeão da NFL. Um roteiro pronto para um filme.

Recordes e mais recordes

Tom Brady tem praticamente todos recordes possíveis para um QB na história dos Playoffs e do Super Bowl. Entre tantos, vamos destacar alguns, para ilustrar o tamanho de seus feitos:

  • Ele é o jogador que mais disputou Super Bowls, com 10.
  • A “Franquia” Tom Brady tem mais títulos na Era Super Bowl que qualquer outro time. São 7, um a mais que Patriots e Steelers, empatados em segundo.
  • O atleta mais velho a conquistar o Vince Lombardi e o MVP da partida.
  • Ele é o QB mais velho (43 anos) e o segundo mais velho (41 anos em 2019) a conquistar o SB.
  • O maior vencedor do prêmio de MVP da decisão, com cinco.
  • Brady tem 21 passes para TD na final da NFL, quem mais se aproxima disso é Joe Montana com “apenas” 11.

Sem mais argumentos

Alguns questionavam, de forma incoerente, é claro, as conquistas do QB. Afirmando que ele era um fruto do sistema de jogo de Bill Belichick e que só havia chegado a tantas finais por jogar na AFC. Tom Brady massacrou e deixou seus “haters” sem argumentos em apenas uma temporada.

Logo em seu primeiro ano de NFC vence a conferência e o SB com requintes de crueldade para os críticos. Afinal, precisou vencer Brees e Rodgers para isso, mas, para não ficar nenhuma duvida, bateu Mahomes na grande decisão.

Não tem jeito, ele está em um patamar acima dos outros. Para ter uma noção, se dividirmos a carreira de Tom Brady em três partes: até os 29 anos; dos 30 aos 39; e dos 40 em diante; ficaria assim:

  • Até os 29: Três aparições no SB com três conquistas.
  • Dos 30-39: Quatro SB e dois troféus.
  • Depois dos 40: Três SB e mais dois títulos.

Não precisa nem de toda a sua carreira, ele seria Hall da fama em qualquer um dos três períodos. Simplesmente absurdo.

Agora chega?

Para aqueles mais amargos e que não aguentam mais o QB, uma má notícia. Brady segue insaciável e já avisou que estará de volta no ano que vem. Além disso, depois do que vimos, não há mais ninguém em sã consciência que aposte contra seu sucesso.

O veterano parece interminável, mas, infelizmente, sabemos que até as maiores lendas, cedo ou tarde, precisam parar. Contudo, enquanto a hora de Brady não chega, devemos continuar enaltecendo e admirando todas as conquistas do maior Quarterback de todos os tempos.

DEIXE UMA RESPOSTA