Essa pergunta que tem assolado fãs, comentaristas e pessoas ligadas ao esporte nesse período do ano, e não é diferente com a MLB. No entanto, diferentemente da liga de baseball, a NHL, NBA e NFL (essa só começará em setembro), já estão com tudo devidamente encaminhado.

A NBA ainda tem uma grande parte dos jogadores que não quer atuar devido a pandemia. A NHL está em fase 2, mesmo que já tenhamos visto jogadores do Lightning testando positivo para o COVID-19. Porém, a que mais está distante de um acordo e com nenhuma das duas partes conseguindo ceder é a MLB.

Vai ter temporada da MLB?

A grande questão do momento é essa; se a temporada terá condições de acontecer, e não falo só da pandemia em si, que é o grande algoz da questão; mas também temos muitas questões ‘contratuais’ no meio disso. De primeira, os jogadores pediram mais de 100 jogos e a liga queria menos, então surgiu o primeiro impasse. Além disso, outra grande questão são os valores, mas nisso o progresso está bem mais adiantado e se um acordo fosse fechado hoje os jogadores receberiam totalmente seu dinheiro.

Algumas outras questões também travam o processo, como localização e distância das famílias. Até porque, durante uma temporada normal, o jogador quando joga em casa passa tempo com sua família, e no possível molde de competição todos os jogos deveriam ser disputados na Flórida; com isso, teríamos um distanciamento do jogador com sua família por um período maior de tempo.

Agora, coloque tudo isso no papel e você terá um grande problema a ser resolvido, porque primeiro que você lida com seres humanos; segundo que cada uma dessas pessoas pensa de forma diferente e alguns teriam muito mais dificuldades de ceder em um ponto e outros em outro.

Rebatedor designado universal?

Outra proposta colocada na mesa é a de rebatedor designado universal, vou explicar. Para os que chegaram agora de paraquedas na liga, funciona da seguinte maneira: na hora que o arremessador deverá ir para o plate rebater, ele tem um jogador (independente da posição), que vai rebater no seu lugar. Assim funciona na Liga Americana, já na Liga Nacional o arremessador rebate.

A adoção universal do rebatedor designado (DH, na sigla em inglês) então se daria assim: em 2020 e 2021, o jogador que entra no lugar do arremessador no lineup apenas para rebater seria adotado em todos os jogos, e não apenas naqueles em que há mando de campo de um time da Liga Americana, de acordo com Tom Haudricourt, do Milwaukee Journal Sentinel. Como ele bem lembrou, um novo acordo coletivo deve ser negociado após a temporada 2021 da MLB, e é muito difícil uma volta ao modelo anterior, em que o arremessador rebate.

O que fazer agora?

Exceto jogadores, comissão técnica, donos e pessoas que gerenciam a liga (liderados pelo Rob Manfred), nós fãs ficamos de mãos atadas. A verdade é que a gente só pode esperar e torcer pelo melhor desfecho possível. Se não for ocorrer a temporada será plausível, se for ocorrer, que tenhamos todas as medidas para que não aconteça nada de pior com todos os profissionais que tentarão melhorar nosso dia-a-dia nesses tempos malucos.

DEIXE UMA RESPOSTA