Stan Van Gundy no Pels – Parte 1

O New Orleans Pelicans conduziu uma procura por um novo técnico após a dispensa de Alvin Gentry, que culminou com a escolha de Stan Van Gundy para o cobiçado cargo. Na terça, dia 27 de outubro, o Super Mário foi apresentado oficialmente e, no seu melhor estilo, não escondeu o jogo, sendo direto e bem abrangente em sua entrevista.

 

O bate-papo foi transcrito pelo nosso amigo gringo Pelicandae, e lhes trago em português o que rolou. Pontos importantes foram abordados, e esses foram destacados, já que foram 45 minutos de uma ótima conversa.

A entrevista será dividida em 2 partes, para que seus olhos não sangrem pra você poder curtir e entender tudo que nosso gordinho bigodudo falou (é muita informação boa!). Bora?

 

A entrevista começou com David Griffin parabenizando Alvin Gentry por sua representação e contribuição para a franquia.

Griffin: N√≥s entrevistamos 9 pessoas no total, de uma maneira ou de outra. Estabelecemos um crit√©rio claro que seguimos para o que buscamos no pr√≥ximo t√©cnico, e tomamos nosso tempo para isso. Falamos com muitos de voc√™s (jornalistas) offline, explicando a demora. Talvez a temporada comece bem mais cedo que o pensado. N√≥s quer√≠amos tomar nosso tempo para analisar o time, entender quem n√≥s realmente somos, e fazer isso sem o impacto do que aconteceu na bolha nos cutucando. Quer√≠amos nos dar a melhor chance de saber quem somos, e descobrimos que Van Gundy nos dava a melhor op√ß√£o, com 22 anos de carreira como t√©cnico, 12 anos como Head Coach. Ele provou que vai vencer um monte de jogos na temporada regular. Vencendo quase 66% de seus jogos com o Magic, mais de 60% com o Heat, e mais de 50% nos playoffs, o que √© bem raro, portanto √© um t√©cnico que pode vencer agora. Mas mais importante para n√≥s, √© um professor muito aut√™ntico e sincero, que vai construir longas e duradouras rela√ß√Ķes com nosso time, e por estar apenas arranhando a superf√≠cie do que esperamos ser um longo per√≠odo de sucesso, SVG foi uma escolha √≥bvia. Al√©m de ser capaz de vencer agora, sentimos que ele nos d√° a melhor chance de ter um time vencedor e sustent√°vel a longo prazo.

Stan Van Gundy: Obrigado à senhora Benson, Dennis Lauscha e Trajan Langdon, David Griffin, Swin Cash, Bryson Graham e todos da organização por essa grande oportunidade. Eu realmente gostava de ser analista na TV, queria ser técnico novamente, mas apenas se uma oportunidade incrível aparecesse, e New Orleans era isso. Primeiro, uma governadora e um grupo de executivos que provou que sabe vencer no nível profissional, como o time de futebol mostra, além de um grupo comprometido com New Orleans, que é importante para mim e para a Kim (esposa). Também a experiência comprovada do Griffin em construir esquipes campeãs, somada à equipe de executivos incrível e o clima de família que a franquia tem.

E claro, √© uma equipe muito promissora. Uma mistura de jovens muito talentosos e veteranos de car√°ter e produtivos, al√©m de uma grande cidade que mal podemos esperar para viver, e eu sabia que tinha feito a escolha certa quando ontem √† noite me informaram que eu podia dar essa entrevista de camiseta polo ao inv√©s de terno e gravata. Griffin e Langdon est√£o se preparando para o Draft, e n√≥s j√° estamos trabalhando para o in√≠cio da temporada, contratando pessoal, estou tentando conhecer nossos jogadores. Falei com todos eles, vou come√ßar a encontr√°-los pessoalmente, passar um tempo com eles e estudar filme. Mal posso esperar para voltar para as quadras e tentar construir um time duro e disciplinado que verdadeiramente n√£o se curva (Won’t Bow Down).¬†Finalmente, para o povo de New Orleans, minha esposa e eu mal podemos esperar pela oportunidade de representar a cidade e construir um time vencedor aqui.

 

PERGUNTAS

 

Houve alguma potencial √ļltima coisa que te convenceu a aceitar o trabalho?

SVG: Bem, obrigado pela pergunta, é complicado pois foi tudo. Tinha tanta coisa boa, e de verdade nenhum ponto negativo que me fizesse hesitar. Se tivesse que escolher uma coisa, diria que me encontrei com Griffin e Langdon, e depois com todos os executivos, e novamente com Griffin, então que teve uma conexão onde eu realmente acreditei nele. Não apenas sua visão do time, que é importante, mas o tipo de gente que ele quer aqui. 

O elenco é muito jovem, como treinar um monte de jovens é diferente?

SVG:¬†N√£o sei se √© t√£o diferente. Eu acho que uma coisa que j√° conversei com os jogadores √© que definitivamente n√£o quero que eles, ou n√≥s, usemos a juventude como desculpa. Voc√™ pode come√ßar a falar “somos jovens, por isso desperdi√ßamos a bola 3 vezes nos √ļltimos 2 minutos de um jogo empatado”. Olha, s√£o grandes jogadores, e chegaram na liga porque s√£o talentosos. √Č hora de competir ent√£o n√£o quero essa desculpa.¬†Quanto a treinar eles, o que muda √© que tem muito mais ensinamento e desenvolvimento dos jogadores. A NBA √© diferente da faculdade, e precisa ter mais ensino, precisa de mais √™nfase em desenvolvimento, eles est√£o longe do seu potencial nesse ponto da carreira. N√£o importa o qu√£o bons eles s√£o agora. Temos que ter isso em mente todo dia.

Você mencionou responsabilidade, a pessoa mais importante nesse ponto é Zion, qual sua estratégia?

Griffin: Obrigado pela pergunta. Eu não diria que ele é o mais importante. Parte do que estamos tentando construir aqui é que ninguém é mais importante que ninguém, é uma coisa de nós. Uma das coisas que mais nos anima com Zion é que ele pensa igual, ele não quer ser colocado num pedestal de forma nenhuma. Responsabilidade começa com você sendo um de nós, e acredito que Van Gundy concorda.

SVG:¬†Totalmente. Por vezes estamos falando sobre responsabilidade, e pensamos que o t√©cnico ou o GM, ou o vice presidente, qualquer um cobra o pessoal, e n√£o √© isso. Muito passa por conversar com Zion, e j√° fiz isso pelo telefone. Mal posso esperar para sentar com ele pessoalmente, mas como Griffin disse, √© todo mundo nesse time, sentindo quais s√£o seus objetivos e onde querem chegar em suas carreiras, o que querem ver o time conquistar. E a√≠, ajudar eles a conquistar esses objetivos, mant√™-los respons√°veis quanto ao que eles sabem que precisam fazer para chegar l√°. Muitas vezes √© isso, “hey, voc√™ disse que queria ser o melhor da NBA,¬†voc√™ disse¬†que queria vencer um t√≠tulo,¬†voc√™ disse¬†que faria o necess√°rio pra chegar l√°, eu vou te cobrar todo dia. N√£o √© cobrar o Zion ou os outros, √© ajudar todos.

Faz 2 anos que você não comanda um time, esperava ser tanto tempo, e como sua perspectiva mudou?

SVG:¬†N√£o tinha expectativas, mas acredito que o tempo afastado me ajudou a entender algumas coisas e sair daquele t√ļnel, aquela vis√£o fechada do seu time apenas, e ver o que estava rolando na liga como um todo, o que funciona, o que n√£o funciona, coisas que gosta e n√£o gosta. Te permite focar nessas coisas e crescer muito, abre perspectivas. Mantive anota√ß√Ķes por 2 anos e meio nos jogos que assisti, coisas que ouvi em cl√≠nicas, de t√©cnicos que conversei, e tudo isso me permite ser melhor dessa vez.

Nos conte o que gosta na equipe, pontos fortes e o que você antecipa mudar

SVG:¬†Olha, como disse antes, o que me anima muito √© o time que Griffin e Langdon juntaram, uma √≥tima mistura de jovens talentosos com potencial para se transformar em algo incr√≠vel, e ao lado deles voc√™ tem √≥timos veteranos de muito car√°ter e produtivos. Portanto, pra mim, essa mistura √© muito animadora. Sendo mais espec√≠fico, √© um time que provou que sabe correr e tem profundidade, muita gente que arremessa bem. Temos 2 dos mais √ļnicos jogadores na liga, Brandon Ingram que √© o jogador que mais cresceu na liga, um daqueles caras que √© muito alto, longo e joga como um armador, vai onde quiser na quadra. E nem tenho uma compara√ß√£o para Zion. Ele √© √ļnico, no jeito que joga. √Č uma cara que vindo de uma les√£o, entrou em quadra e foi extremamente produtivo e eficiente. N√£o tem gente assim por a√≠.¬†

Tem muito o que construir aqui, mas quanto a mudan√ßas, n√£o h√° – e eu adoro que Griffin iniciou a entrevista exaltando Alvin Gentry, pois sempre tive muita considera√ß√£o por ele como t√©cnico e pessoa. Muito do trabalho √© desenvolver os jogadores. √Č claro pelos n√ļmeros, que esse time precisa melhorar na defesa. Vamos precisar realmente nos comprometer defensivamente, e como t√©cnico, esse comprometimento significa ensinar at√© um ponto onde sabemos exatamente o que estamos fazendo. De um ponto de vista dos jogadores, eles precisam se comprometer onde se quisermos vencer em alto n√≠vel, em uma confer√™ncia muito talentosa, precisa ser na defesa. Eles v√£o se esfor√ßar e dedicar, e n√≥s todos precisamos nos comprometer em melhorar nesse aspecto.

O quanto você sentiu falta de treinar jogadores?

SVG:¬†Voc√™ sempre sente falta. De in√≠cio, n√£o √© nada, voc√™ t√° trabalhando feito louco e d√° um tempo, e √© bom n√£o ter isso na mente, descansar um pouco. Mas a temporada come√ßa, e voc√™ t√° fazendo anota√ß√Ķes, e a mente volta a trabalhar, voc√™ quer voltar a trabalhar. Quanto mais tempo passa, mais voc√™ quer voltar a trabalhar, e pra mim, ficar imerso na bolha por 3 meses, respirando basquete o tempo todo, √©, voc√™ quer voltar. Voc√™ v√™ coisas todo dia que quer implementar, que gosta, que n√£o gosta, eu realmente tava louco pra voltar. Mas novamente, s√≥ voltaria numa situa√ß√£o ideal, n√£o voltaria por voltar. S√≥ teve um trabalho que tentei me envolver, e era esse em New Orleans.

Voc√™ teve os cargos de Presidente de Opera√ß√Ķes de Basquete e t√©cnico ao mesmo tempo. Alguns anos ap√≥s essa experi√™ncia, qual sua perspectiva?

SVG:¬†Vou te dizer uma coisa, uma das coisas que mais me animaram foi trabalhar apenas como t√©cnico, e deixa Griffin, Langdon, Swin e Bryson se preocuparem com o resto. Outro dia Griffin mencionou estudar um candidato do draft, e eu comecei a tremer, tipo “n√£o sei se √© o que quero voltar a fazer”. Estou realmentet animado em focar apenas em treinar, desenvolver elevar os jogadores a outro patamar.

Continua na Parte 2!

Todos os conte√ļdos publicados neste site s√£o de responsabilidade de seus autores e n√£o necessariamente refletem as opini√Ķes e posicionamentos da FN Network.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOT√ćCIAS RELACIONADAS

vpn-para-esportes
Por que faz sentido usar VPN para assistir esportes?
LDP-45-HD
Let¬īs Dance Podcast #45 – Slow start
LDP-44-HD
Let¬īs Dance Podcast #44 – Temporada 23/24
b√īnus de boas vindas cassino online
B√īnus de boas-vindas: veja como aproveitar e se esbaldar nos melhores cassinos online
imagem de b√īnus de casas de apostas
ūüéĀ Tipos de b√īnus de casas de apostas: os benef√≠cios dos b√īnus de apostas
betnacional-melhor-plataforma
Descubra a Emoção Do Betnacional: A Melhor Plataforma de Apostas Do Brasil
LDP-43-HD
Let¬īs Dance Podcast #43 – Que venha a Offseason
jogadores lend√°rios da NBA com suas camisas aposentadas da NBA
Camisas aposentadas da NBA: saiba tudo e vista a história da liga
LDP-42-HD
Let¬īs Dance Podcast#42 – Fim da Temporada!