O Draft 2021 da NFL está chegando e o exercício de tentar adivinhar o que as equipes farão com suas escolhas é sempre popular pela internet. Há quem faça suas próprias análises subjetivas (já compraram o Guia de Draft do On The Clock?), há quem use métricas próprias (oi PFF) e há quem tente coletar e compilar informações de outras pessoas (como esse usuário do Reddit que juntou as escolhas de 290 mocks diferentes em um gráfico) e até quem já esteja beeeeem no futuro.

O meu objetivo nesse experimento foi outro. Usando do meu conhecimento em automação de processos, programei um bot pra acessar o simulador do site The Draft Network, um dos melhores do segmento, e executar repetidas vezes as escolhas da primeira rodada de 2021 pela board do próprio site, me aproveitando de um modo automático de escolhas (ou seja, não preciso interferir no processo). Foram 203 simulações (feitas na tarde de 07/04/2021) pra dar uma amplitude maior de escolhas, sem trocas (uma vez que esse mecanismo bagunçaria muito as estatísticas, e só está disponível no plano premium do site) e o resultado você confere na sequência, com o jogador mais selecionado em cada posição (caso já tenha saído antes, vem o segundo) e um gráfico com a distribuição de escolhas.

01. Jacksonville Jaguars, Trevor Lawrence, QB, Clemson

Uma das minhas maiores curiosidades era saber se o simulador faria alguma escolha diferente. Não, não fez. Em 100% dos casos, Sunshine foi o escolhido para Jacksonville, tamanho o peso do jogador no board. Pra não te deixar com um gráfico com um item só, fica com uma foto do cabelo bonito dele:

Alika Jenner/Getty Images

02. New York Jets, Zach Wilson, QB, BYU

Todas as simulações feitas apontam um quarterback selecionado para o Jets, especialmente com a saída de Sam Darnold para o Carolina Panthers, e o favorito da TDN é Zach Wilson, de BYU. A curiosidade para mim é que Justin Fields, QB de Ohio State, não foi escolhido nenhuma vez – eu devo ter uma avaliação dele mais forte que o site, então.

03. San Francisco 49ers, Mac Jones, QB, Alabama

O terror da maioria dos torcedores do Niners que eu conheço e já conversei a respeito, a subida do time para a escolha 3, nesse experimento, é pelo quarterback de Alabama – nome também adorado por repórteres, que chegam a afirmar que “se não for por Mac Jones, não faz sentido para o 49ers efetuar uma troca tão grande como fez“. Aguardemos.

04. Atlanta Falcons, Trey Lance, QB, North Dakota State

Numa surpreendente sequência de 4 quarterbacks, Atlanta aqui aproveitaria estar na posição 4 para já encontrar um quarterback para o futuro, mesmo estando bem comprometido com Matt Ryan.

05. Cincinnati Bengals, Ja’Marr Chase, WR, LSU

Finalmente saindo do foco dos QBs (até porque o Bengals acabou de draftar Joe Burrow na 1ª escolha geral), o melhor recebedor de LSU reencontra seu quarterback em Cincinnati neste mock.

06. Miami Dolphins, Kyle Pitts, TE, Florida

Com quatro QBs saindo no topo do draft, Miami tem basicamente todos os skill position players que quiser, e isso se reflete na simulação, com dois dos 3 top WRs (Waddle e Chase), o melhor RB (Najee Harris) e o melhor TE recebendo escolhas. Acabou mantendo Kyle Pitts no mesmo lugar onde se destacou no Universitário.

07. Detroit Lions, Penei Sewell, OT, Oregon

Detroit é um time curioso neste ano por tantas possibilidades pra ter nesta escolha, acaba ficando com o melhor tackle da classe.

08. Carolina Panthers, Rashawn Slater, OT, Northwestern

Aplicando tag no seu Right Tackle titular, Taylor Moton e selecionando o seu Left Tackle no draft, não seria uma sequência nada ruim para o Panthers. A troca por Sam Darnold também tira, aos olhos do TDN, a necessidade de um QB para a equipe, e nenhum foi selecionado.

09. Denver Broncos, Justin Fields, QB, Ohio State

Uma escolha comum para o Broncos nesse experimento foi: o melhor quarterback ainda disponível (quase 80% dos casos). E em mais da metade das vezes, esse nome era Justin Fields, QB de Ohio State, que configuraria um provável lucro para Denver, não fazer nenhuma trade up e ainda assim sair com um bom quarterback no draft.

10. Dallas Cowboys, Patrick Surtain II, CB, Alabama

Dallas foi a primeira equipe a ter um jogador de defesa simulado para si (e em 70% das vezes escolheu um cornerback), o que pode dar um indicativo de necessidade de reforço do setor. As outras escolhas foram para OT, indicando um princípio de renovação da linha ofensiva.

11. New York Giants, Jaylen Waddle, WR, Alabama

Se é para dar a grande chance de salto de Daniel Jones, que seja com talento ao seu redor. Depois de trabalhar na OL na free agency, o Giants sairia com um dos melhores recebedores da classe (embora tenha uma série de escolhas voltadas pra defesa aqui).

12. Philadelphia Eagles, DeVonta Smith, WR, Alabama

Wide receiver ou cornerback, qual a posição mais carente para Philadelphia nesse ano? As duas posições dividiram bem as escolhas, com DeVonta Smith ficando à frente e nesse caso, partindo para um reencontro com Jalen Hurts, um dos seus QBs em Bama.

13. Los Angeles Chargers, Jaycee Horn, CB, South Carolina

O mais simulado para o Chargers é o CB Jaycee Horn, de South Carolina, embora pouco mais da metade das escolhas tenha sido para offensive tackles – que acabaram não levando pelo espalhamento de votos.

14. Minnesota Vikings, Christian Darrisaw, OT, Virginia Tech

A torcida do Vikings pensa muito em linha ofensiva nesse draft, e é isso que a maioria das simulações dá pra eles: 92% das escolhas é de jogadores de OL.

15. New England Patriots, Micah Parsons, LB, Penn State

39% das vezes em mock, New England sai com um quarterback (será que vai acontecer um movimento de subida pra selecionar algum?), mas o LB Micah Parsons é que fica pro Patriots, num draft até aqui muito mais ofensivo que defensivo.

16. Arizona Cardinals, Alijah Vera-Tucker, IOL, USC

Com mais de 50% das vezes tendo Alijah Vera-Tucker selecionado, o TDN dá um grande indício de que a OL de Arizona poderia ser reforçada, mas tem uma boa divisão para running backs, especialmente Najee Harris.

17. Las Vegas Raiders, Teven Jenkins, OT, Oklahoma State

As simulações de draft pra Vegas são bem variadas em nomes e posição: offensive tackles, linebackers, safeties, e até defensive linemen aparecem listados, o que mostra um time com algumas carências e numa posição em que precisa aguardar o andamento do processo para se definir.

18. Miami Dolphins, Najee Harris, RB, Alabama

Dois skill positions na primeira rodada pra Miami? A tão discutida escolha de running back na primeira rodada? Najee Harris aparece bastante para o Dolphins (lembre-se, ele apareceu até na escolha 6 em algumas simulações), mas entre outras posições, destaque para EDGE e, claro, WR, reforçando os setores primários da equipe.

19. Washington Football Team, Jeremiah Owusu-Koramoah, LB, Notre Dame

Aqui tivemos que mexer na escolha, uma vez que o mais selecionado, o OT Teven Jenkins, de Oklahoma State, já teria saído para Vegas na escolha 17. Olho também em posições de defesa, com LB, S, CB saindo com bastante frequência para Washington.

20. Chicago Bears, Rashod Bateman, WR, Minnesota

O cenário dos sonhos de Chicago aconteceu em menos de 10% das vezes: um quarterback continuar disponível na escolha 20 do Bears, qualquer que seja entre os mais bem cotados. Como isso acontece pouco, o Bears parte pro plano B, um wide receiver, onde frequentemente já foi ultrapassado na corrida pelo top3 desse ano, então fica com Rashod Bateman, de Minnesota.

21. Indianapolis Colts, Greg Newsome II, CB, Northwestern

Com razoável frequência temos o Colts escolhendo um CB aqui neste experimento, seja lá qual o melhor disponível na 21. A aposentadoria de Anthony Castonzo leva a algumas simulações para um OT neste ponto do draft.

22. Tennessee Titans, Trevon Moehrig, S, TCU

O primeiro (e único) safety dessa primeira rodada simulada é Trevon Moehrig, saindo para o Titans, tendo inclusive uma boa tendência para defensive backs, com 82% das escolhas em S ou CB.

23. New York Jets, Jaelan Phillips, EDGE, Miami

Ataque garantido, hora da defesa, e o Jets na simulação vem com vários casos de EDGE, já buscando um parceiro para Carl Lawson. Outra possibilidade forte levantada é de um RB, com Travis Etienne e, quando sobrevive até esse ponto, Najee Harris sendo escolhido.

24. Pittsburgh Steelers, Travis Etienne, RB, Clemson

Com o pior jogo corrido da temporada 2020, o TDN julga como muito grande a possibilidade de um RB, principalmente entre os três nomes mais fortes do ano: Travis Etienne, de Clemson, Javonte Williams, de North Carolina e claro, Najee Harris, de Alabama. Cornerback, para substituição de Steven Nelson, e LB, pro lugar de Vince Williams, também aparecem com frequência, o que manteria o viés defensivo do time na primeira rodada do draft.

25. Jacksonville Jaguars, Samuel Cosmi, OT, Texas

Todas as simulações pra escolha 25 vem pro ataque, uma grande tendência de já cercar Trevor Lawrence de talento imediatamente, seja com linha ofensiva, seja com recebedores.

26. Cleveland Browns, Azeez Ojulari, EDGE, Georgia

O Cleveland Browns deseja muito reforçar sua defesa, e isso se reflete nas simulações: todas elas partem para o lado defensivo da bola, com EDGEs, CBs e até DLs aparecendo.

27. Baltimore Ravens, Kwity Paye, EDGE, Michigan

As duas grandes necessidades de Baltimore também são refletidas nas escolhas: repor a perda dos dois EDGEs dessa offseason (Matt Judon, agora no Patriots, e Yannick Ngakoué, agora em Vegas), bem como dar mais suporte para Lamar Jackson selecionando um WR.

28. New Orleans Saints, Jayson Oweh, EDGE, Penn State

O Saints tem boa variedade de escolhas, embora neste experimento, na maioria delas um EDGE apareça. Estando na posição 28, não dá nem para esperar algum dos QBs mais cotados sobreviver, já que Chicago sempre leva antes.

29. Green Bay Packers, Jamin Davis, LB, Kentucky

Depois de tantos pedidos por um WR, até declarações públicas de Aaron Rodgers dizendo que achou que viria um em 2020, a torcida do Packers aceitaria bem uma escolha de LB na primeira rodada? A simulação não leva a voz dos torcedores em conta (até porque nenhum dos grandes nomes sobreviveu no board) e olha para a defesa.

30. Buffalo Bills, Eric Stokes, CB, Georgia

Aqui mais uma mudança foi necessária: Jayson Oweh, de Penn State, já havia saído para o Saints na escolha 28, e Eric Stokes mantém a tendência defensiva das simulações do Bills.

31. Kansas City Chiefs, Nick Bolton, LB, Missouri

Mais um que precisa de intervenção: O mais selecionado, Jamin Davis, foi a escolha do Packers na 29, mas aqui pelo menos há manutenção da posição, linebacker. Uma tendência razoável para wide receivers (Sammy Watkins foi embora) e OTs (o time dispensou os dois titulares do último ano e uma renovação do setor é necessária).

32. Tampa Bay Buccaneers, Javonte Williams, RB, North Carolina

Aqui tivemos o caso curioso de um empate entre Javonte Williams e Christian Barmore, que foi decidido… com sorteio. O random.org escolheu que Javonte Williams iria para o Buccs (mantendo assim um draft inteiro sem uma escolha humana, pra ser justo).

E você, ficaria feliz com o resultado da escolha do robô para o seu time?

DEIXE UMA RESPOSTA