No final desse domingo (18), conhecemos os dois postulantes ao título da World Series de 2020: Tampa Bay Rays pela liga americana e Los Angeles Dodgers pela liga nacional. Um detalhe importante dessa final é que ambos os times entrarão em campo com a chance de conseguir um grande feito. Isso porque, qualquer um dos dois podem ver sua cidade campeã de uma das quatro grandes ligas pela segunda vez em um mês. Já que o Tampa Bay Lightning venceu a Stanley Cup e o Los Angeles Lakers foi campeão da NBA. Agora, portanto, vamos falar um pouco desse duelo.

O improvável

Após trucidar o grande favorito da liga americana, não só na temporada regular (no que culminou no título divisional), mas também na série divisional, Tampa eliminou também Blue Jays e Astros – além de, claro, os Yankees. Não posso dizer que chegará como azarão porque esse time já mostrou do que é capaz, mesmo com tão pouco. Eles tem uma das menores folhas salariais de toda a MLB e mesmo assim isso é motivo de elogio.

Na série contra o Dodgers, a rotação e o bullpen que foram as grandes armas do time nessa temporada serão postas a prova. Snell, Glasnow e Morton são os grandes nomes responsáveis por manter o sonho vivo, o bullpen da equipe é recheado de nomes, mas meu destaques é para Nick Anderson e Diego Castillo. O ataque do Dodgers é perigo total do número um ao número nove. E isso pode ser um problema.

Já  em relação ao ataque, é preciso que produza e, elém disso, se acontecerem apagões como contra o Astros, isso claramente vai custar caro. O time tinha uma vantagem de 3-0 na série e quase colocou tudo a perder. Precisa não só ser mais regular, mas também mais constante quando estiver atacando. O grande destaque fica por conta do cubano Randy Arozarena, o novato está fazendo uma ótima pós-temporada e é um dos principais bastões da equipe.

Reprodução: People.com

O favorito

O Los Angeles Dodgers é uma das maiores folhas salariais da liga, adquiriu Mookie Betts na última offseason e já assinou uma extensão contratual de 13 anos. Além disso, teve a melhor campanha na temporada regular de toda a MLB e mesmo que os fantasmas do fracasso cerquem essa equipe, ela já mostrou que poderá espantá-los. O ataque é perigoso para qualquer lado que você veja, mas a dupla de MVP’s se destaca: Mookie Betts e Cody Bellinger.

O montinho é a grande incógnita de L.A e não estamos falando de Walker Buehler. Clayton Kershaw novamente não teve atuações seguras na série de final de conferência e isso quase custou o título de campeão da liga nacional. O Dodgers precisará dele mais do que nunca se quiser espantar a seca que dura mais de uma década. Além dele, o bullpen precisa ser consistente também, Brusdar Graterol e Kenley Jansen são alguns destaques desse bullpen que também conta com Joe Kelly, mas já apresentaram problemas ao longo da temporada.

No geral, um ataque com muito talento, um bullpen bom e uma rotação que pode sofrer se essa série tiver todos os sete jogos.

Reprodução: CNN.com

Dois times, um único sonho: levantar a tão cobiçada World Series. Um poderá tê-la na sua estante pela primeira vez, o outro encerrar um jejum que parece sem fim. Talento? De ambos os lados. E sabe quem ganha mais com isso? Nós, os torcedores e amantes do beisebol. Não foi da maneira que queríamos, nem do jeito que esperávamos. Entretanto, acredite. Temos todos os elementos para ter uma World Series gigantesca e eu se fosse você não perderia por nada.

DEIXE UMA RESPOSTA