Baltimore Ravens estreou na temporada 2021 e, a despeito do que se esperava, a atuação foi a mais frustrante possível. Na frente do placar quase todo tempo, o time não foi capaz de fazer frente ao Las Vegas Raiders e permitiu ao adversário levar o jogo ao overtime e sair vitorioso do Allegiant Stadium.

Primeiro Tempo

O jogo começou fraco. Com os Raiders recebendo a bola, o ataque de L.V. começou arriscando muitos passes em profundidade, o que fez com que Derek Carr flertasse com a interceptação por algumas vezes.

Para além disso, o jogo de Las Vegas parecia um samba de uma nota só, com Darren Waller constantemente acionado. Isso facilitou a vida do Baltimore Ravens, apertando a marcação em cima do recebedor e segurando os avanços dos Raiders em campo.

A defesa teve bons momentos, com Chuck Clark e Tavon Young quase garantindo suas interceptações. O Pass Rush também teve seus higlights: Justin Houston e Pernell McPhee conseguiram meio sack no começo do segundo quarto e Odafe Oweh, responsável por várias pressões, impediu com o que os Raiders saíssem da última campanha do primeiro tempo com um TD.

Os Radiers só se mexeram depois de estarem perdendo por 14 pontos. A partir daí, as chamadas passaram a ser mais conservadoras, com passes mais curtos e mantendo uma cadência mais rápida de ataque. Isso permitiu que anotassem seus primeiros pontos no jogo.

O Início De Um Sonho

Já os Ravens apesar de um começo também devagar, conseguiram colocar o pé no acelerador mais cedo. Na primeira campanha a OL sofreu para proteger Lamar Jackson, principalmente do lado direito. No duelo entre Villanueva e Crosby, melhor para o defensor de Las Vegas.

Após um drive devagar, Baltimore conseguiu fazer o ataque andar em campo. Ty’son Williams conseguiu mostrar alguma valência anotando boas corridas, inclusive anotando um TD e Lamar Jackson deu sinais que poderia resolver o jogo passando a bola.

Apesar dos esforços para conduzir o ataque, Baltimore sofreu com as pressões nas pontas da linha ofensiva. No primeiro drive, Jackson foi pressionado em 5 dos 6 dropbacks, uma tendência que se tornou a tônica no jogo. Mesmo assim, ainda foi capaz de conectar alguns passes com Sammy Watkins e Marquise Brown, o autor do segundo touchdown.

Segundo Tempo

A outra metade do jogo foi difícil de acreditar. Com uma situação que parecia aparentemente administrável, Baltimore não foi capaz de manter um nível de eficiência para superar um questionável las Vegas Raiders.

A Linha Ofensiva não foi capaz de segurar Maxx Crosby, que foi presença constante no backfield dos Ravens. Ronnie Stanley e Alejandro Villanueva tiveram uma partida medíocre, para dizer o mĺinimo.

O único momento de brilhantismo de Lamar Jackson foi um passe em profundidade para Sammy Watkins que deu ao time a oportunidade de anotar mais um touchdown na jogada seguinte com Latavius Murray correndo para 15 jardas.

Lamar conseguiu boas corridas, porém muitas baseadas em erros grosseiros de proteção dos Raiders, que abriram algumas avenidas para que o quarterback pudesse correr.

Deu Tudo Errado

Enquanto isso, John Gruden que ajustou o plano de jogo ainda durante o primeiro tempo para dar mais consistência ao ataque de Las Vegas, manteve a estratégia: passes mais curtos e cadenciados, uso do no huddle e mais corridas com Josh Jacobs. para deixar o jogo menos previsível.

Os Raiders contaram também com alguns problemas gritantes da defesa do Baltimore Ravens, a começar pelas blitzes chamadas pro Don Martindale que pouco produziram algum resultado no jogo a não ser a chance de Derek Carr encontrar algum recebedor livre.

Sem Jimmy Smith e Marcus Peters, Baltimore lançou mão de Anthony Averett e Tavon Young. Averett teve uma participação ok, dado o seu conhecido nível técnico como quinto jogador da posição. Young, pelo contrário, foi alvo por muitas vezes do ataque aéreo adversário e pouco fez para segurar o avanço do time.

O time de las Vegas ainda se viu ajudado por um fumble sofrido por Lamar Jackson, o que lhes deu uma ótima posição de campo. O turnover foi capitalizado com um touchdown de Josh Jacobs em um avanço de 15 jardas até a endzone.

Baltimore ainda teria a oportunidade de sair com a vitória com um field goal de 47 jardas anotado por Justin Tucker. Restavam apenas 40 segundos no relógio quando os Raiders iniciaram sua campanha e com dois passes pelo meio do campo que não foram parados, Carr colocou o time me posição de chutar o field goal que levaria o jogo para a prorrogação.

Overtime

Não sei se eu sou capaz de explicar, mas vamos fazer um esforço

Raiders recebem a bola, avançam até a endzone… só que não.

Depois que todos estavam se cumprimentando no campo e já havia gente no vestiário, os juízes revisam a jogada: a bola para na linha de uma jarda. Os Raiders batem na parede, sofrem um False Start e em um passe para a endzone, Derek Carr é interceptado.

Nova vida para o ataque do Baltimore Ravens. O começo parece promissor, com Lamar conectando um passe para Marquise Brown e anotando um first down para manter a campanha viva. Na jogada seguinte, uma falta mata um bom avanço de Ty’son Williams.

Lamar Jackson tenta conectar com seus alvos sem sucesso, até que em uma terceira descida, após pressão de Maxx Crosby, Lamar sofre fumble e a bola é recuperada pelo Las Vegas Raiders em boa posição de campo.

O Las Vegas Raiders então matam o jogo com Derek Carr conectando Zay Jones em uma segunda descida onde Marlon Humphrey foi pego de calças curtas e não conseguiu fazer nada a respeito.

Outros problemas

Baltimore ainda sai com o prejuízo de ter perdido Tyre Phillips. O jogador sentiu o joelho no meio da partida enquanto abria espaços para uma corrida e deixou o campo no carrinho. ainda não se sabe o que aconteceu com o jogador.

Também não se sabe o que aconteceu com Mark Andrews. O TE que sempre foi o principal alvo de Lamar Jackson teve apenas duas recepções na partida e quase sofreu um fumble.

O proximo compromisso do Baltimore Ravens é domingo contra o Kansas City Chiefs, no Sunday Night Football.

DEIXE UMA RESPOSTA