Faltando apenas menos de um mês para o início da volta do beisebol com os treinos de primavera, alguns times fizeram bastante movimentos para tentar melhorar para a próxima temporada. Por isso, trouxe aqui os cinco melhores times.

5°- Toronto Blue Jays

Competir com o New York Yankees no beisebol não é fácil, mas o Blue Jays não parou nessa offseason. Ainda procurando mais um arremessador titular, o time adquiriu Steven Matz juntamente ao New York Mets e ainda segue no mercado.

O grande anúncio foi o de George Springer, assinando um contrato de seis anos e 150 milhões de dólares, o jogador de campo externo rumará ao Canadá e jogará em Toronto. Se compararmos o valor médio anual que Springer receberá, US$ 25 milhões, o contrato é o segundo maior já concedido a um center fielder, ficando atrás apenas de Mike Trout.

Porém, não para por aí, a equipe canadense também assinou com Kirby Yates que deixa a liga nacional e vai para a liga americana. O contrato é de uma temporada e 5,5 milhões de dólares. O jogador chega para reforçar o bullpen da equipe que sofreu um pouco na temporada passada.

Reprodução: Newsday

4°- New York Mets

Um movimento ousado feito por Steven Cohen, a grande aquisição da offseason do Mets fez com que eles sejam colocados aqui. Francisco Lindor chegou de Cleveland, mas não sozinho, Carlos Carrasco chega para uma rotação que já conta com DeGrom, Syndegaard e Stroman. O time ainda pode chegar a fechar com Trevor Bauer nos próximos dias.

Contudo, o bullpen também ganhou reforços. Trevor May e Aaron Loup são dois nomes que tentarão melhorar um bullpen que teve vários problemas ainda em 2020. O time também espera que Pete Alonso volte a produzir em alto nível como foi em 2019, para que a equipe ganhe e o beisebol também.

Reprodução: Newsday

3º- New York Yankees

O time do Bronx precisava melhorar, ainda mais com tantas baixas no Rays e em tese tendo uma divisão mais fraca para 2021. A renovação de DJ LeMahieu foi o ponto de partida, assinando com ele por seis temporadas e 90 milhões de dólares.

Porém, quase que instantaneamente o time anunciou a contratação de Corey Kluber por uma temporada e 11 milhões de dólares. O time também adquiriu Jameson Taillon via troca com o Pittsburgh Pirates e até então, trocou Adam Ottavino com o Red Sox para abrir caixa e adicionar Darren O’day no seu bullpen.

Entretanto, NY ainda busca mais um nome para o bullpen e um canhoto para o lineup antes da volta do beisebol.

Reprodução: NewsDay

2°- Chicago White Sox

Um time que começou se movimentar cedo foi o White Sox, primeiramente assinou com Adam Eaton por uma temporada e 8 milhões de dólares. Logo após, fechou uma troca que trouxe Lance Lynn e deixou a rotação ainda mais forte.

O maior valor investido na offseason foi um contrato de três temporadas e 54 milhões de dólares para o arremessador de bullpen Liam Hendriks, que deverá ser o fechador da equipe. O jogador chega para substituir Alex Colomé que jogará no Twins nessa próxima temporada.

1°-  San Diego Padres

Nenhum time fez mais movimentos e melhorou tanto quanto o San Diego Padres. Renovou com Mike Clevinger por duas temporadas e 11,5 milhões de dólares. Trouxe Yu Darvish, Blake Snell e Joe Musgrove e deixou a rotação mais forte do que já era. Além disso, ainda conta com Lamet e Paddack.

Contudo, Darvish chegou juntamente com seu catcher Victor Caratini. O time ainda manteve Pagán, Pham e assinou uma renovação de três temporadas e 21 milhões de dólares com Profar. O time ainda trouxe Ha-seong Kim em um contrato de quatro temporadas. Vale lembrar que o jogador foi cobiçado por várias franquias.

Sem dúvidas nenhuma, o time será o candidato a fazer frente na liga nacional contra o Los Angeles Dodgers.

Reprodução: Newsday

DEIXE UMA RESPOSTA