Indianapolis Colts @ Cleveland

Data: Domingo, 11 de Outubro de 2020, às 17h25 (horário de Brasília)
Local: FirstEnergy Stadium

Lista de Lesões:

CLEVELAND

NOME, POS STATUS DATA*
Sheldon Richardson, DT Questionável
7 OUT
Karl Joseph, S Questionável
8 OUT
Odell Beckham Jr., WR Questionável
8 OUT
Kareem Hunt, RB Questionável
8 OUT
Greedy Williams, CB Questionável
8 OUT

*Data de atualização da notícia. Pode ser alterada até o dia do jogo.

INDIANAPOLIS

NOME, POS STATUS DATA*
Anthony Castonzo, OT Questionable
5 OUT
Darius Leonard, LB Questionable
7 OUT
T.J. Carrie, CB Questionable
7 OUT
Anthony Walker, LB Questionable
8 OUT

*Data de atualização da notícia. Pode ser alterada até o dia do jogo.

Sequência de vitórias, ataque cada vez mais produzindo e a defesa ainda por cima dos problemas causando efeitos durante os jogos. Tivemos uma primeira visão desse Browns após 4 primeiras semanas, agora podemos falar que a chave muda e o calendário começa a ficar mais complicado. Neste domingo um Colts que também vem produzindo principalmente defensivamente e já vira automaticamente uma prova para o Browns se provar de uma vez que é uma realidade na liga hoje como candidato aos playoffs.

Vamos analisar pontos importantes do principal jogo do segundo horário desse domingo de NFL, mais um com a nossa cobertura!

Pontos Chaves para vitória:

Jogo corrido se provar contra uma defesa que vem bem contra o jogo terrestre adversário

O setor de Running Backs do Browns não é apenas um legítimo perigo para a liga, ele é um rolo compressor que anda destruindo qualquer defesa. Em quatro jogos, o Browns lidera a NFL com 818 jardas corridas e tem a média de 5,88 jardas por corrida, a melhor da liga, além disso, os Browns registraram o quarto maior número de jardas corridas nas primeiras quatro semanas, apenas o Atlanta Falcons de 2005 e 2006 e o Baltimore Ravens do ano passado correram para mais jardas em seus primeiros quatro jogos nós últimos tempos e eles estavam com quarterbacks de elite na questão de correr Michael Vick e Lamar Jackson.

O setor recebeu um baque após receber a notícia que uma ressonância magnética revelou que Chubb sofreu uma lesão MCL no joelho direito, que deve deixá-lo afastado por várias semanas. Mas após Chubb sair do jogo no final do primeiro tempo contra o Cowboys, a equipe mostrou que há vida enquanto esperam a sua recuperação, os Browns continuaram sendo dominantes pelo chão, Hunt interveio e correu para 71 jardas e dois touchdowns, e o RB3 D’Ernest Johnsom correu paea 95 jardas, juntos Hunt e Johnson combinaram para uma média de 7 jardas por carregamento, e os Browns terminaram com 307 jardas corridas, o maior total de jogos em 11 anos.

Os Browns enfrentarão testes difíceis nas próximas duas semanas se tratando de defesas que estão indo muito bem O Indianapolis Colts ostenta a quarta melhor defesa do campeonato junto a oitava melhor contra jogo corrido; os Pittsburgh Steelers que virão ma semana 6, classificam-se em primeiro lugar e para ter uma noção da evolução dos adversários os Cowboys, por outro lado, estavam apenas em 23º na defesa antes dos Browns os dizimarem. A prova que o backfield de Cleveland vai ser um vai ser uma realidade por toda temporada será provada a partir de agora.

Quebrar esse paraíso de Rivers não pressionado

A linha ofensiva do Colts progrediu ao longo dos últimos anos, hoje está para o lado positivo quase top nas questões de bloqueio de passe e bloqueia de corrida mas um ponto muito importante é na questão de quanto os jogos estão sendo um pesadelo pro seu quarterback. Rivers foi pressionado em apenas 19,7% dos seus dropbacks e parece ter uma paz por mais de já ter enfrentado perigos como Khalil Mack em Chicago. O caso é que isso diretamente vem estar atrelado a enfrentar uma das mais dominantes linhas defensivas da liga, a do Browns.

Isso foi chocante para mim ver com toda a honestidade, mas, de acordo com a PFF , os jogadores da linha defensiva interna do Cleveland Browns não têm um titular que se classifique entre os 32 primeiros. Larry Ogunjobi vem como o No.36. O próximo é Jordan Elliot em No.61 , com Vincent Taylor em No.65 , e finalmente Sheldon Richardson em No.71, mas o que os números não espelham é como a linha está produzindo em coletivo.

Principalmente haver Myles Garrett como um perigo tão forte e real para Rivers, por mais da fase de sua proteção ser boa, Garrett para não se importar com qual linha ofensiva irá enfrentar. Ele se classifica como a melhor nota de passe rush, lidera a liga em pressões com 27 e três jogos seguidos forçando fumble. Garrett parece ter chegando no seu pico mais alto, algo a se relacionar com os grandes da posição dentro da liga. Se existe um exemplo de que essa paz que Rivers tem dentro do pocket possa se acabar, esse é o de ter que o enfrentar.

Fique de Olho:

Interior da linha ofensiva do Browns x DeForest Buckner

Este é um clássico confronto de força contra força. Cleveland possui dois dos melhores guardas ofensivos de toda a NFL e Buckner é talvez o melhor tackle defensivo de três técnicas da liga. Buckner não é um nome conhecido porque não é um ímã de estatísticas, o que Buckner faz em um nível de elite não aparece nas planilhas de estatísticas. Ele não tem problemas grandes contra duplas marcações em jogo de corrida e colapsa pocket no jogo de passes. Não faz mal que Buckner seja uma montanha de um homem, listado em 6-7 e 300 libras.

Os Colts sabiam o que estavam ganhando quando trocaram a 13ª escolha geral com o San Francisco 49ers por Buckner, o coordenador defensivo do Colts, Matt Eberflus se sente muito bem com a presença junto a um grupo de linebackers atléticos abrindo bloqueios e ter Buckner é uma peça importante para a construção geral do setor.

Buckner alinhará sobre o Guard esquerdo Joel Bitonio a maior parte das vezes no domingo, os Colts ocasionalmente movem Buckner para criar incompatibilidades no entanto, não há pontos tão fracos assim nessa linha ofensiva, Guard direito Wyatt Teller está jogando em um nível de elite, e o Center J.C. Tretter também está entre os cinco melhor da posição na liga. Não importa aonde estará Buckner ele causará intrigas aonde quer que esteja.

Kevin Stefanski x Matt Eberflus

Este é um confronto de grandes jovens mentes com suas respectivas unidades de Kevin Stefanski e Matt Eberflus estão disparando em todos os números em seis setores até agora nesta temporada. Mais uma vez citar o cenário força contra força bastante intensa no jogo.

Stefanski está com o ataque dos Browns em alta depois de quatro jogos. Os Browns atualmente lideram a NFL em jardas corridas (818), jardas médias por corrida (5,88) e touchdowns corridos (8), o ataque de Stefanski também tem uma média de 31 pontos por jogo.

Do outro lado da bola, o coordenador defensivo dos Colts, Matt Eberflus, comanda a defesa mais mesquinha da NFL, os Colts só permitem uma média de 14 pontos por jogo aos adversários. A defesa contra corrida de Eberflus está atualmente em quarto lugar na NFL, permitindo apenas 77 jardas por jogo no solo e cedeu apenas um touchdown na temporada. Embora, ambas as unidades possam ser analisadas com dúvidas devido à competição abaixo da média que enfrentaram até este ponto, este será o primeiro teste real de cada unidade na temporada e validará toda a narrativa conquistada nas primeiras quatro semanas.

Lesões afetarão este confronto de ambos os lados. Stefanski enfrenta o desafio de não ter Nick Chubb e espera que Hunt esteja em jogo para ainda haver muito perigoso nesse plano de jogo. Do lado defensivo do Colts, Darius Leonard e Bobby Okereke estão designados como questionáveis, se algum deles perder o jogo de domingo, será um grande golpe para essa defesa.

Odell Beckham Jr x Xavier Rhodes

Depois do jogo que Odell Beckham Jr teve na semana 4 contra o Dallas Cowboys, todos os olhos estarão sobre ele, Matt Eberflus precisará se preocupar bastante com Odell e quando os Colts decidirem ir para a cobertura de homem, Xavier Rhodes vai estar na missão de marcar Beckham. Rhodes na semana 2 conseguiu duas interceptações, incluindo uma pick six contra o Jets, vindo de Minessota onde de um dos grandes nomes da posição e terminando sua passagem lá com desconfiança, ele vem recuperando todo o respeito da liga.

Não há como negar que o ataque dos Browns é mais eficaz quando envolve Beckham desde o início do jogo. É fundamental para o técnico Stefanski estabelecer a ameaça de Beckham para manter a defesa do Colts sempre em alerta ao perigo, sempre mais inclinado para romper o psicológico de não o parar. Será igualmente importante para os Colts não terem que atribuir ajuda extra ao lado de campo que Beckham estará, confiar que por várias vezes o trabalho de marcação individual seja bem feito para estar ficando em problemas de cobertura como o jogo corrido.

Os Colts vão se arriscar com Rhodes, que será o melhor cornerback que Beckham enfrentou desde a semana 1.

Podcast:

E pra você que quer ouvir a análise que fizemos desse pré-jogo, dá uma passada no nosso podcast e escuta tudo que trouxemos sobre o Pós-jogo contra Dallas Cowboys e o Pré-jogo contra o Indianapolis Colts!

DEIXE UMA RESPOSTA