Cleveland Browns @ Baltimore

Data: Domingo, 13 de Setembro de 2020, às 14h (horário de Brasília)
Local: M&T Bank Stadium

Lista de Lesões:

CLEVELAND

NOME, POSIÇÃO STATUS DATA*
Chris Hubbard, OT Fora
11 Set
Kevin Johnson, CB Fora
11 Set
Greedy Williams, CB Fora
11 Set
Mack Wilson, LB Fora
11 Set
JC Tretter, C Questionável
11 Set

*Data de atualização da notícia. Pode ser alterada até o dia do jogo.

BALTIMORE

NOME, POSIÇÃO STATUS DATA*
Justice Hill, RB Questionável
10 Set
Tyre Phillips, G Questionável
10 Set
Chris Moore, WR Fora
10 Set

*Data de atualização da notícia. Pode ser alterada até o dia do jogo.

Pontos Chaves para vitória:

Parar o jogo corrido do Ravens:

Um Training Camp limitado. Nenhum jogo de pré-temporada. Toda a equipe do técnico John Harbaugh voltando e quase todos os jogadores de linha ofensiva voltando. Faz sentido acreditar que o Baltimore mantenha o que faz de melhor na Semana 1 contra Cleveland, que seria correr com a bola. O Guard e provável futuro Hall da Fama, Marshal Yanda, é o único titular que não voltou da última temporada, o que significa que todas as armas ofensivas de Baltimore estarão em campo, incluindo todos os corredores da equipe. A perda de Yanda será enorme, mas a linha ofensiva do segundo colocado no ano passado, de acordo com o Pro Football Focus, deve ser mais do que capaz de retomar de onde parou na temporada anterior.

Para se ter uma ideia, o Ravens provavelmente irá usar 4 Running Backs (sim, quatro!) ao longo da temporada. Mark Ingram II, de 30 anos (1.018 jardas, 10 touchdowns em 2019), liderando o ataque junto com a escolha de segunda rodada JK Dobbins, que complementa a dupla e é importante para a reposição de Ingram. A adição de Dobbins pode significar jogadas menos planejadas para Lamar Jackson correr, permitindo que ele se concentre no desenvolvimento de passes profundos e no seu jogo aéreo em geral. Mesmo assim, além de tudo, ter o perigo do talento do Quarterback correndo, é com certeza mais uma preocupação para a defesa do Browns.

A linha defensiva de Cleveland mesmo com a perda do Andrew Billings, que optou a sair da temporada 2020 por causa da pandemia do COVID-19, se mantém intacta e conta com o retorno de Richardson e Vernon mais saudáveis. Myles Garrett também está de volta depois de ser suspenso no restante da temporada. O grande problema para essa defesa, são as perdas de Mack Wilson e Grant Delpit (ambos por lesão) e o ex-linebacker e líder de tackles na equipe Joe Schobert, que foi para Jacksonville. Dado o cenário, claramente o Browns direcionará seus esforços para frear o jogo terrestre de Baltimore. Será preciso equilibrar e bater de frente desde o começo.

No primeiro confronto de 2019, em nossa vitória em Baltimores, vimos um Lamar Jackson acertando mas que também errou muito nos passes (com 2 interceptações), Ingram e nem Lamar conseguindo chegar nas 80 jardas corridas. Já no segundo confronto entre as equipes, Lamar errou menos passes, saiu sem sofrer interceptações e passou das 100 jardas junto a uma boa produção do geral do jogo terrestre.

Ter sucesso no jogo corrido: 

Os Titans encontraram a receita secreta para vencer os Ravens nos playoffs do ano passado. Claro, parecia bastante simples, basta fazer Henry incendiar os Ravens com 195 jardas corridas. Isso fez com que a vida de Ryan Tannehill ficase mais tranquila, ajudando-o a produzir mais. Mas talvez tenham sido o próprio Browns que forneceu essa “receita” ao Titans, ao derrotar o Ravens lá na semana 4 da temporada passada correndo muito com Nick Chubb.

A última vez que essas equipes se encontraram no M&T Bank Stadium, Mayfield jogou indiscutivelmente seu melhor jogo da temporada (342 jardas, 1 touchdown). Mas isso aconteceu muito graças ao jogo terrestre. Quando falamos sobre dar tranquilidade ao QB, o que aconteceu com Tannehill, já havia acontecido naquele dia com Mayfield, que não se forçou tanta dependência de seus passes. Nick Chubb com 165 jardas e abrindo o jogo com um TD foi o grande problema da defesa do Ravens.

Hoje temos uma linha ofensiva melhor, com mais Tight Ends para que o plano de jogo corrido de Stefanski e Van Pelt funcione ainda melhor. Algo que não tiveram naquele primeiro jogo foi ainda por cima a adição de Kareem Hunt a ser mais um perigo ofensivo. Falamos nos últimos meses sobre o Browns de 2020 ser um time que vai priorizar o jogo corrido, e isso pode começar já no domingo. Isso mostra também o que será do time se a defesa adversária conseguir neutralizar esse setor.

Modelo Stefanski com Mayfield começar a fluir:

A semana 1 será um grande teste inicial para o modelo de Stefanski e uma grande avaliação para a progressão de Mayfield junto a esse modelo ofensivo, já que Baltimore possuia uma das melhores defesas contra passe da NFL no ano passado (segunda melhor defesa contra passe e a sexta em jardas permitidas). Mesmo com a perda de Earl Thomas, os Ravens ainda possuem dois Cornerbacks All-Pro: Marlon Humphrey e Marcus Peters. Isso sem falar de um front seven renovado.

O esquema ofensivo de Stefanski parece combinar perfeitamente com o que Mayfield e o Browns precisam. Em 2019, os Vikings tiveram o terceiro maior número de tentativas de corrida na liga, o que permitiu a Kirk Cousins ​​causar muitos danos com play action (14 touchdowns). Baker é um arremessador muito mais eficiente usando play action (teve um rating de 97,7 em 2019) do que em jogadas de passe padrão (17 interceptações, rating de passe de 73,0). Além de Njoku, ter as adições de Austin Hooper e Harrison Bryant, junto a  Peoples Jones e mais um ano de Higgins, o contexto geral melhorou. A responsabilidade  nas costas de Mayfield tende a diminuir agora que Cleveland pretende focar mais no jogo corrido. Todo o processo desse novo ataque tentará produzir algo que Mayfield nunca teve em Cleveland: tranquilidade.

Fique de Olho:

Odell Beckham Jr x Marlon Humphrey

Entre todos os duelos individuais de posição, o que mais nos deixa ansioso é de um Recebedor contra um Cornerback. Neste domingo temos um dos melhores confrontos desse tipo, em seu primeiro capítulo. Se você acha que Beckham terá vida fácil em sua estreia em 2020, você está muito enganado. Ele literalmente vai estrear contra um grande problema do outro lado. Humphrey merece respeito. Um dos melhores da posição, teve entre todos os CBs, a melhor nota em cobertura individual na liga.

Na temporada passada, Odell jogou contra o Ravens e estava sendo marcado principalmente por Humphrey. Nos dois jogos em 2019, ele foi alvo em 13 tentativas de passes contra Baltimore. OBJ só foi capaz de pegar seis deles, totalizando 64 jardas e um touchdown. Caso ele não consiga encontrar uma solução para isso, Mayfield perderá uma de suas principais opções de passe.

Kevin Stefanski x Don Martindale

Se você é uma pessoa que ama duelos entre técnicos e que gosta de assistir a duelo de esquemas em jogos da NFL, essa será um ótimo exemplo para você. No ano passado, Don Martindale liderou a defesa do Ravens para obter alguns grandes números. A defesa de Baltimore cedeu apenas 93,4 jardas corridas por jogo na última temporada, ficando em quinto lugar na NFL. Eles também foram sexta melhor na NFL em jardas de passadas, já que permitiram uma média de 207,2 jardas aéreas por jogo.

Mesmo com todo o talento que o ataque de Cleveland possui, será extremamente difícil fazer muito contra esse tipo de defesa. Considerando que a defesa do Ravens sem dúvida tem mais talento, será um primeiro grande desafio produzir contra ela. São jogos assim que são importantes para descobrirmos se as coisas estão fluindo e como será a adaptação pro resto do ano.

No entanto, não desista do que Stefanski pode fazer no domingo! Na última temporada, como coordenador ofensivo dos Vikings, ele conseguiu comandar o ataque a uma média de 133,3 jardas corridas por jogo, o sexto melhor na NFL. É aí que este jogo vai ser travado: no jogo corrido. Stefanski tem armas infinitamente melhores nesta temporada no jogo corrido, do que tinha no ano passado em Minnesota. Pode ser o cenário ideal para o técnico ter ainda mais sucesso em seu estilo de vencer.

Este jogo será uma briga de bar à moda antiga, entre duas das melhores unidades de trincheira da NFL. Jogo importante para a defesa do Ravens se provar como um pesadelo para toda a liga, e para o ataque do Browns provar que está mais intenso, organizado e perigoso.

Jedrick Wills Jr. x Calais Campbell

Se eu fosse Don Martindale, colocaria Calais Campbell em cima de Jedrick Wills Jr. durante todo o jogo, e isso não é desvalorizar o calouro. Mas analisemos a situação: Wills fará sua estréia na liga e logo em primeiro jogo terá que se provar contra um defensor do nível mais alto do futebol americano. Ter Campbell hoje seria um duelo bem desfavorável para testar Wills. Todos sabemos que leva tempo para os tackles na NFL se desenvolverem. Jedrick pode ainda sim ter um bom desempenho contra o veterano, mas esperar um jogo perfeito contra é algo muito fora da curva.

Campbell é um dos jogadores da linha defensiva mais respeitados da NFL. Ele é uma aberração da natureza com seu tamanho e é incrivelmente inteligente e experiente com seu jogo. Há um motivo para ele ter chegado ao Pro Bowl na última temporada aos 33 anos. E para piorar, a mãe natureza não mostrou muitos sinais que Campbell irá desacelerar e entrar numa decrescente na carreira. O que pode ser um grande problema para os Browns.

Wills, além de ser um novato enfrentando um defensor tão talentoso em seu primeiro jogo na NFL de carreira, não teve pré-temporada para se preparar para a velocidade da NFL e não jogou um jogo completo em uma posição de left tackle. Esteja preparado para assistir Wills lutar muito neste confronto e isso faz parte do processo. Draftar um talento como ele  pode custar muita paciência ao Browns. A construção de um OL é assim, não há muito o que ser feito.

Como dissemos, Wills não precisa ser perfeito mas ele pode equilibrar o confronto ao longo do jogo, pegar a vibe do dia, a velocidade do jogo, as características de Campbell e se adaptar ao longo do jogo.

Sheldon Richardson x D.J. Fluker

Finalmente, um confronto que favorece fortemente o Cleveland Browns. O Ravens tentará substituir Marshal Yanda, e seu substituto jogará sua primeira partida com o uniforme do Ravens no domingo. Ser o cara que tem que seguir os passos de qualquer Hall of Fame é extremamente difícil e a pressão é muito grande. Não há como D.J. Fluker consiga jogar quase no mesmo nível de Yanda na temporada passada.

Fluker está entrando em sua oitava temporada na NFL e está em seu quarto time. Ele começou em quase todos os lugares onde esteve e não é um mal jogador. Ele é praticamente jogador titular regular na liga. Felizmente para o Browns, Richardson é anos-luz melhor do que a média.

Sheldon não conseguiu até hoje números de elite para pass rush desde a temporada de 2014, mas tem sido uma boa ameaça para pass rush ao longo de sua carreira. Richardson provavelmente terá muitas oportunidades um-a-um neste jogo contra o Fluker e o enfrentará em quase todas durante a partida.

Se ele for capaz de exercer alguma pressão sobre Lamar e até mesmo derrotar Fluker por várias vezes, deverá ser uma tarde difícil para Lamar e seus corredores. Na última temporada nos playoffs, os Ravens foram realmente neutralizados por sua linha ofensiva sendo amassada pela linha defensiva do Titans. A linha defensiva dos Browns, e especificamente Sheldon Richardson, terão uma grande oportunidade de ser mais uma ventania destruidora pelos ares de Baltimore.

Podcast Pré-Jogo:

Escute agora nossa análise do jogo de estreia do Browns na temporada de 2020 clicando aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA