Numa noite iluminada dos três setores do time, o Indianapolis Colts não tomou conhecimento do Tennessee Titans e derrotou o rival de divisão em Nashville. O placar de 34-17 no horário nobre deu aos Colts a liderança da AFC South no critério de desempate e mostrou que o time é sim capaz de derrotar adversários mais fortes na temporada.

O BOM

Pittman Jr. em uma de suas sete recepções.

Os Colts foram dominantes em todos os setores. Ataque, defesa e special teams se sobressaíram contra as unidades dos Titans. No lado ofensivo da bola Philip Rivers foi muito bem e, o mais importante, seguro. Foram 29/39 passes completos, 308 jardas e um touchdown. Nyheim Hines, o aniversariante da noite, vem sendo o jogador mais importante deste ataque com sua versatilidade em receber e correr muito bem. Contribuiu com 70 jardas terrestres em 12 corridas e um TD pelo chão, além das 45 jardas aéreas e um TD acrobático. Não menos importante, o calouro Michael Pittman Jr. liderou o time em jardas aéreas com 101 em sete recepções. Mãos seguras e agilidade fazem do camisa #11 uma peça importantíssima em campo, deixando evidente que sua ausência foi sentida durante o período em que estava lesionado. Destaque para o uso de Pittman no slot e em jogadas buscando jardas após a recepção.

A defesa novamente mostrou estar na prateleira de cima na NFL. Mesmo cedendo 101 jardas a Derrick Henry, nossa unidade conseguiu conter o RB adversário de forma a evitar maiores estragos. Ryan Tannehill não teve sossego no pocket. Pressões por todos os lados da linha limitaram o QB a 147 jardas. Destaque para Darius Leonard que liderou o time em tackles com nove e Denico Autry, que conseguiu o único sack da noite para os Colts, além de um tackle para perda de jardas. Vale ressaltar também que os 17 pontos marcados por Tennessee vieram no primeiro tempo. Na metade final da partida, vimos um total de zero pontos do bom ataque do time da casa e apenas 138 jardas totais.

E o que falar dos special teams de Indianapolis? Se não é o melhor com certeza está entre os cinco melhores. Punt bloqueado por E.J. Speed e retornado por T.J. Carrie para touchdown, punt apressado dos Titans que saiu torto e Rodrigo Blankenship 100% nos field goals e extra points após o TD. O trabalho de Bubba Ventrone é de aplaudir de pé.

O RUIM

A agressividade marcou o playcalling de Frank Reich na partida e isso é de tirar o chapéu. Foram 3/5 conversões de 4ª descida, fazendo do Colts o segundo time desde 2008 a vencer quando chama cinco ou mais tentativas de 4ª descida. O problema se deu justamente nas duas que não foram convertidas. Os erros foram idênticos, pois Frank Reich chamou exatamente a mesma jogada em downs consecutivos, ficando fácil para a defesa identificar e parar a jogada. Tivemos a competência de conseguir capitalizar de outras formas, mas são erros como esse que podem fazer o time perder jogos e nessa reta final de temporada qualquer erro pode ser custoso demais.

GROVER STEWART

Stewart x Henry. Melhor pro #90 nessa.

Temporada fenomenal do #90. Em vários momentos da partida Grover conseguiu se infiltrar na linha ofensiva dos Titans e fazer pressão no Ryan Tannehill. Ainda conseguiu muitas vezes realizar o primeiro contato com Derrick Henry a fim de atrapalhar o RB. O DT somou oito tackles totais (cinco solo) e um tackle para perda de jardas. Alinhando ao lado de DeForest Buckner, Grover Stewart tem sido um bom parceiro para o recém-chegado e está se provando um dos melhores DTs da temporada. Com muitas oscilações na carreira parece que enfim encontrou seu melhor encaixe no time.

PRÓXIMO CONFRONTO: Green Bay Packers

O Indianapolis Colts receberá o Green Bay Packers no dia 22/11 às 18h25 com transmissão da ESPN. O histórico recente é favorável aos Colts, com três vitórias nos últimos cinco jogos, sendo duas nos últimos dois confrontos. Hora de se afirmar como a força da AFC South e dar um importante passo rumo aos playoffs. Com dez dias de descanso o tempo é mais que suficiente para repor as energias e contar com a volta do DE Kemoko Turay e, possivelmente, do TE Jack Doyle. Maximizar os acertos e diminuir os erros é essencial para o confronto contra Aaron Rodgers e companhia, pois quando se tem um futuro hall of famer do outro lado, qualquer erro pode custar a vitória.


Fiquem ligados nas notícias sobre os Colts no @HorseshoeBr@potrosbr  e @fumblenanet, além dos pitacos da @CarolVago12, do @pj1992 e do @William_Borella!

Assine o Colts Brasil no Spotify!

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio do podcast ou texto! https://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

Fotos: disponíveis no site oficial dos Colts.

DEIXE UMA RESPOSTA