Pós-jogo: o bom, o ruim e Grover Stewart

Numa noite iluminada dos três setores do time, o Indianapolis Colts não tomou conhecimento do Tennessee Titans e derrotou o rival de divisão em Nashville. O placar de 34-17 no horário nobre deu aos Colts a liderança da AFC South no critério de desempate e mostrou que o time é sim capaz de derrotar adversários mais fortes na temporada.

O BOM

Pittman Jr. em uma de suas sete recep√ß√Ķes.

Os Colts foram dominantes em todos os setores. Ataque, defesa e special teams se sobressa√≠ram contra as unidades dos Titans. No lado ofensivo da bola Philip Rivers foi muito bem e, o mais importante, seguro. Foram 29/39 passes completos, 308 jardas e um touchdown. Nyheim Hines, o aniversariante da noite, vem sendo o jogador mais importante deste ataque com sua versatilidade em receber e correr muito bem. Contribuiu com 70 jardas terrestres em 12 corridas e um TD pelo ch√£o, al√©m das 45 jardas a√©reas e um TD acrob√°tico. N√£o menos importante, o calouro Michael Pittman Jr. liderou o time em jardas a√©reas com 101 em sete recep√ß√Ķes. M√£os seguras e agilidade fazem do camisa #11 uma pe√ßa important√≠ssima em campo, deixando evidente que sua aus√™ncia foi sentida durante o per√≠odo em que estava lesionado. Destaque para o uso de Pittman no slot e em jogadas buscando jardas ap√≥s a recep√ß√£o.

A defesa novamente mostrou estar na prateleira de cima na NFL. Mesmo cedendo 101 jardas a Derrick Henry, nossa unidade conseguiu conter o RB advers√°rio de forma a evitar maiores estragos. Ryan Tannehill n√£o teve sossego no pocket. Press√Ķes por todos os lados da linha limitaram o QB a 147 jardas. Destaque para Darius Leonard que liderou o time em tackles com nove e Denico Autry, que conseguiu o √ļnico sack da noite para os Colts, al√©m de um tackle para perda de jardas. Vale ressaltar tamb√©m que os 17 pontos marcados por Tennessee vieram no primeiro tempo. Na metade final da partida, vimos um total de zero pontos do bom ataque do time da casa e apenas 138 jardas totais.

E o que falar dos special teams de Indianapolis? Se não é o melhor com certeza está entre os cinco melhores. Punt bloqueado por E.J. Speed e retornado por T.J. Carrie para touchdown, punt apressado dos Titans que saiu torto e Rodrigo Blankenship 100% nos field goals e extra points após o TD. O trabalho de Bubba Ventrone é de aplaudir de pé.

O RUIM

A agressividade marcou o playcalling de Frank Reich na partida e isso √© de tirar o chap√©u. Foram 3/5 convers√Ķes de 4¬™ descida, fazendo do Colts o segundo time desde 2008 a vencer quando chama cinco ou mais tentativas de 4¬™ descida. O problema se deu justamente nas duas que n√£o foram convertidas. Os erros foram id√™nticos, pois Frank Reich chamou exatamente a mesma jogada em downs consecutivos, ficando f√°cil para a defesa identificar e parar a jogada. Tivemos a compet√™ncia de conseguir capitalizar de outras formas, mas s√£o erros como esse que podem fazer o time perder jogos e nessa reta final de temporada qualquer erro pode ser custoso demais.

GROVER STEWART

Stewart x Henry. Melhor pro #90 nessa.

Temporada fenomenal do #90. Em v√°rios momentos da partida Grover conseguiu se infiltrar na linha ofensiva dos Titans e fazer press√£o no Ryan Tannehill. Ainda conseguiu muitas vezes realizar o primeiro contato com Derrick Henry a fim de atrapalhar o RB. O DT somou oito tackles totais (cinco solo) e um tackle para perda de jardas. Alinhando ao lado de DeForest Buckner, Grover Stewart tem sido um bom parceiro para o rec√©m-chegado e est√° se provando um dos melhores DTs da temporada. Com muitas oscila√ß√Ķes na carreira parece que enfim encontrou seu melhor encaixe no time.

PR√ďXIMO CONFRONTO: Green Bay Packers

O Indianapolis Colts receber√° o Green Bay Packers no dia 22/11 √†s 18h25 com transmiss√£o da ESPN. O hist√≥rico recente √© favor√°vel aos Colts, com tr√™s vit√≥rias nos √ļltimos cinco jogos, sendo duas nos √ļltimos dois confrontos. Hora de se afirmar como a for√ßa da AFC South e dar um importante passo rumo aos playoffs. Com dez dias de descanso o tempo √© mais que suficiente para repor as energias e contar com a volta do DE Kemoko Turay e, possivelmente, do TE Jack Doyle. Maximizar os acertos e diminuir os erros √© essencial para o confronto contra Aaron Rodgers e companhia, pois quando se tem um futuro hall of famer do outro lado, qualquer erro pode custar a vit√≥ria.


Fiquem ligados nas notícias sobre os Colts no @HorseshoeBr, @potrosbr  e @fumblenanet, além dos pitacos da @CarolVago12, do @pj1992 e do @William_Borella!

Assine o Colts Brasil no Spotify!

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio do podcast ou texto! https://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

Fotos: disponíveis no site oficial dos Colts.

Todos os conte√ļdos publicados neste site s√£o de responsabilidade de seus autores e n√£o necessariamente refletem as opini√Ķes e posicionamentos da FN Network.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOT√ćCIAS RELACIONADAS

COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 138 РVergonha na Flórida
gyvtetc7xwwzdnco2rxm
O Indianapolis Colts e a cultura do conformismo
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 137 – MVP despacha New England
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 136 – √Č playoff em Indianapolis!
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 135 – Cinco vezes Jonathan Taylor
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 134 – Sete confrontos para o fim
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 133 РEsperança em Indianapolis
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 132 – Colts 27-17 Dolphins
COLTSBRASIL_large
Colts Brasil Podcast 131 ‚Äď Colts 0-3