Pós jogo – Não se acostume com isso

Sei que pode parecer emplolgante vencer um time tão forte quanto San Francisco, e de fato é! Imprensa e analistas colocam os 49ers como o melhor time da NFL até o momento. Uma vitória acachapante muda a chave da correlação de forças no campeonato. Mas é importante, além de elogiar as coisas boas da partida, prestar atenção em alguns pontos fundamentais.

Ataque em marcha lenta

Apesar da boa exibição, um sinal amarelo deve ser considerado. Lamar Jackson fez o que deve ser o seu melhor jogo da temporada. Zay Flowers também teve uma boa exibição. Só que, até a coisa chegar nesse ponto, o ataque deu vários tropeços. Inclusive de forma literal, em um safety onde Lamar tropeça no arbitro e cede dois pontos para o adversário.

Outro ponto a se ressaltar foi a falta de capacidade para capitalizar os tropeços de San Francisco. Brock Purdy teve três interceptações só no primeiro tempo, e o jogo foi para o intervalo com apenas um ponto de diferença: 13 a 12 para Baltimore.

Verdade seja dita, o time jogou muito bem no primetime. Entretanto esses começos em baixa rotação, nos playoffs podem custar caro.

Defesa também

Apesar de tudo, a defesa inflamou o jogo no começo. A complexidade da defesa organizada por Mike Macdonald embaralhou a cabeça de Brock Purdy, que entregou a bola quatro vezes para Baltimore no jogo. Ela foi a responsável por dar a oportunidade do ataque ganhar ritmo e dominar o jogo no terceiro período.

Só que, se o ataque começa lento e ganha força ao longo do jogo, o setor defensivo faz o exato oposto. Em que pese que Kyle Hamilton acabou na sideline por conta de uma contusão no joelho. De qualquer forma, o torcedor viu a possibilidade de Sam Darnold comandar uma possível virada. Vindo de San Francisco, perder esse jogo não seria o fim do mundo. Tomar uma virada da após liderar por três posses de bola colocaria fogo na velha, porém justificável narrativa de: o Baltimore Ravens não sabe fechar jogos.

Em outras 99 vezes…

Também é importante destacar a quantidade de faltas dos 49ers. O volume de jardas cedidas por conta de indisciplina fez com que esse jogo fosse um ponto fora da curva. A parte complicada nem são as jardas em si, mas o momento do jogo. Faltas murcham a torcida, e jogando contra a equipe de melhor campanha da AFC, entregar o momento do jogo sai muito caro. Arrisco a dizer que, se esse jogo acontecesse outras 99 vezes, o resultado seria mais apertado, independente do vencedor.

Agora é manter o foco, pois nem a liderança do norte, nem a bye nos playoffs estão ainda garantidos. Baltimore ainda está ameaçado por Cleveland Browns e Miami Dolphins, com quem joga na semana que vem, no último dia do ano. Se vencer, o time começa 2024 campeão de divisão e com a seed 1.

Preparem-se, a temporada regular ainda promete muita emoção!

Todos os conteúdos publicados neste site são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem as opiniões e posicionamentos da FN Network.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS

1235735651.0
10 PITACOS sobre Ravens x Chiefs
download
10 PITACOS sobre Ravens at 49ers
1863644302.0
10 PITACOS sobre Ravens at Jaguars
1845753733.0
10 PITACOS sobre Ravens vs Rams
01hgfp89wwvvp2r743zt
O Impacto de Mike Macdonald em Baltimore
7b1f9139-84cb-4078-b06f-b8eb2502a5b0-AP22296726540271
10 PITACOS sobre Ravens vs Browns
Três jogadores de roxo do Baltimore Ravens cercando o quarterback do Cleveland Browns de branco
Pós Jogo: Venceu quem errou menos
Lamar
10 PITACOS sobre Ravens vs Seahawks
defense
Pós Jogo: Só precisa cuidar da bola