Com toda a incerteza em relação a realização ou não da temporada de 2020 da MLB, pelo menos mil jogadores das ligas menores devem ser cortados nos próximos dias. 11 equipes já anunciaram demissões em massa e este número deve aumentar. Segundo informações da ESPN americana, a temporada da Minor League Baseball dificilmente acontecerá neste ano.

Cortes e desempregos

É normal que após os treinamentos de primavera, antes da temporada se iniciar, as equipes cortem de 10 a 15 jogadores. No entanto, de acordo com Jeff Passan, a maioria dos times liberaram de 30 a 50 jogadores do elenco, uma disparidade grande. Além disso, outra diferença se dá no futuro dos jogadores que ficaram sem emprego.

Por conta de toda instabilidade que a MLB e todo o mundo esportivo vivem por conta da pandemia de COVID-19, é improvável que equipes procurem novos atletas para compor elencos. Ou seja, por isso, estes jogadores agora desempregados temem que suas carreiras acabem definitivamente. Além disso, com um número excessivo de cortes, a oferta de atletas será grande e muitos deles ficarão para trás, não conseguindo se recolocar na liga tão fácil.

Pagamentos 

Outra insegurança em relação a Minor League Baseball é referente ao pagamento dos salários daqueles que não foram cortados. Isso porque, a MLB se comprometeu a pagar estes atletas até o dia 31 de maio e, a partir daí, os clubes teriam que ser responsáveis pelo montante de 400 dólares por semana.

Diante disso, equipes como Kansas City Royals; Houston Astros; Boston Red Sox; Los Angeles Dodgers; San Diego Padres; Seattle Mariners; Miami Marlins; e Minnesota Twins se comprometeram a manter o pagamento dos atletas de ligas menores até 31 de agosto.

Por outro lado, equipes como o Los Angeles Dodgers; New York Mets; Chicago White Sox; Tampa Bay Rays; Texas Rangers; e Baltimore Orioles alegam que vão manter os salários durante o mês de junho. Além deles, o Philladelphia Phillies também continuará pagando até o próximo mês; mas pondera que uma redução de salário será necessária.

Por último, o Chicago White Sox manterá o pagamento de todos os atletas, inclusive aqueles que foram dispensados no último corte. Já o Oakland Athletics anunciou que não vai arcar com nenhum salário a partir de primeiro de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA