O torcedor que acompanha o beisebol há mais tempo já sabe. Aquele que desembarcou agora no esporte, é bom ficar sabendo. A temporada regular da MLB só pega fogo após a pausa para o All Star Game. Até lá as equipes estarão atrás de suas melhores formações defensivas e o melhor ajuste do lineup, enquanto os jogadores estarão melhorando sua condição atlética e aquecendo ao bastão. Tal qual a temporada passada, o San Diego Padres vai se destacando nesta primeira fase da competição. Mas, ao contrário do ano anterior, desta vez parece que o final do filme será um pouco diferente.

A começar pelo novo diretor de elenco, Bob Melvin, que está se destacando na gestão do grupo de jogadores. Se no ano passado tínhamos nove, talvez dez titulares, desta vez a história é outra. Existe sim uma espinha dorsal, mas não existem titulares absolutos. Como também não existe rebatedor designado que só jogue nesta função. Considerando Voit, Canó, Alfaro, Abram e Azocar, os Padres tem catorze jogadores que podem ser considerados titulares, além do quebra-cabeças chamado Fernando Tatís Jr., que Melvin, desde já está pensando como montar. O resultado é uma equipe competitiva com qualquer formação, com mais opções para o treinador, que em contrapartida sabe como gerenciar o grupo de atletas e a rotação. A princípio, um San Diego Padres mais robusto do que no último ano e isso ficou claro na série ganha contra o Giants, em plena San Francisco.

Game 1 – San Diego Padres 8, San Francisco Giants 7

Atuando com o seu time base, os Padres deram a impressão que iriam obter uma vitória tranquila em San Francisco na abertura da série. Com Bob Melvin de volta ao banco de reservas e Manaea dominante no montinho por seis entradas, o Café e Ouro foi para a parte baixa da nona entrada vencendo por 6 a 4. Mas Garcia não entrou bem no único inning em que jogou e acabou cedendo as corridas que valeram o empate. Na décima entrada, os Padres colocaram mais duas corridas no placar, com Suarez assumindo o montinho e a responsabilidade de tentar fechar o jogo. E assim o fez, com certa emoção, cedendo uma corrida e uma última esperança aos Giants. O mais interessante é que, nas estatísticas, a vitória foi creditada para Garcia e não Manaea, que passou por um breve aperto na segunda entrada, quando as bases ficaram lotadas com apenas um eliminado. Acabou saindo do sufoco cedendo uma corrida apenas, a inaugural do placar. O empate veio na entrada seguinte, quando uma boa rebatida de Alfaro deu tempo para Grisham arrancar da primeira base ao home plate para marcar.

Depois foi a vez de Cronenworth se reencontrar com um home run e colocar o placar em 3 a 1 para os Padres. Na sequência, Machado mostrou toda a sua experiência para roubar a segunda e a terceira base na mesma jogada. Empolgado, roubou também o homeplate após um wild pitch para colocar o placar em 4 a 1 para o Café e Ouro. Na parte baixa da terceira os Giants encostaram novamente no placar, com um home run de duas corridas anotado por Ruf. O mesmo Ruf que voltou a castigar Manaea na quinta entrada, anotando mais um home run. Desta vez valeu apenas uma corrida e o empate em 4 a 4 no placar. Na sexta entrada, Grisham deu sinais de recuperação na defesa, com um belo mergulho que valeu a terceira eliminação dos Giants e a manutenção do placar empatado. Sem marra, ao menos até a bola estar encaixada na cesta da luva.

Com Crismatt no montinho, os Padres precisaram muito da defesa para manter o placar igualado na sétima entrada. Primeiro com Profar e depois com Kim, importantes movimentos defensivos foram realizados. E possibilitaram à equipe voltar a liderar o marcador na oitava entrada, quando Myers quase rebateu um home run, mas a bola que se chocou no muro deu o tempo necessário para Cronen e Profar cruzarem o home plate e colocarem o placar em 6 a 4 para os Padres. Na nona entrada, Garcia até começou bem, com duas eliminações. Mas a rebatida cedida a Yastrzemski e a falta de sintonia entre Kim e Hosmer parece ter desestabilizado o arremessador, que depois cedeu walks a Ruf e Pederson, lotando as bases. Flores se ofereceu em sacrifício e impulsionou as duas corridas que empataram o jogo, levando a decisão para a entrada extra.

Na parte alta, Machado rebateu uma bola sem peso para o campo externo, viabilizando a corrida de Cronenworth e sua chegada na segunda base. Depois foi a vez de Profar contar com a sorte e rebater no pé do pitcher Doval, desarmando a defesa dos Giants e impulsionado Manny para marcar a oitava corrida. Ainda deu tempo de Crawford impulsionar uma derradeira corrida aos donos da casa, mas ficou por isso. Os Padres triunfaram por 8 a 7 jogando com o seguinte lineup: Cronenworth (2B), Machado (3B), Hosmer (1B), Profar (LF), Myers (RF), Canó (DH), Kim (SS), Grisham (CF) e Alfaro (C).

Game 2 – San Diego Padres 2, San Francisco Giants 1

As corridas que sobraram no primeiro jogo da série, faltaram no segundo. Porém a emoção foi a mesma. Desta vez Melvin deu uma folga para Hosmer, passando a primeira base para Voit. Quando se imaginava Canó de rebatedor designado, Profar foi o escalado na função, com Azocar assumindo sua função no campo externo esquerdo. No montinho, Musgrove jogou de terno mais uma vez, ao ponto de Machado se posicionar favorável à renovação de contrato do arremessador o quanto antes. Atuou por sete entradas jogadas, com apenas quatro rebatidas cedidas, três walks e nenhuma corrida. Foram 100 arremessos, sendo 64 deles strike. E por falar em strikes, quatro dos 27 adversários enfrentados foram eliminados por strikeout (quando a bola passa pela zona do strike sem reação do rebatedor). Os Padres lotaram as bases na primeira entrada, mas não conseguiram capitalizar em corridas. Na segunda entrada, Azocar foi eliminado ao tentar roubar a segunda base. Na terceira entrada, Machado soltou a bomba para marcar um home run solo e tirar o primeiro zero do placar. Na sexta entrada, Voit rebateu uma dupla. Alcançou a terceira base em um sacrifício de Kim e, por fim, voltou para casa após um bunt maroto de Grisham. Padres 2 a 0.

Na sexta entrada, os Giants colocaram dois em base e quase marcaram após uma rebatida de Ruf. Mas o entrosamento de Kim e Cronen garantiu uma eliminação dupla, fechando a entrada sem maiores consequências. A dupla voltaria a brilhar na sétima entrada, mais uma vez segurando o ataque do Giants. Na oitava, Machado baixou o patch ‘Ministro da Defesa’ para eliminar La Stella. Depois Flores descontou com o home run solo, já com Suarez ao montinho. Na nona entrada, os Padres lotaram as bases. Mas Myers acabou eliminador por strikeout e a entrada assim se encerrou. Na parte baixa, Rogers entrou para fazer 13 arremessos e eliminar os três adversários necessários para chegar ao seu 16º jogo salvo na temporada. Contou – é claro – com a ajuda da defesa, especialmente de Kim, que quase obteve uma dupla eliminação sozinho. Final: Padres 2 a 1. O Café e Ouro atuou e venceu com Cronenworth (2B), Machado (3B), Profar (DH), Myers (RF), Voit (1B), Nola (C), Kim (SS), Grisham (CF) e Azocar (LF), com Alcantara (2B) entrando na vaga de Voit, mas trocando de posição em campo com Cronenworth.

Game 3 – San Diego Padres 10, San Francisco Giants 1

Com Grisham poupado e Azocar assumindo o campo central, os Padres não tiraram o pé do acelerador e protagonizaram uma varrida histórica sobre os Giants em San Francisco. Mesmo com a série em 2 a 0, não houve sangue doce, pelo contrário. Primo distante dos Angry Birds, MacKenzie Gore foi explosivo no montinho. Atuou por seis entradas completas, cedendo apenas três rebatidas e uma corrida. Ainda eliminou seis rebatedores por strikeout. A primeira entrada ficou barata para os Giants, com só uma corrida cedida. Myers conseguiu uma rebatida simples para o campo esquerdo, com Machado anotando o 1 a 0. Na parte alta da segunda entrada, Cronenworth fez rebatida de sacrifício alta para o campo central, com Kim anotando a segunda corrida da tarde em San Francisco. Na parte baixa da segunda entrada a defesa dos Padres brilhou e mostrou todo o seu poderio. Primeiro ao impedir uma rebatida dupla, com Profar fazendo um arremesso certeiro na luva de Cronen. Depois Kim conseguiu uma eliminação com um belo tag. Por fim, a tabelinha Machado – Kim – Hosmer resultou em uma dupla eliminação.

Os Padres voltariam a pontuar na quarta entrada, com Nola. Cronenworth conseguiu uma rebatida simples para o campo direito, com Nola anotando e Azocar sendo impulsionado para a terceira. E assim acabava a participação do arremessador Wood no jogo, dando espaço para Brebbia. Mas a nhaca já tinha grudado em San Francisco. Machado conseguiu rebatida dupla para o campo esquerdo, Ruf falhou na defesa e deu tempo para Azocar e Cronenworth cruzarem o homeplate. Depois foi a vez de Flores falhar em uma defesa simples, com Machado chegando na terceira base. Hosmer roubou a segunda base e Myers rebateu uma dupla para trazê-los de volta para casa. Padres 7 a 0. Os Giants tentaram recuperar sua grandeza na quarta entrada, quando Flores fez uma rebatida de sacrifício alta para o campo direito, impulsionando Ruf.

No turno seguinte, Machado – o nome do jogo – conquistou uma bela rebatida tripla, sendo impulsionado para marcar por Profar, após uma rebatida dupla para o campo direito. Aliás, Manny se tornou o primeiro jogador na história da MLB com 3 duplas, 1 tripla, 3 corridas marcadas e um walk no mesmo jogo. Na sétima entrada foi a vez de Crawford falhar miseravelmente em uma rebatida de Myers. Depois Ruf caiu de cara no chão e não parou a rebatida de Voit. Na sequência, Kim quase marcou um home run, mas conseguiu impulsionar Myers para casa e Voit para a terceira. Por fim, Azocar levou Voit para o homeplate e o placar chegou a dois dígitos: Padres 10 a 1. E assim acabou. Os Padres atuaram e venceram com o seguinte lineup: Cronenworth (2B), Machado (3B), Profar (LF), Hosmer (1B), Myers (RF), Voit (DH), Kim (SS), Nola (C) e Azocar (CF). Quase no final do jogo Alcantara entrou na vaga de Machado, atuando como interbases e deslocando Kim para a terceira.

Próximas séries

Padres e Giants voltam a se enfrentar entre os dias 7 a 10 de julho, em San Diego, para uma série melhor de quatro jogos. No total, os colegas de divisão jogarão 19 vezes na temporada regular, sendo que seis desses jogos já aconteceram. Nas próximas duas séries os Padres jogam no Petco Park. Entre segunda (23) e quarta (25), o adversário será os cervejeiros de Milwaukee. Depois de um dia de descanso na quinta, os comandados de Bob Melvin encaram os piratas de Pittsburgh entre sexta (27) e domingo (29).

Autor: Henrique Porto

DEIXE UMA RESPOSTA