Depois de um início de temporada decepcionante em 2019, o Atlanta Falcons conseguiu se recuperar e terminou o ano de uma forma decente, com seis vitórias em oito jogos. Com um elenco com boas peças, a equipe de Matt Ryan viu o surgimento um Tampa Bay Buccaneers que pode sacudir de vez a NFC South. A pergunta que fica é: afinal, onde os Falcons podem chegar nesta temporada da NFL?

Calendário

O primeiro ponto que deve ser levado em conta é o calendário. Tido por muitos como o mais complicado de toda a NFL, os Falcons já iniciam a temporada enfrentando os Seahawks; equipe com quem desenvolveram uma certa rivalidade nos últimos anos. Além disso, o time tem duros enfrentamentos durante o ano: Chiefs, Packers e Cowboys fora de casa.

Dessa forma, pensando em playoffs, é primordial que os Falcons consigam vencer partidas principalmente dentro da divisão. Sem sabermos exatamente o que esperar dos Bucs de Tom Brady e com um Carolina Panthers ainda duvidoso, o time de Atlanta precisa se impor e sair positivo destas quatro disputas.

Além disso, os jogos contra equipes vistas como mais fracas da AFC também são questões importantes caso os Falcons esperem chegar os playoffs. Afinal, além de, claro, ter um bom saldo dentro da NFC, é preciso ir bem pensando em um possível empate no final da temporada regular.

Lado ofensivo

Ofensivamente, a equipe teve uma adição importante nessa offseason: o RB Todd Gurley chegou após ser cortado pelos Rams. O atleta ficar ou não saudável durante o ano pode ser uma chave para o sucesso dos Falcons que, em termos de recebedores, estão bem servidos com Julio Jones e Calvin Ridley. O entrosamento entre os jogadores ofensivos e o quarterback, Matt Ryan, também é algo para se ficar atento. Afinal, será a quarta temporada consecutiva com estes três jogadores atuando juntos, e todos eles são muito experientes, com muita bagagem adquirida durante estes anos.

Em termos de produção, os Falcons tiveram um bom ano em 2019, com uma média de quase 380 jardas por jogo. Entretanto, o problema foi conseguir converter estas jardas em touchdown. Isso porque, o aproveitamento na red zone foi de pouco mais de 50%; um número que precisa ser melhor para quem tem armas como Jones e Ridley e pensa em pós temporada.

Lado defensivo

No lado da defesa é onde mora a maior preocupação. Após um início péssimo no ano passado, os Falcons promoveram Raheem Morris para treinador de secundária e este fez um trabalho excelente. A equipe ficou tão satisfeita que, no final de dezembro, promoveu Morris para ser o coordenador defensivo em 2020, o que deixa sempre uma interrogação antes da temporada começar. Afinal, ele conseguirá melhorar a unidade?

Divulgação/Atlanta Falcons

Falando sobre o talento das peças defensivas, é esperada uma melhora, principalmente na secundária, com a adição de A.J. Terrell e a volta de Keanu Neal no decorrer da temporada. Além disso, também é aguardado um desenvolvimento do agora terceiro anista Isaiah Oliver. Agora, sendo uma equipe que precisará parar Tom Brady e Drew Brees duas vezes por ano, a melhora da secundária e da pressão nos quarterbacks é primordial para definir até onde os Falcons podem ir.

A chave para o Atlanta Falcons este ano é não começar tão mal como foi no ano passado. Com um calendário pesado principalmente na parte final da temporada, um recorde negativo no início pode já acabar com as esperanças de playoffs para equipe de Dan Quinn prematuramente. Caso consiga se manter vivo na briga até o meio da temporada, o time de Atlanta pode, sim, sonhar com uma vaga na pós temporada.

DEIXE UMA RESPOSTA