Foto: Ed Zurga/Associated Press

Aconteceu, após anos de decisões contestáveis e um sentimento egocêntrico por parte de seu General Manager e Head Coach Bill O’Brien, o Houston Texans tomou a decisão que todos esperavam e o demitiu.

O porquê da demissão

Foto: Ed Zurga/Associated Press

O’Brien encerrou sua passagem com um recorde positivo (52-48), chegando aos Playoffs em quatro das seis oportunidades. Uma saída que deixará muitas saudades nos torcedores de Houston, certo? Errado. Isso porque, numa AFC South fraca nos primeiros anos do mesmo, e um Franchise Quarterback que vem carregando a franquia nos últimos, BoB não goza de tanto prestigio durante sua passagem pelos Texans.

Já no posto de General Manager, O’Brien tem uma história mais esquecível ainda para o torcedor dos Texans. Entre inúmeros erros, estão decisões totalmente sem sentido, como trocar DeAndre Hopkins (Top 3 Wide Receiver da Liga) e uma escolha de 4º rodada pelo Running Back David Johnson (um RB já em fim de carreira) e uma escolha de 2º rodada. Ou então, dar duas escolhas de 1º rodada para o Miami Dolhins por Laremy Tunsil.

O Futuro dos Texans

O resultado de diversas trocas desastrosas não poderia ser diferente: hoje, o Houston Texans é uma terra arrasada sem perspectiva de dias melhores num futuro próximo. Numa AFC South mais competitiva e um começo de 0-4, os Texans inegavelmente são um mero coadjuvante na divisão.

É bem verdade que ter um Franchise Quarterback já adianta muitas coisas, mas os Texans ainda assim tem muito o que fazer, a começar pelo seu Front Office e comissão técnica. Houston precisa reconstruir esse time para que Deshaun Watson possa lidera-los a voos mais altos. Entretanto, sem escolhas de primeira rodada, a franquia do Texas terá que trocar alguns jogadores que valham escolhas altas de Draft ou confiar que irá acertar na loteria e escolher bons jogadores. Nesse sentido, Watson pode ser um alvo das trocas no futuro. Mas, nesse momento toda cautela em trocas será pouca, pois não se encontra um Quarterback no nível do mesmo todo dia. Portanto, ele não deve sair nesse primeiro momento.

O Houston Texans terá alguns anos bem tortuosos no futuro próximo, possivelmente contando com temporadas ruins e jogadores de nível mais baixo. Entretanto, se o trabalho de reconstrução começar sendo bem feito, o torcedor poderá sonhar com dias melhores.

 

 

 

Avatar
Torcedor dos 49ers, apaixonou-se pelo time após o passe de Alex Smith para Vernon Davis no Wild Card de 2011 contra o New Orleans Saints, também é dono do perfil @Column49ersBR no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA