As ligas de esportes americanos retomaram suas disputas na medida do possível, em meio ao caos vivido em decorrência da pandemia do coronavírus. No entanto, apesar dos protocolos de funcionamento e formato reduzido dos campeonatos, ainda existem casos positivos de Covid-19 por todas as partes, incluindo na NFL.

Nos últimos dias, a NFL tem anunciado a volta dos training camps, assinatura de contratos com rookies, renovação de contratos milionários, etc. No entanto, em relação aos testes positivos de Covid-19, a liga não divulgou o número geral de infectados. O que tem sido são anúncios de casos diários ou por time, de maneira disseminada e inconclusiva.

As listas de afastamento por Covid-19

Dessa maneira, as listas de jogadores, coaches e funcionários afastados por testes positivos de coronavírus acabam por prometer mais velocidade do que veracidade na divulgação dos fatos. Até porque, existem dois tipos de afastamentos: os jogadores que optaram por não jogar a temporada de 2020 e jogadores que testaram positivo para a doença. Segundo Adam Schefter, o prazo para optar por não jogar vai até quinta-feira (06) às 18h (no horário de Brasília).

Em relação a segunda lista, existe um conflito nas informações, pois cada time coloca nessa lista seus respectivos jogadores. São inúmeros nomes de destaque como os QB’s Matthew Stafford, do Detroit Lions, e Gardner Minshew do Jacksonville Jaguars. Porém, em casos como o de Doug Pederson, head coach do Philadelphia Eagles, que também testou positivo para o vírus, embora tenha acontecido um pronunciamento oficial da franquia, não existe uma maneira de contabilizar o caso.

Hannah Foslien/Getty Images

Assim sendo, não se pode dizer que os casos não estão sendo divulgados, porque eles estão. No entanto, a forma como a NFL tem lidado com essa divulgação é que pauta a continuidade das atividades. Pois, com a atualização constante da lista de reserve/Covid-19 e havendo uma omissão na contabilização de dados do staff, torna-se perigoso dar início a temporada.

Opiniões por toda parte

Kirby Lee-USA TODAY Sports

As preocupações com a Covid-19 estão crescendo para a NFL, já que várias equipes na Major League Baseball enfrentando surtos da doença. Em entrevista ao Wall Street Journal, o WR do Cleveland Browns, Odell Beckham Jr., declarou que a liga não deveria acontecer este ano. Além disso, ele disse que o único motivo para a liga continuar forçando o acontecimento da temporada é só um: dinheiro.

Para Odell, é mais viável para a NBA, que tem cinco-contra-cinco jogadores dentro de uma arena e que já estão nos playoffs, do que onze-contra-onze num esporte de contato em que ficam mais de 80 pessoas dentro de um vestiário.

Se a NFL quer, de fato, que a temporada aconteça esse ano, a liga precisará tomar ainda mais precauções do que a NHL, NBA e MLB. Pois, da forma como os protocolos tem sido cumpridos e os casos divulgados, não está parecendo que as coisas vão acontecer de maneira segura

 

DEIXE UMA RESPOSTA