O lockout acabou! A temporada de 2022 da Major League Baseball está de volta. Portanto, até o dia 07/04, vamos dissecar todas essas seis divisões da liga, começando hoje pela National League Central. Iremos dividir em possíveis colocações para a temporada que está por vir.

5° lugar – Cincinnati Reds

Perder Bauer e Castellanos em offseason’s consecutivas não é fácil, trocar um dos seus principais arremessadores como Sonny Gray foi para a Red Machine não ajuda nenhum pouco.

Sobretudo, o time ainda teve algumas perdas consideráveis como Michael Lorenzen que foi arremessador inicial do time no ano passado e Tucker Barnhart em uma troca que o levou para o Tigers e por isso deverá lutar muito na temporada e acabar na quinta posição da divisão.

O lineup possuí poucas mudanças, o time ainda tem o novato da temporada passada, Jonathan India, Mike Moustakas segue sendo a referência de potência na equipe. Entre às adições, Tommy Pham (ex-Padres) e Colin Moran (ex-Pirates). Tempos difíceis para Joey Votto que segue como principal referência da equipe.

Hunter Greene será a principal adição no corpo de arremessadores, o prospect que é número um da farm system do Reds, será o quarto arremessador da rotação em 2022. Tyler Mahle será o arremessador do time no Opening Day. Complementando com o bullpen, os principais nomes são, Hunter Strickland (ex-Brewers) e Luis Cessa, Art Warren deve ser o closer da equipe.

Reprodução: Getty Images

4° lugar – Pittsburgh Pirates

Uma das melhores farm’s da MLB nessa temporada e que tem bastante talento dentro do seu núcleo jovem, na MLB já conta com Bryan Reynolds e Ke’Bryan Hayes. O centerfield da equipe foi o grande destaque da equipe na última temporada e já surgiram rumores de interesse de equipes da própria liga nacional, como o San Diego Padres.

Entre os novos nomes da equipe, Daniel Vogelbach (ex-Brewers) e Roberto Pérez (ex-Guardians). O’Neil Cruz é um nome que provavelmente vai subir durante a temporada e vai competir pelo calouro do ano na liga nacional. Entretanto, o time deve melhorar da temporada passada pra essa, mas ainda assim deve figurar um quarto lugar, a briga é realmente boa com o Reds.

A rotação é realmente bem limitada, José Quintana chegou do Giants e deve ser o arremessador do Opening Day, JT Brubaker pode pegar essa vaga ainda. Esperamos que Mitch Keller consiga melhorar sua performance, porém suas duas primeiras temporadas são até agora complicadas. O bullpen não possuí grandes destaques, David Bednar deverá ser o closer da equipe nesse início de temporada.

3° lugar – Chicago Cubs

Khris Bryant, Anthony Rizzo e Javier Báez, todos se foram. Dois seguiram rumo para a liga americana nessa última offseason após serem trocados e Khris Bryant segue na liga nacional. Mesmo assim, o time campeão da World Series em 2016, para cima do agora Cleveland Guardians, terá uma tarefa difícil, competir com Cardinals e Brewers (atual campeão divisional), por uma vaga nos playoffs.

Na escalação, o samurai Seiya Suzuki é o grande reforço. O jogador que chega do baseball japonês foi disputado por várias equipes e optou por assinar com o Cubs. Além dele, Andrelton Simmons chega para reforçar a defesa e o brasileiro Yan Gomes é o novo catcher da equipe.

Wisdom, Schwindel e Contreras são os principais nomes do bastão da equipe, os dois primeiros tiveram boas temporadas em 2021 e o futuro de Contreras é incerto. Olho em Nick Madrigal que chegou via troca no ano passado e deve ser o segunda base titular do time.

Nesse sentido, Marcus Stroman é a grande adição do time e deve formar uma dupla muito interessante com outro nome que possuí futuro incerto na equipe, Kyle Hendricks, ambos devem ser os principais braços do time.

O bullpen recebeu Mychal Givens (ex-Rockies) e David Robertson (ex-Rays). O time larga um pouco atrás de Cardinals e Brewers, mas pode surpreender e brigar por uma vaga nos playoffs.

2° lugar – Saint Louis Cardinals

Mesmo que tenha sido impressionante a sequência de 17 vitórias seguidas  na reta final para garantir a vaga na pós-temporada em 2021, o time de Arenado e Goldschmidt, não teve tantas mudanças assim.

Corey Dickerson chega para ajudar no lineup do time que também conta com um velho novo amigo, Albert Pujols está de volta na sua antiga casa, ele que deve presenciar a última temporada de Yadier Molina. Entretanto, uma grande mudança vai ser o tempo de jogo do Catcher, que deverá revezar mais com Andrew Knizner, bastante coisa mudando para os lados de Saint Louis, que para tristeza dos torcedores poderá ver ao final da temporada, Molina, Pujols e Wainwright se aposentando.

Além deles, o bastão do time ainda conta Edman, O’Neil e principalmente Dylan Carlson que pode contribuir ainda mais tal qual ele fez em 2021.

A rotação perde seu ace nesse ínicio de temporada, Jack Flaherty vai demorar um tempo para voltar e Adam Wanwright será o arremessador no jogo de abertura da temporada para o Cardinals. Além de Mike Mikolas que espera-se regularidade se estiver saudável, Steven Matz chega do New York Mets e também deve compor a rotação.

Se os problemas na rotação já assolam a equipe, no bullpen não é diferente, Alex Reyes está na lista de contundidos e deverá ficar lá por um bom tempo, o closer da equipe em 2021 deverá ser desfalque nos primeiros meses de temporada.

Todavia, um Jordan Hicks saudável e um Giovanny Gallegos inteiro são os grandes destaques dessa unidade para 2022.

Porém, mesmo com alguns desfalques importantes e estando em uma divisão tão equilibrada, o time do Cardinals tem totais chances de buscar o título de divisão contra o Brewers, porém não será tarefa fácil. O time é um dos favoritos a uma vaga de Wild Card.

Reprodução: Review The Brew

1° lugar – Milwaukee Brewers

O CY Young (prêmio dado ao melhor arremessador da temporada) ficou com Corbin Burnes, ainda mais em uma rotação que talento não falta. A princípio o bastão recebe upgrades pontuais e com um bullpen que já conhecemos, esse time deve deve ser um dos candidatos novamente ao título divisional e quem sabe não sonhar mais.

Primeiramente, nem tudo depende de Christian Yelich, mas ajudaria se o MVP da liga nacional em 2018 produzisse e fosse bem na nova temporada. Além dele o time conta com a experiência de Lorenzo Cain junta da experiência do seu novo reforço, Andrew McCutchen, que também já foi MVP na sua época de Pirates lá em 2013.

O time ainda conta com Adames que chegou do Rays na última temporada e uma troca que pode fazer um certo barulho, Hunter Renfroe que teve uma temporada passada interessante no Boston Red Sox.

O montinho da equipe contará com um trio muito qualificado, Corbin Burnes, Brandon Woodruff e Freddy Peralta. Os três vem de boas temporadas e devem continuar desempenhando bem no início da que está por vir.

Em outras palavras, Burnes deverá ser inclusive o arremessador no jogo de abertura da temporada. O bullpen qualificado conta com dois nomes de muito talento, Devin Williams e Josh Hader. Desde já, ambos devem realmente incomodar os rebatedores nessa temporada.

Portanto, um time tão equilibrado assim só pode desembarcar uma coisa, correto? Um título divisional, resta saber se durante todos os 162 jogos o time de Wisconsin vai mostrar isso, o talento estará ali, resta saber se cumprirá a expectativa e descobriremos isso à partir de 07/04.

DEIXE UMA RESPOSTA