Após o termino da temporada da NBA, com o Milwaukee Bucks se consagrando campeão, ontem (29) foi a hora de começar a pensar no futuro. A noite do draft costuma uma longa e importante noite, afinal nunca se sabe quando uma estrela pode ser trocada ou quando um grande prospecto pode despencar no draft.

E no draft da NBA de 2021 não poderia ser diferente. Portanto, aqui vai um breve resumo de alguns dos grandes acontecimentos, da noite de ontem.

Oklahoma segue colecionando escolhas

Nos últimos anos o Thunder teve grandes estrelas e trocou muitas delas. Principalmente com as saídas de Russell Westbrook, Paul George e Chris Paul, a equipe adquiriu diversas escolhas de draft. Porém, Sam Presti, o general maneger da equipe de Oklahoma, está gostando de acumular picks.

A equipe tinha seis escolhas para essa noite, mas não ficou parada. Após uma escolha duvidosa com a 6° pick, o Thunder foi ao mercado. A equipe trocou a 16° para o Rockets, em troca de duas futuras escolhas de primeira rodada e trocou as escolhas 34° e 36° para o Knicks, recebendo a escolhas 32° e selecionando o forward Jeremiah Robinson-Earl.

Isso significa que, o Thunder pode ter 11 escolhas de primeira rodada, até o draft de 2024, e 18 se contarmos, até 2027.

Homenagem a Terrence Clarke

No momento mais emocionante da noite, a NBA prestou homenagens a Terrence Clarke, prospecto desse draft, que infelizmente falaceu em abril. Natural de Boston, Clarke teve uma curta passagem pela faculdade de Kentuchy, isso porque o garoto teve uma lesão na perna, e poe jogar apenas 8 jogos pela faculdade.

Mesmo com pouco tempo de jogo na NCAA, Clarke se declarou elegível para o draft de 2021 e assinou um contrato com a Klutch Sports Group, agência que cuida da carreira de LeBron James, Anthony Davis e muitos outros astros da NBA.

No dia seguinte da assinatura com a Klutch Sports, Terrence estava em Los Angeles, quando se acidentou de carro e korreu. Segundo a polícia de Los Angeles, o jogador estava dirigindo acima do limite e ultrapassou um farol vermelho, além de estar sem cinto de segurança. Na noite de ontem, além da família presente no draft, para uma selação simbólica do jogador, LeBron James, o Boston Celtics e muitos outros, foram as redes sociais, para prestar suas homenagens a Clarke.

Russel Westbrook é dos Lakers

Na últimas semanas, diversos jogadores foram envovlidos em rumores, com o Los Angeles Lakers. Porém, durante o dia de ontem, Rob Pelinka resolveu fazer sua mágica e realizou mu atroca, por Westbrook.

O armador, que foi muito importante na campanha do Washington Wizars, após o All-Star Game, agora se muda para a Califórnia. Segundo jornalista americanos, LeBron, Anthony Davis e Westbrook, teriam se reunido há algumas semanas, para discutir a possibilidade de jogarem juntos; segundo os reports, os 3 teriam concordado em deixar o ego de lado e se unir em busca de um título.

Após o All-Star game, Westbrook teve médidas de: 23.6 pontos, 13.1 assistências e 12.8 rebotes, além de se tornar o jogador com mais triplos duplos, na História da NBA. Na troca, os Lakers enviaram: Kyle Kuzma, Kentavious Caldwell-Pope, Montrezz Harell e a escolha 22 do draft de ontem; além de Westbrook, os Lakers também vão receber duas futuras escolhas de segunda rodada.

Cade Cunningham se confirmando no Pistons

Cada Cunningham era o melhor talento desse draft e todo mundo sabia disso, porém com diversas equipes interessadas em subir a primeira escolha, não se sabia o que o futuro reservava para o garoto. Apesar disso, ontem a escolha se confrimou: o Detroit Pistos agora tem Cade Cunningham.

O mais comum de se ver, na NBA, são armadores sendo os menores jogadores do time, mas Cade é aquele ponto fora da curva. Assim como Ben Simmons e Magic Johnson, Cade é um ótimo playmaker, com 2,03 metros de altura. Cunningham é aquele tipo de jogador, que comanda a intensidade do ataque de sua equipe e o ritmo do jogo.

Mas além das habilidades de criar jogadas para seus companheiros, ele ainda é um jogador muito atlético, que cria muitos arremessos para si mesmo e ainda consegue ter uma boa contribuição na defesa.

Apesar de ter alguns pequenos defeitos, Cade Cunningham é um jogador que já está muito polido para a NBA e que pode se tornar uma grande estrela na liga.

Fanático por esportes, encontrei minha paixão na NBA e na NFL, fãboy do Kobe, hater do Dave Roberts e infelizmente torcedor do Edmonton Oilers. Sofrendo pelo Colts desde 2010 e tentando superar as aposentadorias de Manning e Luck.

DEIXE UMA RESPOSTA