A temporada 2020 da MiLB – Minor League Baseball (as ‘ligas de base’ do beisebol norte-americano) foi oficialmente cancelada na última terça-feira (30). Mesmo com decisão positiva sobre a continuidade da temporada da MLB, que deve começar os treinos ainda nesta semana, a MLB informou que não vai ceder atletas para a MiLB. Com isso, sem um calendário de jogos oficiais e sem a possibilidade de atuar, centenas de equipes ficam sem a fonte de renda principal, e as comunidades são impactadas por não ter a atividade profissional do esporte. Ou seja, o futuro da liga está em cheque.

Se o cenário por si só não fosse bastante crítico – a MiLB conta com mais de 260 times (divididos entre 14 ligas filiadas à MLB e 03 ligas de rookies) que dependem diretamente dos jogos para sustento de jogadores, comissão técnica e funcionários; o que é mais um grande golpe na já danificada economia local -, a falta de atividade em 2020 representa também uma grande interrogação para os anos seguintes. 

Possibilidade de nova configuração

Desde dezembro de 2019 a MLB dá indícios de querer desenhar um novo acordo, envolvendo times independentes e reduzir a quantidade de equipes na liga. Além disso, um ano inteiro sem praticamente nenhuma renda pode levar algumas equipes com estrutura mais simples à falência.

A princípio, está na mesa uma redução em 40 no total de times das ligas filiadas à MLB, que reduziria de 160 para 140 equipes. Entretanto, a questão é que não há decisão final sobre isso, nem quais seriam os times a perderem o vínculo. Além disso, pode ser que alguns times ‘sobreviventes’ ao corte não sobrevivam ao impacto financeiro.

Expectativas não são boas

Em entrevista ao jornal Boston Globe, de Massachusetts, o presidente da MiLB, Pat O’Conner, declarou que é preciso esperar; pois ninguém sabe o que vai acontecer. Ele pontuou que não houve acordos para a continuidade do chamado PBA – Professional Baseball Agreement (o acordo que rege o funcionamento dos vínculos entre MiLB e MLB), que expira em setembro de 2020. Mas, O’Conner está confiante que um acordo será selado; até porque o acerto atual, feito na década de 1990, foi decidido dois meses depois que o anterior havia expirado. 

Em 21 de maio, os executivos da MiLB divulgaram um posicionamento aos 160 clubes para que nenhum desonre o acordo feito com os times da MLB, prevendo punições para ‘negociações não autorizadas/impróprias’. Na ocasião, alguns proprietários de times da MiLB demonstraram pânico com a possibilidade de perder o vínculo com os times da Major League Baseball.

DEIXE UMA RESPOSTA