Após um histórico tão ruim com treinadores da franquia de Cleveland, Stefanski parece estar seguindo um rumo bem diferente dos anteriores. Um rumo promissor que parece contar com a confiança dos atletas.

Não é um ano muito bom para se começar como head coach numa equipe da NFL. Foram tantas mudanças e adaptações trazidas pela liga devido o COVID-19, que qualquer candidato a iniciar sua carreira como treinador sentiria muito mais dificuldade do que as que já existiam sem essas condições.

Stefanski, porém, chegou com propósito e pronto para qualquer desafio que surja no caminho de sua equipe. Ele discursou para os atletas da equipe dizendo que deviam “abraçar a adversidade” e foi através disso que os jogadores começaram a sentir que Kevin pode ser o cara certo para liderar o Browns para este difícil caminho que a equipe terá em 2020.

Já havia algum otimismo por trás da contratação de Stefanski antes da pandemia. Ele trazia consigo um esquema ofensivo que funcionou tão bem com o Vikings, time que integrava a comissão técnica desde 2006. Seus esquema e métodos renderam o 7º melhor ataque correndo com a bola, o 10º melhor em número de jardas e o 6º melhor em número de jardas passadas na NFL. Esses números, no mínimo, trazem bastante conforto para a equipe de Cleveland, que já possuía um jogo corrido muito bom, mesmo em meio a todos os problemas ofensivos na última temporada.

Mas o que mais ele traz consigo?

Stefanski não traz apenas um esquema ofensivo que deu muito certo em Minessota (o famoso zone blocking) e que pode ser perfeito para Baker Mayfield. O quarterback de Cleveland tem uma necessidade gigante de dar a volta por cima sobre tudo o que aconteceu em sua segunda temporada na NFL com o Browns. Kevin guiou jogadores como Dalvin Cook, Stefon Diggs e Kirk Cousins para os melhores números de suas carreiras na liga. É claro que podemos esperar que ele irá, finalmente, extrair o melhor do nosso Padeiro (sim, fizemos o trocadilho com a tradução do nome do Baker, perdão por isso).

O que sabemos é que nosso novo HC não planeja realizar as chamadas de jogadas no Ataque. Ele nem mesmo acha isso tão divertido assim, dá uma olhada:

“Chamar jogadas é excitante, mas não é divertido. A diversão é vencer. Independente do que der ao Browns a melhor chance de vencer, nós iremos fazer.”

Originalmente, ele pretendia dar a tarefa de fazer as chamadas ofensivas ao Coordenador Ofensivo, Alex Van Pelt, durante o Training Camp e na Pré-Temporada. Mas com os protocolos adotados pela liga devido ao COVID-19, não teremos a (tão indesejada pelos atletas profissionais) pré-temporada, e também teremos um training camp mais curto do que o estamos acostumados a ver.

Então, nosso palpite aqui é que tudo mostra que Stefanski irá fazer as chamadas. Ele saberá exatamente como ajustar o novo sistema ofensivo do Browns, de acordo com o elenco que possui em mãos (um baita elenco, digassi di passagi). Ele pode continuar desenvolvendo todos seus tight ends como fez anteriormente, e também vai poder pensar em como usar Kareem Hunt dentro desse esquema (para alívio dos torcedores do Browns que tanto querem vê-lo envolvido nas jogadas ofensivas).

Kevin Stefanskif, head coach do Cleveland Browns
O olhar sereno de quem sabe que está fazendo um ótimo trabalho

Kevin trouxe confiança ao time durante o “novo normal”

Em um artigo trazido por Anthony Polsol (clique aqui para ver o vídeo), o running back Nick Chub revelou que parece que Stefanski é o que o time realmente precisa. Veja o que ele disse:

“É a primeira vez dele sendo head coach, e eu sinto como se ele já fizesse isso há anos. Todos nós confiamos nele… Ele disse pra gente ‘abraçar a m**da’. ”

Chubb também disse que Kevin conseguiu tranquilizar os atletas sobre o fato de que eles seriam capazes de lidar os desafios que a pandemia trouxe: “Ninguém quer usar máscara o dia todo, e ninguém quer esperar esse tempo todo para ir ao campo jogar. Mas é a situação que temos. Ele tem sido confiante e nos dizendo para abraçar isso tem realmente nos levado a lidar melhor com o novo normal. Nós queremos jogar, e depois disso tudo, nós vamos. ”

Existem muitos rumores sobre times ao redor da liga que estão novas comissões técnicas e novos esquemas de jogo, e estão tendo problemas em adaptar isso em seus elencos devido toda a situação em que estamos vivendo. Mas Stefanski está indo semana a semana. Ele tem conseguido sucesso dirigindo o Browns nas atividades da offseason em meio as restrições causadas pela pandemia. Isso é muito mais que a maioria dos treinadores em seus primeiros anos tiveram que suportar!

Sabendo de tudo isso agora, você concorda que o Browns está em boas mãos? É claro que já sentimos isso com outros head coaches em Cleveland. Seria até uma estupidez acreditar em algo sem ter um trabalho sólido para que nós, sonhadores de Cleveland, possamos nos permitir acreditar.

Mas a esperança de que temos algo muito bom acontecendo. A animação de vermos que temos um líder capacitado a frente da equipe, é algo que coloca um sorriso no rosto deste torcedor que vos fala.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA