O Seattle Seahawks trocou, no último sábado, duas escolhas de primeira rodada, uma escolha de terceira e o safety Bradley McDougald para receber do New York Jets, o FS Jamal Adams e uma escolha de quarta rodada em 2022.

A troca foi recebida com ressalvas pelos analistas, pois é normal que trocas de duas ou mais escolhas ocorram, mas em jogadores de outras posições. O que faz com que Adams já vá para o Seahawks com a responsabilidade de compensar o movimento que foi feito pela sua contratação.

Um homem com uma missão

Após duras críticas em relação ao Jets, principalmente ao seu ex-Head Coach Adam Gase, Adams conseguiu finalmente ser trocado. Através de suas redes sociais, ele agradeceu aos fãs de New York e prometeu aos de Seattle que ele será um homem em missão de levar o time ao Super Bowl.

Seattle apostou muito alto em Adams e ele realmente terá que demonstrar que vale a pena. Embora ele continue recebendo como calouro neste ano, ele foi “a” aposta de John Schneider e Pete Carroll para o futuro

Seattle e a nova “Legião do boom”

Na última temporada, Adams teve 75 tackles e 6.5 sacks, uma interceptação convertida em TD e um fumble recuperado para TD. Além disso, ele também consegue jogar perto da linha de scrimmage, por esse modo, também é muito comparado ao estilo de Chancellor, que tinha Earl Thomas no auge.

Quandre Diggs (Foto por Elsa/Getty Images)

No entanto, Jamal Adams terá ao seu lado Quandre Diggs, que teve três interceptações, um fumble forçado e um recuperado em apenas cinco jogos pelo Seahawks. De fato, não tem uma defesa tão dominante assim desde a famosa Legion of boom.

“All in”  e o futuro é agora

John Schneider e Pete Carroll sempre foram superagressivos em suas negociações, mas nunca antes colocaram tanto em risco. Se havia alguma dúvida em relação ao quão sério o Seahawks estava de correr atrás do Super Bowl, essa movimentação tirou a limpo todos questionamentos.

Com a quantidade de capital investido pelos Seahawks, juntamente com o custo provável de prender Adams em um novo contrato, nada menos que uma corrida pelo título justificará o custo. Atualmente, a não ser que o Seahawks faça alguma outra negociação mirabolante, eles não escolherão no primeiro dia do draft até 2023, no mínimo. Eles, literalmente, apostaram tudo.

Repercussão: “nos vemos na semana 14”

Jamal Adams via Twitter

Após a saída de Adams do Jets, o RB Le’Veon Bell veio, através das redes sociais, alfinetar o ex-companheiro de equipe, pois Bell foi para New York justamente por insistência do safety. O RB disse que “as pessoas fazem barulho para te trazerem, e então vão embora… As pessoas são estranhas […]”. Adams não deixou por menos e respondeu Bell com “anotado, e nos vemos na semana 14”.

Bell, por fim, respondeu chamando o safety de mentiroso e disse ”não considera uma ameaça” e que deseja tudo de bom para Adams.

Parece que vai rolar uma baguncinha lá no CenturyLink, né?

DEIXE UMA RESPOSTA