Que se inicie a temporada de mock drafts da NFL! Costumo começar os mocks após o período de free agency da liga, pois desta forma temos maior clareza das principais lacunas das equipes. Para a minha surpresa, o Saints tem, mesmo com a situação trágica de cap, uma equipe sólida e competitiva. Mantivemos Marcus Williams e, ao que tudo indica, teremos Jameis Winston no comando da equipe. Com isso, vejo apenas uma grande necessidade na equipe titular, na posição de cornerback, fazendo oposição a Marshon Lattimore, que tem situação legal indefinida após ter sido preso em Ohio. Minha ideia é de fazer três mocks até o dia do draft usando a plataforma PFN.

  • 1ª Rodada (28ª Escolha) – Jaelan Philips, Defensive End, Miami

Neste meu primeiro mock, não havia nenhum cornerback disponível que valesse a escolha de primeira rodada, portanto, Mickey Loomis opta pela estratégia de melhor jogador disponível. Nesta offseason, mantivemos Noah Spence e trouxemos Tanoh Kpassagnon, movimentos para depth que não serão suficientes para suprir a perda de Trey Hendrickson na rotação. Atualmente, os titulares da equipe na posição são Marcus Davenport, que ainda não se firmou na liga como um pass rusher de prestígio tampouco tem a permanência garantida no futuro e Cam Jordan, que apesar de ídolo da equipe e um dos líderes do elenco, está envelhecendo e saindo do seu período de auge. Portanto, não seria nenhum absurdo selecionar um defensive end na primeira escolha.

Jaelan Phillips é um dos melhores jogadores da posição na classe de 2021, ao lado de Ojulari e Paye. Seu companheiro de equipe, Rousseau, talvez tenha o teto mais alto dos prospectos, mas tecnicamente é cru e passou 2020 sem competir. Entre os edge rushers do draft, Phillips, para mim, é quem melhor alinha atleticismo com técnica e tem potencial para se tornar um grande titular da liga. Apesar de todos esses atributos, o jogador de Miami preocupou com concussões durante sua carreira universitária. Não fossem as questões médicas, não tenho dúvidas de que seria selecionado no top 10.

 

  • 2ª Rodada (60ª Escolha) – Eric Stokes, Cornerback, Georgia

   Cornerback é, sem dúvidas, a maior necessidade da equipe atualmente. Estamos muito bem servidos em termos de cb1 e slot com Lattimore e Gardner Johnson, o problema está na vaga de cb2, que hoje no elenco seria ocupada por alguém inferior a Janoris Jenkins, antigo titular que foi dispensado por casualidades do cap.

Stokes é um jogador com muito potencial, atlético, possui bom tamanho para a posição e seria um ótimo complemento a Lattimore. Seu desempenho durante o pro day mostrou a todos seu atleticismo, o que com certeza o fez subir em muitos boards pela liga. Minhas ressalvas quanto a Stokes são duas; durante sua carreira universitária ele sempre foi o segundo cornerback da equipe, o posto de cb1 era ocupado por Tyson Campbell (quem eu considero inferior a Stokes), e o fato de raramente estar alinhado contra o melhor recebedor do time adversário pode preocupar, minha outra ressalva é em relação a sua marcação agressiva, que é marca registrada da secundária de Georgia e pode fazer com que flanelas sejam lançadas nas primeiras partidas como profissional.

 

  • 3ª Rodada (98ª Escolha) – Kellen Mond, Quarterback, Texas A&M

   Essa é a primeira vez desde que comecei a acompanhar a NFL, que não sei o que esperar da posição de quarterback do Saints. Winston é uma incógnita e Hill não é a resposta para a posição. Desta forma, temos que nos preparar para qualquer ocasião.

Confesso que os vídeos de Mond me surpreenderam bastante quando eu estudava os prospectos, o jogador tem um ótimo braço, boas leituras e fez grandes partidas em Texas A&M aparecendo inclusive em momentos cruciais e decidindo partidas. Para mim está claro que ele está atrás dos cinco quarterbacks que serão selecionados na primeira rodada, porém, estando disponível nessa altura do draft, tem potencial para ser um baita steal. A liga hoje conta com grandes jogadores da posição selecionados no segundo dia, como Wilson e Prescott e Mond pode ser mais um.

 

  • 3ª Rodada (105ª Escolha) – Cameron McGrone, Linebacker, Michigan

   A lacuna na posição de linebacker é subestimada por alguns torcedores, mas a verdade é que perdemos Kwon Alexander e não sabemos se Zach Baun terá condições de ser titular em 2021, o que deixa a posição ao lado de Demario Davis com um ponto de interrogação.

McGrone é um prospecto que combina atleticismo e boa leitura de jogo, ideais para um linebacker da NFL nos dias de hoje. Apesar disso, o jogador de Michigan deixa a desejar na cobertura e não tem o tamanho perfeito. No geral, penso que Cameron seja um dos sleepers da posição e pode ser uma boa adição na liga.

 

  • 4ª Rodada (133ª Escolha) – Richard LeCounte, Safety, Georgia

   Apesar da posição de safety estar bem servida com Williams, Gardner-Johnson e Jenkins, depth na secundária nunca é demais. Além do fato de que Malcom Jenkins ter 33 anos e estar próximo do fim da carreira.

Com isso, o Saints traz LeCounte, jogador versátil que possui experiência como free e strong safety e mostrou ser um líder da defesa com ótimas leituras de jogo e alto QI em Georgia. Números (bem) ruins durante o pro day da universidade farão com que ele caia no draft, mas isso não pode ignorar o bom jogador que ele mostrou ser na universidade. No pior, teremos um bom ativo nos special teams.

 

  • 6ª Rodada (218ª Escolha) – Landon Young, Tackle, Kentucky

   Atualmente temos dois dos melhores tackles da liga e, apesar de vir de seu melhor ano, Armstead nunca foi um exemplo de durabilidade. Selecionamos então um prospecto extremamente cru, mas que mostrou potencial e com algum tempo pode se tornar um jogador sólido na liga.

 

 

  • 7ª Rodada (229ª Escolha) – Israel Mukuamu, Cornerback, South Carolina

   Confesso que fiquei surpreso quando vi Mukuamu disponível durante o mock. Apesar de uma temporada bem abaixo em 2020, o companheiro de Jaycee Horn na secundária de South Carolina já mostrou ótimos momentos. Pelos rumores, a maioria da liga não vê o jogador atuando como corner e sim como safety e, por isso, deve ser selecionado apenas no terceiro e último dia de draft. Durante sua carreira universitária, Mukuamu mostrou ser muito físico e ter bons instintos, apesar de não ser um grande atleta. Sabemos o quanto Dennis Allen valoriza defensores versáteis, e o defensive back seria mais um no elenco.

 

  • 7ª Rodada (255ª Escolha) – Chris Evans, Running Back, Michigan

Não há nenhuma garantia que escolhas de 7ª rodada ficarão no elenco durante a temporada. Evans chegaria para compor o running back room, que tem a super estrela Alvin Kamara e Latavius Murray, que não deve jogar por muito mais tempo. Muitos running backs de sucesso da liga foram selecionados tarde ou sequer foram draftados, por isso, é válida a aposta.

DEIXE UMA RESPOSTA