Michael Brockers

A torcida do Baltimore Ravens acordou na manhã do dia 27 de março de 2020 com uma notícia desagradável. Contrariando as expectativas, a franquia não conseguiu chegar a um acordo a respeito do contrato com o DL Michael Brockers.

Segundo informações dos setoristas, os Ravens tentaram renegociar o valor anteriormente acordado com o jogador, algo que não foi aceito pelos seus agentes. O motivo alegado para essa alteração seria o estado de saúde de Brockers e a impossibilidade do time realizar uma avaliação por causa do surto do novo coronavirus nos Estados Unidos.

De acordo com fontes dos jornais de Los Angeles, Michael Brockers possui um high ankle sprain, que seria um entorse no tornozelo de grau III. Para entendermos sobre essa lesão, consultamos a fisioterapeuta Nagela Freitas.

A Lesão

Entorse de tornozeloGeralmente, entorses normais possuem uma recuperação mais fácil, pois é algo mais articular. A entorse de tornozelo do Michael Brockers é mais grave, pois pega acima do tornozelo com lesão da sindesmose, uma articulação fibrosa em que serve de ligamento entre os ossos da perna.

Em caso de uma lesão estável, esse tipo de entorse pode envolver apenas o uso de botas de camurça para imobilização da região lesionada. Porém, se a lesão for instável, existe até mesmo a necessidade de cirurgia para colocação de um parafuso de fixação da sidesmose. 

Para esse tipo de lesão, o tempo de reabilitação pode variar. Em casos mais otimistas, até 15 dias. Situações mais complicadas podem exigir até 1 mês de recuperação.

As Implicações

Sem acordo entre as duas partes, o jogador retorna ao elenco do Los Angeles Rams, com um contrato de 3 anos e $31,5 milhões. aos Ravens, cabe agora achar um jeito de endereçar essa nova necessidade do elenco.

Atualmente, já considerando a quebra de acordo com o DL, a franquia conta com aproximadamente $14,5M no saláry cap e receberá por essa perda uma escolha compensatória de quinta rodada para o draft de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA