Com o draft surpresas sempre chegam. Nunca é uma análise exata, pois sempre tem busts e bursts. Para uma análise, como prospectos, temos alguns favoritos baseados na análise de seus anos no college. A posição de runningback tem muita promessa boa esse ano e vamos conferir alguns.

Najee Harris

O nosso primeiro é Najee Harris de Alabama. Campeão no college, ao lado de um ataque poderosíssimo. Por muitos analístas cotado como número um da classe na posição. Entre suas qualidades estão sua altura(1.88), seu porte físico(88 kg), sua recepção (arma muito boa para rbs, e não tão fácil de encontrar) e é um jogador sólido. Teve grande importância na ofensiva, ajudando Mac Jones e para o time que chegar, promete ser titular já, fazendo a diferença dentro de campo.

Travis Ettienne

Talvez um dos que a mais tempo tem hype para o draft. Vindo de Clemson, Travis Ettienne é um dos mais rápidos da classe na posição, sendo fatal quando possui espaço no campo. Além dessa sua explosão, ainda tem por características quebrar tackles e pode ser um recebedor também. Teve números excelentes durante seus anos de college e pode ser perfeitamente o primeiro a ser escolhido na posição.

Javonte Williams

O ex runningback de North Carolina também possui espaço na discussão dos top corredores desse draft. Diferente dos dois citados anteriormente, Williams apenas foi cotado a partir de seu último ano. Dividindo espaço com seu ex companheiro Michael Carter, Williams não comandou o back field do time, mas mesmo assim demonstrou ser um grande prospecto. Assim aos poucos teve que ir buscando seu espaço, mas em 2019 foi bem sólido e em seu último ano cresceu ainda mais de produção. Além de também poder receber passes, seu estilo de jogo é mais físico, podendo o ajudar(por ser um diferencial aguentar permanecer em pé após tackles) ou o atrapalhar(pelo risco maior de lesão).

Michael Carter

Dividindo back field com Javonte Williams em North Carolina, Carter possui números maiores e melhores que Williams. Sua projeção mais baixa é muito por conta de sua baixa estatura, que para muitos é um problema grande. Mesmo assim, em seus dois últimos anos de college ele conseguiu passar das 1000 jardas, e em 2020 somou 25 recepções, assim demonstrando que temos que ficar de olho aberto para ele esse ano, podendo claramente ser uma surpresa incrível do draft.

Kenneth Gainwell

Vindo de Memphis Gainwell trás consigo algumas dúvidas como prospecto. Apesar de ter jogado muito bem em 2019, em 2020 por conta da pandemia optou por não jogar. Teve poucos jogos no college, mas se já é cotado como um dos melhores com pouco tempo de jogo, quer dizer que impressionou muito os scouts. Teve 18 jogos, 14 em 2019 e 4 em 2018. Mesmo em seu último ano atuando tendo conseguido mais de 1400 jardas, o que mais impressiona foi atingir a marca de 51 recepções. Assim ele possui uma interessante combinação de corrida entre explosão e aceleração, mas precisa ganhar massa muscular caso pretenda ser um running back titular. Com espaço, provou que pode ganhar jardas e deixar defensores para trás mas enfrentando jogadores muito mais fortes na NFL, o porte físico poderá fazer a diferença.

DEIXE UMA RESPOSTA