Draft 2019: Will Grier pode se tornar um Redskin?

Will Grier go to the Redskins? (Ba-dum-tss). Antes de tudo, esse não é um texto que defende o cidadão Will Grier nos Redskins. O objetivo é informar uma possibilidade e trazer informações desses respectivo jogador. O autor do texto é fanboy declarado do quarterback de Oregon, Justin Herbert, que deve se declarar para o Draft de 2020.

Na semana 11 em jogo contra o Houston Texans, no FedEx Field, mais especificamente no final do 3º quarto, em uma 3ª para 9 jardas. Blitz. O safety Kareem Jackson junto com o DL JJ Watt, passam pela OL sem dificuldades e atropelam Smith. O passador acabou fraturando a tíbia e a fíbula.

Com a lesão, o jogador naturalmente iria pro IR e com tempo de recuperação de 6 a 8 meses. Mas novas notícias informam que o aleta contraiu uma infecção pós operatória,assim correndo risco de aposentadoria.

Para 2019, ficam as dúvidas para o torcedor pele vermelha. Vamos contratar alguém na free agency? Vamos draftar alguém? Colt McCoy é o nosso QB? Smith ainda vai ser nosso passador?

E eu lá tenho cara de mãe Diná!? (nota do revisor: claro que tem)

Hoje vamos falar de uma possibilidade. Smith se aposentou e o seu salário impossibilita a contratação de um substituto, apesar de não existirem nomes bons na free agency. Restou então Colt McCoy, recuperando também de uma fratura na fíbula. Para se juntar a McCoy, supomos que o time escolha Will Grier, quarterback de West Virginia.

Quem é Will Grier?

Will Grier nasceu no dia 3 de abril de 1995, possui 23 anos. O jovem é natural de Davidson, na Carolina do Norte, quase 400 km de Washington DC, onde completou o ensino médio. No College se tornou jogador do Florida Gators, em 2014. No ano seguinte, foi suspenso por um ano por conta de uso de substâncias proibidas.

Grier decidiu se transferir para outra universidade. Escolheu a Universidade de West Virginia, ficando de fora de toda temporada de 2016, como regra das transferências universitárias. O passador se tornou um redshirt, ou seja, um estudante que se formou mas continuou na universidade para práticas esportivas, isso por conta de lesões ou suspensões no período de graduação.

Em sua carreira universitária, o quarterback disputou 28 jogos, tentou 945 passes com 621 bem sucedidos (65,7% dos passes foram completo), isso para um total de 8556 jardas, 81 touchdowns e 23 touchdowns. Em estatísticas de corrida, ele alcançou 148 jardas em 147 tentativas, quase 1 jarda por tentativa, além de 7 touchdowns.

fonte: wikipedia

Os números de Will Grier são superiores aos de Josh Rosen no universitário, sem comparar o grau de dificuldade dos adversários que cada um enfrentou. O jogador em UCLA teve 30 jogos, 1170 tentativas de passe para 712 passes completos (60,9% dos passes foram completados), além de 59 touchdowns e 26 interceptações.

Outro destaque foi que ele ficou em 4º lugar na votação do Heisman Trophy (melhor jogador do College da temporada), atrás do vencedor Kyler Murray (Oklahoma), Tua Tagovailoa (Alabama) e Dwayne Haskins (Ohio State).