Todo dia quando eu ia para a escola o ônibus passava em frente a um parque com uma quadra de futsal muito bonita. Eu sonhava em um dia ir jogar naquela quadra, mas a realidade é que eu estava indo para a escola e só podia ver ela através daquela janela de cantos arredondados que não abria, estava tão perto e tão longe…

É mais ou menos assim que eu me sinto com essa offseason de 2022, temos um time competitivo e competente, que com as peças certas será muito enjoado de vencer, mas ao invés de pisar no acelerador, o front office está dando a ré. Ao invés de comprar um videogame de última geração, eles estão vendendo a televisão e cancelando o plano de internet.

Tudo bem, o time investiu muito dinheiro em free agents em temporadas passadas, não deu certo. Por isso o dono não quer gastar adoidado de novo, mas existe um lugar pior que o tank, a mediocridade. O Cincinnati Reds caminha para ser apenas um time de 80 vitórias, que não briga por Wild Card, nem por um prospecto top de Draft, nem chama a atenção de nenhuma estrela da liga. Esse time caminha para ser apenas um time simpático, que as pessoas gostam, que sentem pena, que não faz mal a ninguém, como um Southampton da vida. Está flertando a começar um novo rebuild.

 

Agora é a hora de investir, agora é a hora de competir, agora é a hora de pagar a big extensão do Castellanos, agora é a hora de pagar um bom shortstop, de trocar por bons braços de bullpen, agora. Janelas se fecham rápido no beisebol, temos uma janela agora. Será que Joey Votto tem pique pra mais uma temporada de 30 HR? É um dever moral dessa franquia dar um time bom para o Joey, mas o front office não está nem aí para isso. Será que Winker vai aceitar renovar sabendo que esse time não quer competir? Jonny India? Stephenson? Pelo bem da marca, pelo bem da franquia, pelo bem dos torcedores, esse é o momento de crescer, de mudar de nível, de competir, e para isso é preciso abrir a carteira. O problema é que além de não querer gastar, o dono não quer que o time seja competitivo.

 

A tantos anos esse time caminha pelos vales de densas trevas do rebuild, até que quando parece que há uma luz que brilha ao longe, uma alvorada se aproximando, eles cortam a luz e colocam cortinas blackout. Me sinto frustrado, não por mim, aguento mais um rebuild, fico frustrado por esses rapazes que estão no elenco, eles também merecem competir, um time que os faça alcançar seu potencial, principalmente por Joey Votto, que nunca chegará a uma World Series, que assim como eu vai continuar a ver a terra prometida por meio de uma janelinha de ônibus.

Venda o time Bob.

Venda-o.

Por favor.

DEIXE UMA RESPOSTA