Com duas semanas disputadas na temporada de 2020 da NFL, já pudemos ver em ação alguns calouros selecionados pelas equipes no draft deste ano. Do lado defensivo e do ofensivo da bola, muitos jogadores já provaram serem valiosos para a liga e deixaram boas impressões. Por isso, separamos cinco novatos que já causaram impacto em suas equipes até aqui.

Joe Burrow – Cincinnati Bengals

Sim, os Bengals ainda não venceram nesta temporada da NFL, mas isso não é motivo para não se empolgar com Joe Burrow. Apesar de ter apenas dois jogos na liga profissional, Burrow mostrou ser um quarterback confiável e alguém que deve levar os Bengals para um patamar acima.

Mesmo perdendo os dois jogos, o QB novato provou ser capaz de comandar campanhas importantes e decisivas como um veterano, mesmo com uma linha ofensiva pouco confiável. Mostrou-se calmo no pocket, com uma excelente leitura de jogo, precisão e um braço forte. O futuro promete ser brilhante em Cincinnati.

C.J Henderson – Jacksonville Jaguars

Com um jogo espetacular na estreia contra os Colts, C.J Henderson provou que o Jacksonville Jaguars encontrou um CB que promete ser de elite no futuro da liga. Entre os rookies, foi o jogador que mais forçou passes incompletos nas primeiras semanas e causou um impacto imediato em uma defesa ainda em reconstrução.

Mostrou presença física, ótima leitura dos ataques e uma inteligência acima da média. Deve brigar pelo prêmio de DROTY e deve ser uma peça chave para o futuro do Jacksonville Jaguars.

Clyde Edwards-Helaire – Kansas City Chiefs

A estreia pelo Kansas City Chiefs foi primorosa. 138 jardas contra os Texans e o cartão de visitas que seria mais uma arma no poderoso ataque de Kansas. Jogando em um time que teve um ataque corrido mediano no ano passado, sua adição foi imediatamente sentida e o impacto causado trouxe medo aos adversários.

Apesar de ter um jogo menos brilhante na semana 2, Clyde Edwards-Helaire também recebeu alguns passes, mostrando que Andy Reid pretende o usar de formas diferentes ao longo da temporada.

Chase Young – Washington Football Team

Durante a primeira partida da carreira, Chase Young recebeu uma nota de 86.5 no PFF, o maior entre os calouros. Foram quatro pressões, dois sacks e dois fumbles forçados. O defensive end do Washington provou que chegou na NFL para ser um verdadeiro terror aos QBs adversários.

Além disso, semana 2, Young obteve a melhor nota entre os calouros defensivos, segundo o PFF: 81.1. Muito intenso, causou impacto imediato e, com o tempo, deve se tornar um dos melhores apressadores de passes da liga.

Jalon Johnson – Chicago Bears

Os Bears selecionaram o CB Jalon Johnson apenas na escolha 50 do draft, mas o defensor já está mostrando ser um talento que mereceria uma posição melhor. Durante estas duas semanas, o calouro forçou quatro passes incompletos em sua direção, sendo o segundo melhor novato nessa estatística. As primeiras impressões foram boas e, por não ser um jogador que estava nos holofotes do draft, seu impacto e o futuro dele na liga são pontos importantes a se observar.

DEIXE UMA RESPOSTA