Bem-vindos à temporada 2024

O título parece apressado. Mas, para quem foi eliminado antes do Super Bowl, a temporada seguinte sempre tem que começar mais cedo. E para o Baltimore Ravens, é o momento principalmente de olhar para o elenco e saber como vai manter o time mais bem sucedido desde a chegada de Lamar Jackson  a Maryland.

Por vezes, quando a derrota vem Рe ainda mais da forma amarga que foi Рprocuramos um culpado e deixamos de lado o bom desempenho da equipe durante a campanha. No caso do Baltimore Ravens, procuramos isso dentro de um time que foi a segunda melhor defesa da temporada regular e dos playoffs e um ataque que, no primeiro ano de um novo trabalho, conseguiu chegar em uma final de confer̻ncia.

A essa altura, o luto da derrota já deve ter sido digerido. E está tudo bem se ainda não, restam mais sete meses para dar conta disso. De qualquer forma, o exercício agora é olhar para frente e perceber que, o que nos reserva para o futuro pode ser brilhante. Basta olharmos ponto a ponto e veremos que as coisas estão todas lá.

Começando pelo ataque, a chegada de Todd Monken foi aquilo que se esperava: deu ao Baltimore Ravens a força que precisava para potencializar o jogo aéreo, contando principalmente com a adição de bons playmakers, sem abrir mão do que se tornou a identidade do time, que é correr muito bem com a bola. E nesse quesito, Baltimore está bem servido.

Nesse momento, o comitê de RBs do Ravens é composto por Gus Edwards, Keaton Mitchell, Justice Hill. Este trio mostrou que dá conta do recado quando o assunto é carregar a bola. Em especial, Mitchell conseguiu suprir uma enorme necessidade que foi a ausência do Dobbins após mais uma lesão que o tirou da temporada. Edwards é free agent e deve com certeza atacar o recado. Para Baltimore, isso não deve ser um problema, visto que consegue sempre boas adições no draft, mesmo entre os UDFAs.

O corpo de recebedores também vem cheio de boas expectativas. Rashod Bateman, mais uma aposta de primeira rodada na posição de WR de Eric DeCosta finalmente teve uma temporada completa saudável. De fato, não foi a coisa mais surpreendente do mundo, mas teve uma curva de evolução significativa dentro do esquema de Monken e, se mantendo saudável, pode ganhar mais espaço e desencantar como uma ameaça real no ataque ao lado de Zay Flowers, o calouroque encheu os olhos da torcida com sua agilidade e velocidade em campo.

Essa dupla ao lado de Mark Andrews e Isiah Likely, que surpreendeu ao segurar o tranco de substituir o alvo mais confiável de Lamar Jackson, tem capacidade de fazer estragos em um segundo ano desse novo esquema ofensivo que privilegia mais o ataque aéreo. O que precisaremos saber é como ficará a linha ofensiva para dar conta de tudo isso, uma vez que Kevin Zeitler é free agent e Ronnie Stanley não inspira confiança visto os altos e baixos que demonstrou em 2023.

O outro lado da bola parece um pouco mais incerto, haja vista que muitas peças que, até de forma surpreendente, desempenharam tão bem e pavimentaram o caminho de Mike Macdonald para Seattle jogaram seu último ano de contrato e podem aproveitar a chance para ganhar um bom dinheiro em times mais desesperados. Como é o caso de Patrick Queen por exemplo, jogador cujo time não quis ativar a opção de quinto ano de contrato e pode estar de partida.

Outro que jogou seu ultimo ano de contrato foi Justin Madubuike, mas nesse caso, ele deve ser o principal foco da renovação nesta temporada, ou esperamos pelo menos que DeCosta esteja pensando nisso. Pensando no elenco ao redor, principalmente com o líder da defesa Roquan Smith ainda disponível, as tratativas não devem ser das mais difíceis.

Imagino que, na cabeça do leitor, deve estar passando uma certa preocupação se esse elenco da defesa jogará da mesma forma na temporada seguinte. E, provavelmente sim, veremos uma queda nesse sentido. Entretanto, o coordenador que assumirá o cargo tem a total confiança tanto da franquia como de seu antecessor. Um dos desejos de Mikle Macdonald ao ir para Seattle era levar Zachy Orr para ser seu coordenador defensivo. Assim sendo, Orr merece algum crédito.

De todo modo, o que nos importa agora é acompanhar os próximos passos e ver se, no fim das contas, as coisas dão certo para todos nós. Para que o leitor não fique perdido, pode acompanhar as principais datas da offseason aqui, em texto do Russell Street Report. A partir de hoje, começa a contagem regressiva até o dia 5 de setembro.

Bem-vindo a 2024, torcedor!

Todos os conteúdos publicados neste site são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem as opiniões e posicionamentos da FN Network.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Screen-Shot-2023-04-26-at-3.37.37-PM
Contagem Regressiva para a Free Agency 2024
Lamar-Jackson
A Incerteza Sobre Lamar Jackson
John Harbaugh e EricDecosta falam à imprensa sobre o contrato de Lamar Jackson e outros assuntos
Contrato Novo Vindo Aí?
Trincheira
Pós jogo: já fomos melhores nesse tal de futebol americano
r1006049_1296x864_3-2
O primeiro dia de draft dos Ravens
marquise-feature-2
Pensamentos sobre Marquise Brown
John Harbaugh recebe o título de técnico do ano na tempolrada 2019
John Harbaugh técnico do ano?
Jogador 23 da defesa de Baltimore bloqueando passe
O que se passa com a defesa de Baltimore?