As dúvidas e questões sobre a rotação surgem à medida que o training camp se aproxima

Todo o resto pode ter acontecido mal para os Padres em 2023. Mas a sua rotação inicial, de certa maneira, foi uma das melhores do beisebol. Os titulares de San Diego terminaram a temporada com um ERA de 3,69, o melhor da Major League, e o homem da vez dessa rotação, Blake Snell, levou para casa o seu segundo Prêmio Cy Young.

Vai ser muito difícil repetir esse nível de sucesso em 2024.

Snell continua sendo um agente livre. Michael Wacha, Seth Lugo e Nick Martinez já assinaram contrato com outras equipes. Esses quatro juntos fizeram 91 partidas na última temporada, com um ERA de 3,15.

Os Padres começaram a reformular sua rotação no mês passado com a troca que enviou Juan Soto para os Yankees. Eles conseguiram quatro arremessadores que poderiam contribuir para a rotação de 2024. Claramente, no entanto, há trabalho a ser feito antes que os Padres possam se sentir confortáveis com seu grupo.

Eis a situação:

No plantel de 40 jogadores: Joe Musgrove, Yu Darvish, Michael King, Pedro Avila, Jhony Brito, Jay Groome, Jairo Iriarte, Glenn Otto, Randy Vásquez, Matt Waldron

Saídas: Snell, Wacha, Lugo, Martinez, Rich Hill

Os 30 melhores prospectos: Robby Snelling (Padres’ No. 3, No. 60 overall), Dylan Lesko (Padres’ No. 4, No. 63 overall), Drew Thorpe (Padres No. 6, No. 99 overall), Iriarte (Padres’ No. 7), Adam Mazur (No. 8), Vásquez (No. 15), Victor Lizarraga (No. 17), Ryan Bergert (No. 18), Blake Dickerson (No. 19), Isaiah Lowe (No. 22), Garrett Hawkins (No. 23), Jagger Haynes (No. 29)

Qual é o estado da atual rotação?

Antes da troca de Soto, quando questionado sobre a sua rotação esgotada, o treinador Mike Shildt foi diplomático, dizendo que gostava dos que ali estavam.

Essa é a visão do otimista. Os principais que Shildt se referia são Musgrove e Darvish, os presumíveis titulares nº 1 e 2 do San Diego – e os mais prováveis titulares para a Série da Coréia de dois jogos de abertura da temporada contra os Dodgers.

Tanto Darvish (cotovelo) como Musgrove (ombro) tiveram as suas temporadas de 2023 interrompidas devido a lesões, mas a franquia diz que ambos estão saudáveis e fazendo os seus progressos normais de lançamento. 

Para além deles, o único titular garantido é King, o prémio do negócio de Soto. King foi dominante na reta final da última temporada e registrou uma ERA de 2,23 como titular. Depois desse trio? A esta altura, ninguém sabe como os Padres vão preencher os últimos dois ou três lugares na sua rotação.

Quem mais está na disputa?

Para começar, o resto do negócio de Soto incluiu Vásquez, Brito e Thorpe – três arremessadores que terão uma oportunidade na rotação no Spring Training. Embora Vásquez e Brito também sejam opções de bullpen, Shildt confirmou recentemente que ambos serão treinados como titulares nesta primavera – o que os torna parte da rotação.

Entre as opções que regressam, Avila e Waldron terão uma oportunidade. Iriarte é um prospecto que vale a pena observar. Mas …

Os Padres vão precisar de mais do que isso… certo?

Certo. Faltando duas semanas para o Spring Training, o gerente geral A.J. Preller ainda está procurando por arremessadores titulares.

Há um ano, os Padres contrataram Lugo e Wacha como opções de alta qualidade e baixo valor. Esse é exatamente o tipo de arremessador que eles gostariam de colocar na parte de trás da rotação, já que a recontratação de Snell continua altamente improvável.

É claro que os Padres também reformularam sua Farm,, o que lhes dá opções de possíveis trocas. Se eles estão procurando um titular para se encaixar ao lado de Darvish e Musgrove na frente da rotação, essa é a avenida que eles tomariam. (Lembre-se de que Preller usou bastante a Farm  para adquirir Darvish e Musgrove há três anos. É possível que algo semelhante aconteça nas próximas semanas? Neste momento, parece pouco provável. Mesmo assim, não se pode descartar essa possibilidade.

O veredito:

Da forma como está construído atualmente, o Padres simplesmente não tem o suficiente para formar uma rotação competitiva. Mas, como Shildt observou, os principais arremessadores estão no mesmo lugar.

Musgrove, Darvish e King são boas opções no topo. Enquanto isso, o técnico de arremessos Ruben Niebla tem um extenso histórico de desenvolvimento de jovens, o que sugere que ele conseguirá tirar o máximo proveito dos prospectos e dos recém-chegados. O futuro é promissor, com King a bordo e Snelling, Iriarte, Thorpe e Lesko entre os melhores candidatos a arremessadores titulares do futuro.

Ainda assim, para completar essa rotação, San Diego precisa de outra aquisição. Provavelmente duas. Mais duas aquisições dariam aos Padres a profundidade necessária. Mais uma aquisição daria ao menos um grupo aceitável de opções para o Dia de Abertura.

Até lá, no entanto, a rotação de San Diego está claramente incompleta.

 

Siga o Padres Brasil através da @SDPadresBR no Twitter e Instagram para acompanhar mais informações. Siga nas redes sociais para sugestões e pautas para os futuros programas:

Assine nas demais plataformas: RSS Spotify | Deezer | Apple Podcasts | Google Podcasts | Amazon Music

Todos os conteúdos publicados neste site são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem as opiniões e posicionamentos da FN Network.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS

unnamed (4)
Como é que o San Diego Padres vai preencher as suas vagas no campo externo?
padrescast-large (3)
Padres Cast 066 – #FERNANDOTATISDAY + Cronezone
padrescast-large (6)
Padres Cast 065 – OPENING DAY + 23 ‘Previsões’ para 2023
padrescast-large (6)
Padres Cast 064 – MANNY MACHADO é um “Padre for life”
padrescast-large (6)
Padres Cast 063 – Xan Diego Padres – QUE OFFSEASON AMIGOS!
Captura de tela 2022-10-21 081228
Um jogo só termina quando acaba
padrescast-large (5)
Padres Cast 062 – Ritmo de festa mas pés no chão
padrescast-large (4)
Padres Cast 061 – MannyVP + Snellzilla
padrescast-large (3)
Padres Cast 060 – Ouçam o Joe Musgrove