Vem aí dois textos que gostarei muito de estar escrevendo, meus dois prospectos favoritos do currículo do Browns nesse Draft de 2022, duas peças em dois setores que pediam demais reforços e por mais que são bons projetos neles prevejo que consigam espaço rapidamente no time e já esse ano pode haver um bom impacto. Primeiramente começamos com David Bell que vem a um setor que se encontrou perdido, o Browns “deu a vida” por Deshaun Watson mas para todo quarterback é preciso um bom grupo de recebedores mas o investimento de anos atrás nunca se traduziu de grande forma que o Browns imaginava.

Odell não produziu e saiu no meio da temporada, Landry teve pela primeira vez na carreira uma temporada abaixo por causa de lesões e nem retornou para Cleveland com um novo contrato, a falta de WR1 e WR2 era preocupante mas o Browns antes mesmo do Draft foi atrás de tentar formar mais “corpo” dentro do setor. Amari Cooper assinou com nós para já se tornar o principal recebedor do elenco, o projeto Donovan People-Jones vem para seu terceiro ano e agora como alguém produzido trás consigo toda a história de ter tido uma boa química com Baker Mayfield e Anthony Schwartz deve receber ainda mais snaps e mais protagonismo no seu segundo ano dentro da liga.

E aonde está Bell? Pode ser que até se torne o WR3 a disputar com Schwartz snaps, o Browns precisava ir atrás de um recebedor no segundo dia e foi e agora precisamos saber quem é ele

DAVID BELL – WIDE RECEIVER – PURDUE

Antes de DeAngelo Yancey em 2017, a universidade de Purdue não via um wide receiver convocado para a NFL desde 2001 e para um programa que ostentava apenas dois recebedores de primeira rodada na década de 1970, apresentou uma queda significativa na produção dentro do setor. No entanto, sua linha de produção para o jogo aéreo está conversa para um bom cenário dentro da liga novamente, no ano passado Rondale Moore foi uma escolha de segunda rodada do Arizona Cardinals e agora David Bell foi para o Browns na terceira rodada e já ganhando conversas de brigar para ser o WR3 da franquia.

Bell ganhou inúmeros prêmios durante sua carreira universitária, mas talvez os mais impressionantes incluem ser nomeado um recebedor de primeiro time da All-American em sua temporada júnior, sendo nomeado Academic All-Big Ten como um segundo anista e o Richter-Howard Receiver of the Year em um prêmio que incluía grandes candidatos como Garrett Wilson, Chris Olave e Jaxon Smith-Njigba, todos jogando em Ohio State.

Bell pode não ser o mais rápido durante a rota de corrida visualizando segundo e último estágio da corrida mas ele demonstrou excelente explosão, com sua liberação de velocidade ajudando demais a vencer na linha de scrimmage por várias vezes em seu tape. Do ponto de vista atlético, Bell tem um controle corporal excepcional. Existem vários exemplos no seu filme em que ele contorce o corpo para fazer uma captura que parece impossível, aliás um dos pontos que mais foi falado por Stefanski é que ele já era considerado pelo Browns um dos melhores prospectos na questão pegar a bola, ele exibe essa habilidade tanto em campo aberto quanto em pouco território de campo, Bell é uma ameaça perigosa em todos os três níveis do campo.

Na questão de mudança de rota existe velocidade ali mas nada tão impressionante. Embora Bell possa criar algumas jardas após a recepção com seu equilíbrio e força central de quadril, ele não é um queimador de defensores e não faz os defensores errarem consistentemente, em seu sucesso em tais lances assim existe o bom uso das mãos e velocidade mas dificilmente encontrará separação extrema e mesmo assim a maioria das jogadas que Bell faz no campo são resultado de movimentos duplos. Rotas como slant and go e post são o seu pão com manteiga já que novamente sua questão de equilíbrio e bom footwork fazem ele ter sucesso.

Sua capacidade de rastrear e se concentrar na bola no ar é notável, pois ele fez várias recepções de destaque enquanto era empurrado. Bell é fantástico em usar sua construção ampla para ajudar a enquadrar a bola em pontos apertados, limitando a capacidade dos defensores de fazer uma intervenção. São mãos fortes, existe muita segurança vindo de mim quanto a impacto de passes muito fortes. A sua fisicalidade ajuda para ganhar o mínimo.de território que já ajuda nessas batalhas de pouca distância, um ponto importante é que vi dificuldade dele cair no primeiro contato, o suficiente para que por mais que ele não seja um recebedor de YAC, ganhe suas jardas a mais da recepção.

Existe uma tendência bem viciosa dentro do seu jogo que me preocupa para a questão de arbitragem na NFL. Ele tenta ganhar território várias vezes não tendo uma responsabilidade no uso das mãos, técnica vai ser importante já que ele é viciado a tentar ganhar espaço empurrando o adversário, essa falta é muito marcada dentro da NFL. Existe também dois pontos que vem com dúvidas para seu jogo.se traduzindo na NFL, o primeiro seria que ele não foi rotineiramente sendo testado contra cobertura de press e não temos uma noção do quanto ele vai ter problemas ou não contra defensores mais físicos na liga quando a marcação for homem a homem com pressão desde o início. O segundo ponto é que ele não foi solicitado a executar uma árvore de rotas particularmente complexa em Purdue e isso transmite que sua progressão inicial em Cleveland será de bastante ajuste para entender uma maior visão de rotas e como concluir bem elas. Ele é um corredor de rotas bom que em fase final encontra com alguns problemas de executar a parte final da jogada.

David Bell esteve inserido no basquete também e recebeu mais de 20 ofertas inclusive algumas boas como Penn State e Ohio State. A escolha para jogar em PURDUE era por ter gostado do ataque e ter sua vó morando perto e podendo ver todos seus jogos do estádio. Nós esperamos sempre um impacto imediato de alguém que faz disso algo rotineiro dentro do seu currículo. Bell garantiu um touchdown de 49 jardas logo em sua primeira recepção na carreira no college. Apenas uma semana depois, ele teve 4 recepções para 82 jardas contra Vanderbilt. Três semanas depois, contra Minnesota, ele garantiu seu primeiro de seis jogos de mais de 100 jardas. Bell foi nomeado o calouro do ano da Big Ten, ao mesmo tempo em que recebeu o prêmio de calouro All-American do primeiro time da Associated Press.

Embora a temporada de futebol universitário foi encurtada de 2020 por causa da pandemia para apenas seis jogos, Bell ainda produziu quatro jogos de mais de 100 jardas. Ele abriu a temporada em grande estilo com impressionantes 121 jardas e 3 touchdowns em 13 recepções contra Iowa e com um recorde de 8 touchdowns na última temporada, Bell conquistou o reconhecimento do primeiro time do All-Big Ten. Já em 2021 mesmo agora sem a presença de Moore e se tornando o principal WR do elenco ele teve a maior jardagem da carreira e a melhor média por recepção da carreira mas com número de TDs abaixo, caso de um ataque de Purdue que viveu muito com inconsistência.

Embora Bell não possa ser totalmente ignorado como uma ameaça para essa função, é mais provável que ele encontre sucesso consistente no slot e parece que Kevin Stefanski já olha pra ele para está função. É aí que seu poder de captura e trabalho de pés permitiriam que ele causasse o maior dano, dominando o defensor de slot menor. No perímetro, ele pode ser eficaz principalmente na RedZone com sua força que deve permitir que ele crie separação enquanto é esperto o suficiente com seu trabalho de pés para encontrar buracos na defesa. Suas mãos, concentração e capacidade de usar seu corpo também devem ajudar.

A produção de Bell é a maior razão pela qual ele deve ter sucesso na NFL, quaisquer que fossem suas limitações atléticas, ele encontrou uma maneira de produzir de forma consistente. Sua falta de velocidade e agilidade pode impedi-lo de chegar ao Pro Bowl e ser um recebedor de primeira prateleira, mas sua explosão fornece motivos adicionais para acreditar que ele pode ser um titular de longo prazo e um jogador produtivo para os Browns. Vai ser preciso intensificar nessa pré temporada seu aprendizado quanto a correr rotas e esse é o ponto que coloco que pode separar ele de ganhar a vaga de WR3 ou não.

 

DEIXE UMA RESPOSTA