Com o fim da temporada regular da NFL, é hora de analisarmos os times classificados para a pós-temporada a suas chances nos playoffs. Dessa vez falando do campeão da AFC North. O Pittsburgh Steelers, que ficou de fora nos últimos dois anos, está de volta aos playoffs.

A temporada

Joe Sargent/Getty Images

O Steelers viveu praticamente duas temporadas em uma em 2020. A equipe vivia uma grande expectativa para o retorno de Ben Roethlisberger à posição de quarterback depois de séria cirurgia no braço lançador. Com o início da temporada, se colocou rapidamente como uma das melhores e mais interessantes de se assistir da temporada numa sequência invicta de 11 partidas.

O ataque era construído com base em passes curtos e jardas conseguidas após a recepção, com muita movimentação dos recebedores. Por outro lado, a uma defesa garantia que as oportunidades de pontuação viriam – ao final da temporada, foi a segunda maior no quesito (27) – e empolgou o torcedor.

Entretanto, eis que na semana 13, num confronto com um representante da pior divisão da temporada, NFC East, aconteceu o improvável. Recebendo o Washington Football Team, veio a primeira derrota do ano, mas num jogo que pareceu um universo paralelo. Isso porque, o ataque foi nulo, com forte impressão de ajuste dos adversários ao estilo; a defesa, com os desfalques chave do LB Devin Bush e OLB Bud Dupree, já não segurava tão bem; e, além disso, grandes questionamentos vieram sobre a equipe, que só voltou a vencer – e garantir o título de divisão – na semana 16, frente ao Indianapolis Colts.

O que Pittsburgh pode entregar na pós-temporada?

Thearon W. Henderson/Getty Images

Se quiser ter vida longa nos playoffs, o Pittsburgh Steelers precisa ser uma equipe eficiente novamente. Por isso, a diversidade de jogadas no ataque precisa retornar para deixar as defesas pensando nas possibilidades e abrindo espaço para o que o time tem feito de melhor: deixar o jovem grupo de recebedores aparecer. Nesse sentido, vale lembrar que nenhuma equipe teve tanta distribuição de touchdowns passados como o Steelers, sendo nove para Chase Claypool e JuJu Smith-Schuster; sete para Diontae Johnson; e cinco para Eric Ebron e James Washington.

Além disso, a defesa, novamente uma das melhores da liga, vai precisar continuar gerando oportunidades para o ataque ter campos curtos. Ou seja, é a hora da unidade liderada por TJ Watt (o jogador defensivo do ano) brilhar.

Dito isso, nada mais digno de começar quente nos playoffs do que um confronto em casa contra o seu velho rival Cleveland Browns, retornando depois de tanto tempo aos jogos de pós-temporada (os últimos dois jogos da equipe? Justamente duas derrotas em Pittsburgh). O jogo será praticamente um primetime, o Sunday Night Football da rodada de Wild Card, domingo, 22h15.

DEIXE UMA RESPOSTA