O New Orleans Saints chegou aos playoffs da NFL por mais um ano, mas dessa vez como líderes da NFC South e seed número 2. Agora, o time de Drew Brees e companhia enfrenta o Chicago Bears no domingo buscando a classificação. Caso consiga, New Orleans pode pegar os Bucs, Rams ou o time de Washington em sua busca para as finais de conferência.

Brees, Kamara & Thomas

Foto: Chuck Cook-USA TODAY Sports

Não é surpresa dizer que a carreira de Drew Brees está chegando a seu final. Independentemente dos resultados, nesta semana sua aposentadoria foi quase confirmada, devendo ser oficializada nos próximos dias. Portanto, esse é seu último ano para tentar conquistar mais um título de Super Bowl.

Brees passou por muito esse ano, incluindo a fratura de algumas de suas costelas algumas semanas atrás. Mas, apesar disso, o quarterback aparenta ter melhorado substancialmente do que sua situação no início da temporada indicava.

Entretanto, mesmo com uma certa melhora, Drew contou com várias performances abaixo da média, como o jogo contra o Minnesota Vikings no natal, onde lançou duas interceptações enquanto Alvin Kamara quebrava recordes. Apesar de tudo isso, vindo junto ao pior ano de sua carreira estatisticamente, Brees pode surpreender e dominar nos playoffs dependendo de seu elenco.

Falando elenco, os dois jogadores mais importantes desse ataque podem estar voltando do IR para fortalecer o time.

Michael Thomas, o wide receiver e OPOY do ano passado entrou no Injured Reserve na metade de dezembro com uma lesão no tornozelo. Nessa temporada, Thomas chegou a jogar em apenas sete partidas, se retirando lesionado em três delas. Com sua pior marca estatística, ele tem até sábado, na véspera do jogo, para ser retirado da lista e voltar ao time.

Além disso, Alvin Kamara passou a última semana afastado, junto ao resto dos running backs dos Saints, pelos protocolos de segurança. Ele também, tecnicamente, só poderia voltar na véspera do jogo de acordo com os protocolos, e caso o jogo fosse no sábado, não poderia jogar. Sendo essencial para o Saints, Kamara lidera o time em jardas corridas e recebidas, e foi um dos jogadores de maior impacto na temporada.

E a defesa do Saints?

Foto: Mike Ehrmann / Getty Images

Depois de ceder menos de 16 pontos por cinco semanas seguidas, os Saints terminaram a temporada tomando 24, 32, 33 e 7 pontos respectivamente, as duas últimas sendo vitórias. A defesa manteve o título da divisão longe de Tom Brady e vai ser ela que irá garantir (ou não) o sucesso dos Saints.

Com uma das melhores defesas terrestres da liga com Cameron Jordan, Trey Hendrickson e grande elenco, o time é um dos melhores em defender a corrida e continua uma ameaça contra qualquer linha ofensiva.

Entretanto, o problema fica sendo a defesa aérea, que tem seus momentos ocasionais de colapso. Marshon Lattimore é bom se considerar que ele atura os melhores da NFC South seis vezes por ano; P.J. Williams é um dos piores defensive backs da liga; as contratações de Malcolm Jenkins e Janoris Jenkins vingaram até um ponto; já Kwon Alexander entrou no IR no final da temporada.

Por outro lado, o time conta com seus dois jogadores mais consistentes agora, Marcus Williams e Demario Davis, mas será suficiente?

  As expectativas para pós-temporada

O New Orleans Saints chegou aos playoffs por mais um ano, dessa vez como líderes da NFC South e seed número 2. O que esperar do time?
Foto: Andy Lyons/ Getty

Apesar dos muitos fatores ligados ao time de New Orleans, as últimas semanas mostraram que o time tem todo o talento necessário para chegar ao Super Bowl, mas eles ainda dependem de Brees.

O confronto contra os Bears mostra um cenário ideal de uma defesa complexa contra um ataque medíocre. Assim podendo testar o quanto esse ataque consegue produzir sem se arriscar, graças a Mitchell Trubisky. 

Já na próxima semana mostraria, potencialmente, um desafio similar. Sendo um Rams sem Goff, WFT sem um ataque, ou um Bucs que New Orleans já atropelou duas vezes esse ano. O caminho para Brees e o Saints acaba sendo mais fácil do que o esperado, mas o time ainda depende muito de como as engrenagens venham rodar na próxima semana.

 

DEIXE UMA RESPOSTA