A melhor temporada de calouro da história

Todo mundo ficou impressionado com a temporada fantástica que Julio Rodriguez fez com o Seattle Mariners nesse ano: .284 BA/.345 OBP/.509 SLG; 28 HR; 147 OPS+; 25 SB, uma maravilhosa maneira de consagrar a temporada fantástica do dominicano de apenas 21 anos foi levar o prêmio de… rookie of the year (novato do ano). Isso mesmo, Julio foi o melhor jogador do Mariners nessa temporada, conduziu o time à sua primeira pós-temporada em 21 anos, all-star e silver slugger, tudo isso como rookie, ou seja, no seu primeiro ano atuando na liga. Realmente impressionante, não é?

E se eu te contar que essa não é NEM DE LONGE a melhor temporada que um rookie já teve? Na verdade, são tantas temporadas de rookie incríveis ao longo da história dessa liga que é até injusto nomear só uma, mas é exatamente isso que eu vou fazer. Vem comigo que eu vou te mostrar a melhor temporada de novato da história do beisebol.

 

 Menções honrosas:

 

reprodução: internet

Começaremos citando Ichiro Suzuki (2001). Ele realmente ganhou o prêmio de MVP e RoY na mesma temporada, mas é notável citar que ele chegou na liga com 27 anos e já tendo mais de 1.300 rebatidas na NPB. Essa “vantagem” que ele teve me fez desconsiderá-lo da disputa, mas ele é um nome que precisa ser citado.

reprodução: internet

Outra grande menção é Aaron Judge (2017), o atual MVP da liga americana e uma das grandes estrelas da MLB foi também um meteoro quando chegou na liga. Numa das temporadas mais potentes de todos os tempos, ele esmagou 52 Home Runs e teve mais de 1.000 OPS, por pouco não foi MVP.

não, ele não morreu, a foto é PB mesmo reprodução: internet

Pra não dizerem que não falei das flores, a outra menção honrosa vai para uma temporada de arremessador. Fernando Valenzuela (1981), lendário arremessador do Los Angeles Dodgers, que teve uma temporada fantástica, com “apenas” 8 shutout games, algo que poucas vezes se repetirá na história e, pra comparação, nesse ano o líder no quesito teve 6 e foi Cy Young, Sandy Alcantara. Dispensado as entradas, passemos ao prato principal.

 

 E o Novato do Ano é…

 

Começaremos com a melhor temporada de novato para um arremessador, porque é injusto comparar estatística de rebatedor e arremessador, pois elas tem um peso diferente de acordo com a era que se compara, e uma adaptação completamente diferente nas grandes ligas.

reprodução: internet

A melhor temporada de calouro pra um arremessador, e por larga margem, foi a de Dwight Gooden, RHP do New York Mets, que em 1984 teve 2.60 ERA; 1.69 FIP; 276 K em 218.0 entradas, 138 ERA+ e 5.5 fWAR. Como comparação, são números quase iguais ao de Corbin Burnes em 2021, quando ele foi Cy Young, com diferença de que Gooden arremessou 51 entradas a mais. Gooden foi peça chave para fazer o Mets sair de último na divisão e 94 derrotas para 90 vitórias e 2° da divisão. Realmente impressionante. Detalhe importante: ele tinha 19 anos, imagina o que ele poderia ter sido sem os entorpecentes?

Rufem os tambores, quem será o número 1?

Ele, sempre ele, Mike Trout. Em 2012, ele teve uma temporada fabulosa, na verdade, é totalmente seguro falar que, apesar de Miguel Cabrera ter tido uma tríplice coroa de rebatidas (liderar a liga em BA, HR e RBI), ele foi roubado na disputa de MVP. Foi algo totalmente sobrenatural, Mike tomou a liga de assalto, fazendo o que jamais foi visto na era recente do beisebol, mesmo no seu primeiro ano ele já mostrava que era melhor que todos os outros, a MLB é muito fácil para Mike Trout. Falando de números: .326/.399/.564, 182 H, 30 HR, 83 RBI, 129 R, 49 SB, 168 OPS+ e 10.4 fWAR, simplesmente absurdo. Mike Trout.

reprodução: internet

Na verdade não. Peguei você. Mike Trout foi sim totalmente espetacular, mas ele não fez a melhor temporada da história de um novato, acredite se quiser. O verdadeiro melhor rookie de todos os tempos é ninguém menos que o lendário Ted Williams. Em 1939, jogando pelo Boston Red Sox, ele teve simplesmente .327/.436/.609/1.045 e 160 OPS+ (lembrando que OPS+ é baseado na média da liga daquela temporada, e em 1939 a régua de performance ofensiva era bem maior do que é hoje, tanto que apenas Aaron Judge teria estatísticas melhores que Ted Williams se ele jogasse em 2022, e o OPS+ de Judge foi 211), além de 31 home runs e 107 walks e 64 strikeouts. Desde o momento que pisou pela primeira vez num campo de ballpark até se aposentar, Ted Williams foi o melhor rebatedor do jogo, e isso jamais será replicado, digo sem medo nenhum de errar, jamais existirá outro Ted Williams na MLB, ele é a encarnação de uma máquina de rebatidas, uma máquina programada para chegar em base, ele foi o melhor rebatedor da história desde o dia 1.

Todos os conteúdos publicados neste site são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem as opiniões e posicionamentos da FN Network.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS

bet7k-apostas
Bet7k – A escolha perfeita para apostadores brasileiros
amuletobet
AmuletoBet, uma virada de jogo na indústria de apostas
parimatch-aplicativo
Introdução ao aplicativo Parimatch
vpn-para-esportes
Por que faz sentido usar VPN para assistir esportes?
imagem de bônus de casas de apostas
🎁 Tipos de bônus de casas de apostas: os benefícios dos bônus de apostas
betnacional-melhor-plataforma
Descubra a Emoção Do Betnacional: A Melhor Plataforma de Apostas Do Brasil
Mitch Keller, arremessador do Pittsburgh Pirates, deu um novo rumo para sua carreira em 2022 (Foto: Pittsburgh Post-Gazette)
A redenção de Mitch Keller
images (2) (18)
A melhor disputa de MVP da história
IMG-20221115-WA0000
Você sabe o que é o Draft da Rule 5?